segunda-feira, 31 de maio de 2010

sexta-feira, 28 de maio de 2010

(Why) I (don't) want to ride my bicycle

Como é sabido, entrei em fase de combate a gordura, flacidez e celulite! Depois de ter comido uma maça e um croissant*, resolvi que estava na hora de tirar o pó à bicicleta, que tem vindo a sofrer uma morte lenta desde 2008! Enchi os pneus de ar e a mim de moral, lá subi para cima da máquina e vai de começar a dar ao pedal! Ao fim de 10 minutos (8, vá), descobri porque é que o velocípede sem motor auxiliar, tem estado encostado à parede da garagem:

 Photo @ Flickr by Daniel Y. Go

1 - não é preciso muito para perceber que o raio do selim provoca umas dores filhas da puta engraçadas na zona isquio-púbica... daquelas de ir às lágrimas e provocar um andar engraçado durante um três dias!
2 - sendo uma bicicleta comprada num qualquer jumbo ou modelo e supostamente de montanha, faz-me assumir uma posição pouco confortável, semelhante a um 7 (mas com a perninha mais curta virada para o outro lado), quando o que eu queria era poder andar sentadinha, como quando tinha a minha esmaltina com um cestinho à frente, uma gradezinha atrás e uma campainha daquelas de tocar com o polegar!
3 - isto de pedalar nas subidas faz-me transpirar, perder o fôlego e custa nas perninhas e a treta das mudanças faz-me tirar os olhos da estrada e andar aos saltinhos... não curto!
4 - não é uma destas (ver imagem abaixo e link na legenda) que são cheias de pinta, bem bonitas, dão para andar sentadinha e direitinha e ficavam-me mesmo bem!

quem me conhece sabe que esta é a minha cara e que não me importava nada de a ter [mensagem subliminar]... para ver mais pode vir aqui


Portanto, até que estejam reunidas as condições necessárias, vou poupar as perninhas e o rabo dos maus tratos e dores, mantendo porém, o aspecto terrível com que estão agora!


* ora a história é a seguinte: [eu em pensamento] "trincava qualquer coisa... mas vou portar-me bem e vou comer uma maçã, em vez daquele danado daquele croissant que esta a olhar para mim... Isto porque sou uma pessoa forte e determinada!" (continua...)**
** desafio o leitor a terminar a história acima iniciada e até dou uma pequena pista: afinal não sou uma pessoa assim tão forte!

quinta-feira, 27 de maio de 2010

Daquelas coisas que eu penso e que me leva a pensar que devia ir ao psi...

Acho mesmo, que aquele pessoal que estaciona os automóveis, muito chegadinhos para frente, dando a ilusão que há um lugar, para depois, já com as expectativas em alta, o condutor incauto e desejoso de se apear, chegar ao local "X" e dar de caras com um mini-carro, ou um carro normal, a ocupar o seu putativo lugar, devia ser violentamente multado... devia, devia...

Photo @ Flickr by sputniksthim

Isto interessará a muito pouca gente...

...mas a verdade é que não sei o que e pior: andar anémica, ou sentir o aparelho digestivo a arder*, como se lá estivesse montado um acampamento de escuteirinhos com muitas fogueiras acessas ao mesmo tempo**!

 Photo @ Flickr by craftyanna

* eu deduzo que seja do suplemento que estou a tomar... isto e outros sintomas menos agradáveis... mas vai daí... se calhar nem é!
** vulgo azia... mas como sou uma miúda sofisticada, não tenho dessas coisas!

quarta-feira, 26 de maio de 2010

O benfiquismo da mãe Fatinha...

