quinta-feira, 25 de abril de 2013

8 meses por pontos



- Já disse que tenho azia...;

- A miúda dá-nos belas sessões de soluços e "arrumação da casa". Digo que é "arrumação da casa" porque mexe tanto de um lado para o outro que só a imagino a arrastar móveis e a redecorar o "espaço";

- Dormir a noite inteira é algo que já não acontece há umas semanas. Entre xixis, dores de costas e o "rebola para um lado - rebola para o outro" pouco se descansa. Deve ser estratégia da Natureza para nos preparar par ao que aí vem!;

- As malas estão prontas (a dela fechada e ready to go, a minha ainda com umas coisitas sem importância em falta);

- Apesar de parecer uma bola de berlim com pernas, a verdade é que gosto da minha barriga (ia dizer barriguinha, mas era preciso ter muita lata para usar um diminutivo);

- Ainda não cheguei aquela fase em que a quero cá fora... muito pelo contrário! Está tão bem aqui dentro, tem tudo o que precisa... tudo controladinho... vá... estou cheia de medo de a ter!;

- Já é pouca a roupa que serve na zona da barriga, mas a esta altura do campeonato não me parece que valha a pena estar a comprar mais;

- Abençoado solzinho que veio em força e que me permite usar sandálias, porque já não me dobro lá muito bem para estar a calçar coisas com atilhos e fivelas e o raio;

- Percebo finalmente aquelas mães que dizem "não me dava jeito nenhum que ela nascesse antes de..." A verdade é que até vintes de Maio tenho muita coisa para fazer... Tendo em conta que as 37 semanas aterram ali a 23 de Maio e que a Lua é a 25 pode ser que consiga fazer tudo o que é preciso antes dela ter ordem de despejo;

- Continua a ser muito giro!

segunda-feira, 22 de abril de 2013

i carry your heart with me (i carry it in my heart)



O calor está aí. As novas coleções de vestidos fresquinhos piscam o olho a cada montra que olho de passagem... mas o estado de graça tira alguma da piada a estes impulsos de gaja... consumistas..., porque não há nada que sirva. Mas vendo bem as coisas até tenho três alternativas possíveis para fazer o gostinho ao dedo: 

1. fazer compras na secção de tendas da Decatholon... o verde caqui é uma cor que me fica bem;

2. seguir a lista de compras da maternidade e finalmente comprar as míticas "três camisas de dormir abertas à frente" que cobrem (entre outras coisas mais arredondadas e flácidas) um belíssimo conjunto de lingerie composto pela sexy cueca descartável e o discreto e sensual sutien de amamentação (já estou a ver o meu homem a ir às núvens com uma imagem cheia de sex appeal como esta...);

3. investir em peças bonitas, discretas, cheias de significado, que servem onde é suposto (agora e sempre) e que um dia vou poder partilhar com a nossa garota;

Ora, o ponto 2 da lista é uma inevitabilidade. Mais dia menos dia (e sim, a minha mala já devia estar feita há umas semanas), lá tenho de me tirar dos meus cuidados e ir descobrir camisas de dormir que não sejam terrivelmente feias e sutiens que não pareçam ter sido herdados da minha avó. O ponto 1 será o meu plano B... para usar em caso de desespero. Já o ponto três... foi o meu miminho! Alegrou-me a semana e fez-me sentir um bocadinho menos redonda. São da Vintage Affair e foi uma escolha complicada... é tudo bom! Fica a dica para quem está quase a livrar-se das cintas, cremes anti-estrias e afins... ou para o dia da Mãe!

quinta-feira, 18 de abril de 2013

Vá lá... é de aproveitar que esta ideia é de borla:

Youngster Unknowingly Shares an Ice Cream Stick with a Dog as She Watches Judging During the Kiddies Parade in Johnson Park in New Ulm, Minnesota...

Senhores da Olá, não é a fazer inquéritos sobre beijos que se safam. Agora, se o  Magnum amêndoas tivesse duas camadas da cobertura de chocolate, que se separassem da parte cremosa, quer-me parecer que tinham um sucesso imensurável e faziam uma pessoa (que acabou de comer um gelado e ainda assim ficou aguadinha por mais) muito feliz.

quarta-feira, 17 de abril de 2013

Aceitam-se apostas!