...vai ser agora posto à prova! Passo a explicar: sempre desconfiei, que a minha mãe torcia pelo Glorioso, um bocadinho por arrasto e para não deixar as filhas à beira de um ataque de nervos! Nos últimos tempos - aí desde 2004 - houve um acréscimo de entusiasmo, na sua veia de torcedora potenciado por um jogador em particular: o Quim! A santa da minha mãe, tornou-se a fã número 1 do Quim, desde que o viu mais recorrentemente na selecção. Mas fã mesmo, ao ponto de no último aniversário ter recebido uma foto emoldurada do indivíduo! Pensaria o comum dos mortais que o presente ficaria guardado numa qualquer caixa perdida algures num sótão ou garagem. Mas não! Entre fotos de duas ternurentas crianças - eu e a minha irmã - lá está o marmanjão de equipamento, luvas postas e barba por fazer, a receber as visitas!

 

Como diz que o dito cujo vai sair do Benfica*, quero ver para onde vai parar o entusiasmo clubístico de mamãe!

* e sobre este assunto confesso que tenho mixed feelings...

Pode-me faltar muita coisa...

...inspiração, tempo, vontade, talento, muita coisa, mas graças ao Bogas, nunca me falta material para escrever no blogue!

Era sexta-feira à tarde. O dia era de festa e estava lindo, com uma temperatura amena e um ventinho quente. De Coimbra tinham vindo as miúdas mais bonitas e mais simpáticas (que por acaso são minhas amigas) para festejarem comigo. Resolvemos ficar a aproveitar o pôr do Sol na areia, enquanto deixavamos a conversa em dia. Fui buscar o Buick e assim ele aproveitava para passear um bocadinho. A determinada altura, e porque o [sacana] estava a portar-se maravilhosamente bem, disseram-me:
"- Deixa-o à solta! Ele não faz asneiras!! Coitadinho é tão lindo!"
"- É pá... não sei... é que ele muda de repente... e pode ir chatear alguém... e normalmente quando isso acontece, escolhe sempre pessoas pouco simpáticas..."

Ainda insegura da minha decisão, olhei à volta. Não havia muita gente: uma senhora com ar mal disposto a uns 5 metros de mim, adolescentes em bando, uma avó com uma criança a uns bons 300m... Ora, normalmente ele não escolhe alvos que me estejam próximos, porque sabe que me antecipo, em relação aos que estão longe, normalmente também controlo a situação, com uma manobra de diversão, que implica correr em direcção ao mar a chamar por ele e a abanar o porta-chaves*... resolvo que não deve haver problema e decido  soltar o rapaz!


Os três primeiros minutos correram na perfeição! Sempre calminho, sempre perto de nós... até que... as orelhitas assumem a posição de alerta, e o gajo fixa a senhora mal disposta que está a 5 metros! Em menos de nada, vai dar-lhe uma narigada! Eu, a dizer mal da minha vida, levanto-me à velocidade da luz para ir salvar aquela pessoa, do monte de baba que o meu cão agora ostenta. Peço desculpa, pergunto se está tudo bem (apesar do Bogas só ter tocado na senhora com o nariz) e pergunto se precisa de alguma coisa. Enquanto aguardo uma resposta, que sai em tom de rugido (pudera!) vejo, já a uns bons 100m, o Buick numa corrida vertiginosa em direcção à avó com a criança! Deixo a senhora a falar sozinha e faço o meu melhor sprint, enquanto vou gritanto à vez:
"- BUICK, BUICK, AQUI..."
"- Não se preocupe que ele não faz mal nenhum!"

Já perto da senhora, que agora está a segurar a neta, o Buick abranda e cheira. Cheira mais um pouco, enquanto eu continuo a correr. Às tantas, vejo um "ajeitar de patas" que associo ao equilibrio em três apoios... isto é, o [filho da mãe do] meu cão, estava a preparar-se para fazer xixi!!! Digo um "NNNNNNÃÃÃÃÃOOOOO" que me sai esganiçado e vejo o filme em câmara lenta, enquanto na minha cabeça, a minha voz sai com distorção e mais grave!! Felizmente, só fez umas pinguinhas que acertaram na mala da senhora!



Posto isto, estava à espera de ter de lidar com uma mulher em fúria e com razão! Pedi um milhão de desculpas! Expliquei que o Bogas era pacífico e não fazia mal a ninguém. Perguntei se estava tudo bem, se precisava de alguma coisa e se queria o meu contacto, para algum tipo de compensação que achasse necessário! E continuei a dizer coisas, até que a senhora disse que estava tudo bem para eu ficar descansada!

Volto para junto das minhas amigas que ainda estão a tentar perceber o que se passou! Tomo nota mental para nunca mais ir nas cantigas de quem não conhece a peste peluda que tenho em casa. Tento apagar a imagem dele a levantar a pata para fazer xixi e poucos minutos depois volto para casa com mais uma história no papo!


* uma das muitas figuras tristes que faço à conta dele!

terça-feira, 25 de maio de 2010

Die bitch

Aviso prévio: Estamos perto do Verão ponto Já não mexo uma palha há mais de seis meses ponto Estou em fase hormonal ponto Sou miúda ponto Com sorte isto passa ponto

Os teus dias de reinado acabaram! Hoje mesmo, vou descobrir um fato de banho algures e vou começar a dar-te grandes enxertos! A ti, barriga gelatinosa! E aos filhos da mãe dos braços e pernas... para não falar da filha da p"#%& da celulite! Podem começar a fazer as malinhas e procurar outra lorpa para parasitarem, porque por aqui o arsenal está pronto: muito chá, muita caminhada com o Buick, muito cloro, boquinha fechada, sopinha a dar com um pau, fruta para quando estiver a tripar com a falta de açúcar e dou-te 1 mês para basares! 

 Photo @ Flickr by vanessa mae

Se me enervares muito, e se encontrar alguém que costume andar com um desfibrilhador atrás, sou até menina para começar a correr... apesar de não saber muito bem como é que isso se faz eficazmente sem cair para o lado ao fim de 100 metros em apneia...

Bem... pelo menos já não morro estúpida...

...mas, tenho cá para mim, que não era preciso tanto!! A noite era de festa. A menina fazia aninhos e havia que comemorar! Depois dos miminhos dos amigos - by the way, os meus são os melhores do mundo - vai de beber um copito... e mais outro... e mais outro... e mais outro... e vai-se haver está-se de microfone na mão, a cantar o "Anzol"*, em resposta ao "Na cabana". Acredito que visto de fora o cenário não pudesse ser mais assustador, mas a verdade é que ainda houve tempo para um dueto no "Dá-me lume" que foi aplaudido pelas três pessoas que entretanto ainda resistiam no bar!


Nada como estar perto dos 30, para constatar que o juízo não vem com o tempo!

* nada como me estrear num karaoke, com a música mais cliché de todos os tempos e ainda assim, conseguir arruinar a melodia!

segunda-feira, 24 de maio de 2010

Nazaré... em vez do banho



É bom em dias como o de ontem - em que o Sol prometia muito e acabou por dar pouco - que é bom ter alternativas que o sejam realmente*. Assim, depois do plano A ter sido abortado**, lá resolvemos dar um pulinho à Antiga Lota (actual Centro Cultural) para vermos a exposição "Nazaré: Memórias de uma Praia de Banhos". Juro, que não estou a exagerar, se disser que é a melhor que já vi neste espaço (que precisava de ser repensado enquanto local de exposições).
O investimento científico evidente na qualidade dos textos que são apresentados, e a criatividade está patente na diversidade de recursos utilizados. Tendo em consideração as limitações do Museu Dr. Joaquim Manso, é de louvar o empenho de quem conseguiu pôr de pé esta iniciativa!


Depois, derreteu-me o coração, ver por lá caras que me são tão próximas e que povoaram a minha infância e ver também, que a história que foi a dos meus avós, foi a de tantos outros casais: não fossem os banhos de mar, o Sol e o Verão e não havia palecos a apaixonarem-se por nazarenas... e vice-versa!

Por isso, para quem passar pela Nazaré, ou para quem não souber o que fazer com o tempo livre, aconselha-se um pulinho aqui à Praia, para ver uma exposição à maneira.