Corona of the Sun during a Solar Eclipse

O solinho já espreita vai para 3 ou 4 dias... quer-me parecer que daqui a 5 minutos vão começar as reclamações em relação ao calor que é demasiado, ao sol que é muito intenso, ao tempo seco que é... muito seco e a tudo o resto que há uma semana era de menos.

segunda-feira, 15 de abril de 2013

Now you see me, now you don't

\




A chegada do rebento fez-nos transformar o escritório no quartinho da nossa miúda. Onde antes havia livros e secretárias há agora cestinhos, bonecada, cremes e outras coisas a que ela não vai ligar nos próximos anos mas, que ainda assim, são necessários para nos aquecerem o coração. A questão é que nós ficamos desalojados do nosso local de trabalho... quer dizer, a bem da verdade, contam-se pelos dedos das mãos as vezes que para lá fomos trabalhar: ora porque estava frio, ora porque assim ficava cada um em sua divisão, ora porque... qualquer coisa. Basicamente, guardávamos lá o material de escritório e acabávamos por trabalhar na sala. Depois de termos arranjado as estantes que albergam os nossos livros, importava agora encontrar uma solução para que eu pudesse ter uma base de trabalho (ainda que continue a preferir a versão sofá-mantinha-computador no colo) já que o homem precisa de ttttooooodddddaaaaa a mesa para os discos e teclados e ratos e coisas que parecem canetas que escrevem no ecrã (nome técnico do aparelho). A solução encontrada foi esta: uma mesa rebatível e prateleiras. Se está montada tenho escritório, se está para baixo temos sala! Depois foi só ajustar a medida da mesa de apoio e com isso ganhar meia dúzia de prateleiras para o quarto da princesa (que têm as medidas ideias e que não encontrávamos em lugar nenhum).
Com isto tudo temos o ninho quase pronto!

quinta-feira, 11 de abril de 2013

E é assim que estamos... abençoadas hormonas!

Legenda: quer-me parecer que a primeira coisa branca que aparece é parte do meu Os coxae. Depois temos a princesa de perfil... or so the doctor said... também pode ser o fígado ou o estômago. Seja o que for, é lindo!

A garota tem quase 2kg!! Mais um bocadinho e tem o peso com que eu nasci. Mexe que é uma beleza e consegue enfiar o pé numa costela (minha) o que me obriga a ter uma postura semelhante a um pau de varar oliveiras. Se fugir à sonda do ecógrafo fosse desporto olímpico, tínhamos medalhista de ouro. A minha barriga parece uma melancia que se deforma consoante os apetites da miúda. O mais estranho disto tudo é que sempre que olho para esta ecografia fico um bocadinho mais apaixonada... Eu juro que não era assim piegas...

segunda-feira, 8 de abril de 2013

É hoje que estreia: Filho da Pub | SIC Radical | 23h45


O Paços de Ferreira não perde por esperar from One Couple Show on Vimeo.

O Mister é que sabe from One Couple Show on Vimeo.

Filho da Pub - Um hino à boa comunicação from One Couple Show on Vimeo.

(Não me consegui decidir por uma só promo...)

Tal como aconteceu no ano passado, também os serões deste ano terão outro encanto! É só uma vez por semana, o que é pena, mas ainda assim dá para alegrar o espírito! Por isso, hoje à noite, daqui a nada, lá para as 23h45* vou estar coladinha e a babar em frente à caixinha mágica a ver o Filho da Pub na SIC Radical! Ainda por cima, a emissão abre com chave de ouro: a nova imagem do Paços de Ferreira!

Tudo ligadinho na SIC Radical, lá pelas 23h00 para ver o Filho da Pub, sim?! SSSIIIIMMMM!!!

*e vou poder rever amanhã à noite, e depois de amanhã, e depois depois de amanhã...

Segunda-feira #182

quarta-feira, 3 de abril de 2013

Ya gotta see the baby



Ontem foi dia de curso. Viemos de lá com três toneladas de novidades e uma informação preciosa... só tenho pena que o Centro não passe declarações que possamos apresentar quando expomos os nossos argumentos. Passo a explicar e a espalhar a boa-nova:

Ontem, entre outras coisas, falámos de cólicas e dos factores que concorrem para que os pequenos possam passar por aquele mau bocado de querer por um fim à dor e de nada resultar. A enfermeira enunciou 3: ingestão de ar (que normalmente ocorre durante a amamentação), a imaturidade intestinal e o stress. Se há alguma coisa a fazer quanto à alimentação e quase nada em relação ao desenvolvimento das tripas do pequeno, há muitas formas de evitar o stress. Mas que raios pode stressar uma criança pequena?! Pensámos nós. A resposta, juro, veio acompanhada pelo som de harpas celestiais! Então não é que a manipulção dos bebés lhes pode provocar stress, logo cólicas?! Ah pois é! Se cada visita (e esse é outro assunto que me dá urticária, a obrigatoriedade das visitas) resolver pegar no bebé e estrafegá-lo, e acordá-lo, e falar naquele timbre timpanó-perfurante então é certinho que a criatura se vai chatear (e se a nossa garota sair à mãe, rosnará ao fim de pouco tempo) ficar stressada e ao fim do dia, para além de estar toda amassada, ainda vai ter direito a um bonito momento de cólicas que depois os pais têm de resolver! Eu já não achava piada à peregrinação à maternidade e ainda menos às visitas a casa (para além da mãe estar preocupada em perceber como funciona o rebento e como ela própria funciona ainda tem de ter a preocupação em fazer sala, garantir que há chá e bolachinhas e casa arrumada e isto tudo com poucas horas de sono e com as hormonas aos pulos) mas agora posso dizer que nem é por mim que não quero visitas é pela barriga da pequena!