* e que raramente estão disponíveis.
** o plano A era obviamente ficar a apanhar Sol e carreirinhas!

Segunda-feira #50

domingo, 23 de maio de 2010

Estou a pensar dar-lhe a independência...

Se há coisa que não gosto é de comprar calças! Implica despir e vestir, passar por apertos que pensava desnecessários e ultrapassados com a última dieta, e o mais das vezes, saio dos estabelecimentos de mãos a abanar e a pedir aos anjinhos que as calças em uso não se desfaçam tão cedo! Com o passar dos anos, descobri que convém fixar marcas, modelos e tamanhos para não ter que estar 1h30 na loja, a experimentar todo o par que aparentemente não é feio e que possivelmente fica bem, mas trocaram-me as voltas! Fui à Salsa, qual cliente fiel, e quando disse à menina que o que queria eram umas calças de ganga do modelo tal e tamanho tal* ela disse sempre de forma prestável e atenciosa:

Photo @ Flickr by malla_mi

"- Então e quer com diferentes lavagens de cor clara, estas que têm os rasgões, estas que têm os brilhantes ou estas a imitar pele?"
"- Peço desculpa, devia ter dito e esqueci-me. Queria umas "normais", só de uma cor, e de preferência em ganga escura."
"- Ah, estou a ver... mas não temos!" [apesar de se tratar de uma loja especializada em venda de jeans] Mas pode ver estas que têm o efeito push-up e que não têm adornos!"
"- Push-up?!?! Venha de lá esse par, pelo menos é só de uma côr!"

 Photo @ Flickr by Linda Gavin

Depois de experimentar as calças, senti-me confortável! A côr era perfeita! Já ouvia os sinos celestiais a acompanhar o "Aleluila", quando me ponho de perfil e vejo ao espelho que tinha uma entidade semi-autónoma no espaço onde antes estava o meu rabo! Aos dois segundos de espanto, segui-se uma valente esfregadela de olhos que não limpou aquela imagem perturbadora! O meu sim-senhor estava gigantesco, em forma de bola e prestes a ter cartão de cidadão e direito a voto! As pernas e o tronco, pareciam apêndices daquele monstro, que aparentemente trago acoplado, mas que se tem mantido - achava eu - discreto! Com as calças certas, despertou o Mr. Hyde que nele existia, aniquilando-me por completo! Eu tornei-me um acrescento de um rabo em forma de bola medicinal!

Photo @ Flickr by aphasiafilms

Mais uma vez a compra de calças revelou-se devastadora para o ego e agora a acrescentar ao milhão de defeitos reais e imaginários que acredito ter, tenho mais um: um rabo assustadoramente gigantesco... e o pior é que não vou voltar a olhar para ele da mesma forma!

* já mais em tempo algum revelarei qual!

sexta-feira, 21 de maio de 2010

Estou indecisa...

...não sei de deixe o meu NIB se a minha morada, para me puderem enviar os vossos miminhos durante os próximos dias, uma vez que se dá o caso de estar a comemorar hoje o meu vigésimo %$#& aniversário!



 vamos todos assumir que são 18 aninhos (e não mais 11)... o que dado a falta de juízo não será difícil de acreditar!

Brincadeirinha... mas se virem que querem mesmo oferecer alguma coisa querida, não se acanhem!

quinta-feira, 20 de maio de 2010

Iron... woman?

Está desfeito o mistério para a camada de sono e de cansaço que me tem dominado nos últimos tempos! Afinal, não sou eu que sou uma grande preguisosa, e não são as mudanças de casa e as viagens associadas, ou a desmotivação que às vezes o trabalho me provoca!! Estou ilibada de todas as acusações!! Afinal o que se passa é que para além da tensão de passarinho (sempre baixinha, baixinha) que já servia de desculpa para umas quantas situações, o que acontece é que me falta ferritina!!! Nada de grave (acho eu*) mas agora vai de tomar ferro e num instante passo das 33 para as 75 rotações!!... Se começarem a aparecer uns 30 posts por dia é porque a terapeutica está a resultar!

 Photo @ Flickr by miniBIGS

* para o caso de andar por aqui algum médico [olha a lata da miúda a bater-se a um parcer grátis] aqui vai: hematocrito - 34,9%; hemoglobina - 11,5 g/dl; eritrocitos - 3,94 T/L; Ferritina - 6 ng/mL**;
** diz que o limite mínimo é 15 ng/mL

terça-feira, 18 de maio de 2010

Falta mais do que um danoninho... muito mais!

Sei, que sou a única pessoa neste nosso Portugalito, que não sabia da existência dos programas do Herman e do Bruno Nogueira*! A questão, é que ainda não tenho televisão e só hoje, nos meus passeios pela net, dei de caras com estes senhores e fiquei preocupada: quando conseguimos assistir a (parte) de dois programas de humor, sem esboçar um sorriso, então é porque a coisa está fraquinha!!

Abençoadas cassetes de VHS que dão para matar as saudades de um tempo que um "não pirilamparás" dava para chorar a rir!

* Ok... o sketch com o anão está divertido!

segunda-feira, 17 de maio de 2010

Nova entrada no dicionário

vuvuzela
(inglês vuvuzela, do zulu)

s. f.
Tipo de corneta comprida, com som forte e grave, frequente entre os adeptos de futebol sul-africanos.


do Dicionário Priberam da Língua Portuguesa

 Photo @ Flickr by Just Ice

É que não faltava cá mais nada!!!

Sou grande fã da selecção! Ponho a mão no peito quando toca o hino antes dos jogos e tudo... mas não é porque uma gasolineira diz, que giro giro é estar tudo a tocar a malfadada da vuvuzela, que o povo, qual rebanho de mémés, o tem que fazer, para provar que gosta mesmo de ver o nossos piquenos a jogar à bola! E não, não é possível que os jogadores oiçam as malfadadas cornetas... por é isso que são: cornetas!! So... what's the point

É que já estou a antever, valentes dores de cabeça e ataques de mau feitio, nos dias de jogo... e de saída de cachopos à noite em pleno Verão... e no Natal... e no fim de ano... vai andar tudo com a porcaria do tubo de plástico enfiado nos beiços a fazer barulho!!

E que tal mandarmos a tal da "energia positiva" caladinhos e sogaditos?! Isso sim, era obra! E se estamos numa de fazer alguma coisa com piada, achava muito mais graça a ver a selecção toda de de bigode!! Mas de longe!


* que desconfio, tenha enfiado um mega barretaço com a compra das ditas cornetas!! Agora não sabe o que lhes fazer, então vai de lançar esta brilhante ideia!!! 

Segunda-feira #49

sexta-feira, 14 de maio de 2010

Wanna hold 'ya

Passado o mau feitio, próprio de quem não reconhece um espaço outrora familiar e de quem apanhou uma valente molha, resta-me a lembrança de uns 30 minutinhos muito bem passados e que me fizeram lembrar os 18 aninhos... realidade bem mais longínqua do que os 29 que se aproximam em passos largos, mas que teimo em não querer lembrar! Anyway...


Seguindo a sugestão da minha querida Pa.ta - que só sabe dizer coisas acertadas e mostrar o lado bonito da vida - lá demos um pulinho ao palco da RUC para ouvir os d3o*! São três, mas enchem o palco e a alma de quem pára para ouvir! Gostei e quero mais, por isso, agora é andar em cima da agenda destes moços!



Coimbra na versão lado B... sempre a minha favorita!

* faz lembrar os Tédio Boys**, numa versão melhorada, amadurecida e requintada
** banda de rockabilly de Coimbra que durante os anos 90 animou os fins de semana, queimas das fitas, concertos no centro de trabalhadores de Celas and so on and so on... e sim... eu vi quando eles tocaram com os frangos!

Tcharan!!

Hecho! A casa-ovo está vazia e a minha casinha já não faz eco! Agora só falta um quarto e os detalhes!


Eu sei... parece um mostruário do Ikea*... mas a menos que eu venda os rins, não há dinheiro para mais!

* já agora... senhores do Ikea, sintam-se confortáveis para me presentearem com alguns miminhos porque à minha conta já se fartaram de fazer publicidade!

quarta-feira, 12 de maio de 2010

Tirar o pó à Lomo e à alma

Um destes dias, inspirada pelo solzinho bom, tratei de procurar um rolo de fotografias, de fazer um refresh de como as películas enroladinhas - já tão distantes da nossa realidade - se colocam na Action Sampler, e vai de fazer ao caminho devidamente acompanhada e a disparar a torto e a direito. O resultado foi, literalmente, revelado ontem e a expectativa era mais que muita!

E não é que no meio de nada, em pleno caminho da Serra da Pescaria, existe um Buda que tem direito a flores e tudo?! Em tempo "papal" pergunto-me, se no meio da Índia encontramos uma figura do Bento XVI ou até de Cristo na cruz num qualquer campo perdido...

Não sei se sou só eu, mas por muito queimadas e descentradas que estas fotos estejam, acho que sempre que ficam bem!
 
 e agora que dá para passar logo para digital, mesmo que não se encontrem rolos a preto e branco (que não se encontram), não há problema! O photoshop trata do assunto!

...o pior é a vontade com que se fica de comprar mais uma e outra máquininha... e tenho cá para mim que não tarda mesmo nada e peço uma destas ao Pai Natal!

terça-feira, 11 de maio de 2010

Fenómenos culturais... Eu gosto!


Estou a falar daqueles fenómenos culturais, que não esperamos ver em contextos mais pequenos ou do interior, mas que em determinado momento surgiram, fizeram sucesso e ficaram de pedra e cal! Assim sendo, vou juntar o útil ao agradável: vou aproveitar que estou pela Nazaré* e vou dar um pulinho para assistir a alguns concertos do 13º Festival de Jazz do Valado dos Frades! Ora e onde fica o Valado? Pois bem, a entre a A8 e a Praia, ou entre a A8 e Alcobaça, consoante os gostos, mas está tudo explicado no site! Não se pode dizer que seja uma terra grande e bonita, cheia de pontos de interesse, porque a meia dúzia de ruas que tem, não dão para muito mais! Mas a verdade é que tem direito a um festival de Jazz, que arruma cidades como Coimbra a um cantinho!


Programinha para mais um fim de semana em beleza!

* na minha casinha que está cada vez mais com ar de ninho feliz e já ter o que precisava para eu ser uma cachopa sempre de sorriso posto!

E o sono que para aqui vai!

Por muito que durma e descanse, ando com uma camada de sono que me impede de ter os olhos devidamente abertos! Fosse o mosquito do sono, um bichinho mais simpático e a doença menos trágica e até podia ponderar se estaria a ser vítima de um ataque de um destes seres voadores!

No jardim do "Comandante Perolazinha", com a Marta a ver se me acorda...

Entretanto resta-me ir esgotando o lote de café, e tentar evitar babar-me, para o caso de adormecer em locais públicos!

Isto está bonito, está!

segunda-feira, 10 de maio de 2010

Já não é o que era!

Antes era no Parque Dr. Manuel Braga. As barraquinhas pequeninas, com música faziam um corredor que, à força de tanto se parar, levava horas a atravessar apesar das poucas dezenas de metros que o compunham! A segurança era escassa (podia-se atravessar o rio de jangada ou afastar as chapas de metal, que separavam o "recinto" da estrada ,e esgueirar com mais ou menos arranhões, para onde a festa acontecia), o "Palco RUC" tinha sempre verdadeiras alternativas a um cartaz de qualidade e o coreto era o ponto de encontro menos eficaz de todos os tempos.


Depois, passou para o outro lado do rio e ganhou o nome de "Queimódromo". Sentiu-se falta das árvores e das tasquinhas. Mas o cartaz cativava, mesmo a quem não tinha papel na festa. Aos poucos, as tendas patrocinadas por bebidas ganhavam em decibéis e espaço aos artistas principais! Mas ainda assim... ainda dava para se passar umas noites animadas!


Agora... o cortejo é ao domingo, o recinto dos concertos virou expositório de tendas sejam elas de bebida ou comida, o "Palco RUC" (que foi banido durante anos a fio) está espremido entre tendas de cerveja, apesar de ser de longe, o único lugar onde se pode ter um vislumbre da qualidade de outros tempos e os "cabeças de cartaz" são no mínimo miseráveis!

 Photo @ Bicho do Papel

Estou a falar da Queima das Fitas de Coimbra e das Noites do Parque (acho que já não se chamam assim)! Não fosse pela companhia - a melhor que se pode desejar - e pela banda de sábado - que me fez rock n rollar como há muitos anos não acontecia - e não tinha gasto €16 da minha vida para apanhar chuva e ser esmagada até vestir o 32 enquanto se ouve música que não presta nem para ir à casa de banho!

Glorioso campeonato!

Eu sabia que era só uma questão de orientação... A partir do momento em que a malta diz o que quer eles fazem-nos as vontadinhas todas!

Photo @ bolg.rcg.net

Para o ano voltamos a conversar!

Segunda-feira #48

quinta-feira, 6 de maio de 2010

É que tenho mesmo medo...

Dizem os entendidos que a moda é cíclica. De 20 em 20 anos vamos espreitar o passado e achamos que sim senhor aquilo (o que quer que "aquilo" seja) era mesmo catita! Ora, um episódio passado há poucos dias faz-me temer o pior! O revivalismo dos anos 90, está aí mesmo ao virar da esquina (se é que já não a virou) e eu sei, porque estive lá, que não foi uma época bonita... que não foi!! 

Estava no metro, quando uma moça, dos seus quê... 14 anos - período conhecido por não se ser carne nem peixe e pela falta fisiológica de qualquer tipo de gosto (música, moda...) - apresentava uma combinação que eu já não via, há uns (lá está) 20 anos e que eu própria exibi, com o orgulho característico de quem não tem a mínima noção da figura triste que está a fazer. A jovem tinha na cabeça uma bela poupa bem ensadwichada entre uma bandolete (que não era de espuma como as minhas) e uma espécie de franja, cujo objectivo é parecer negligé mas percebe-se à légua que cada cabelito foi escolhido segundo os mais rigorosos critérios de enquadramento de toda a instalação capilar!

portanto uma mistura entre a Kelly, a Donna (?) e a Brenda faltando apenas a bandolete e quiçás um pedacito de mousse...

Debati-me se devia, qual irmã da caridade, ter uma conversa cândida com ela... explicar-lhe que também eu trilhei aquele caminho e que todos os dias luto (nuns com mais sucesso do que noutros) para encontrar a luz e não cair nas tentações de piroseira... mas detive-me! Há coisas que temos que ser nós a perceber, sob pena de voltarmos a cometer os mesmo erros!

Com isto, temo que tenha de me preparar para outros aspectos dos anos 90 que deviam ser para todo sempre esquecidos:

- música:"pump it jam" e afins, toda e qualquer boys band, celines dions e whitneys acompanhadas dos respectivos bodyguards...


- roupa: coletes, padrões bizarros, jardineiras, calças com elástico na cintura e nos tornozelos, camisolas oversized, uso de cores fosforescentes em situações que não implicam mudar um pneu ou peregrinar...

Vamos todos torcer para que isto não volte a acontecer, sim?!

quarta-feira, 5 de maio de 2010

So that you know - #4 (Aniversário da mãe e da mana)

Brunch

Tudor houses


Carnaby street

Picadilly Circus

Concerto de Cesária Évora (Barbican Centre)