quinta-feira, 31 de dezembro de 2009

Quero um bando!!

O ano ainda não acabou e eu já tomei uma resolução!!!

Em 2010, quero um bando destes bichinhos na minha casa!

 
 a loja do Jordão tem as coisas mais deliciosas deste mundo... os passarinhos de mexilhão também são fantásticos!

Ai o fim de ano, o fim de ano

Não vou fazer balanços. Não me apetece! Até porque considero que só devo fazer balanços a 21 de Maio*, altura em que completo mais um ano de vida... e no próximo serão 18**! Prefiro antes falar da festa!

Houve excepções, que não marcaram pela positiva, mas normalmente o que não falha, é a mãe, os tios e os primos por perto, quase sempre todos no areal. A tradição passa por chorarmos todos, ao som do fogo de artifício! Começo a perceber cada vez melhor, de onde veêm as lágrimas de pessoas que são para mim sinónimo de força! É que chorar não é fraquejar, é reconhecermos em nós o mérito de superarmos desafios dolorosos e esses surgem todos os anos, mais ou menos disfarçados! É orgulharmo-nos profundamente do que conquistámos. Essa tradição eu quero aprender e manter! De resto, mais ou menos copo***, mais ou menos marcha, mais "meu amigo charlie" menos "meu amigo charlie", fogo de artifício atrasado ou adiantado**** é só um pretexto e um ritual de afastamento da dos maus espíritos (a tristeza) dos nossos dias*****.

um fim de ano do caraças (2000 - 2001)! com direito a roupa temática e tudo!

De resto, os amigos, que ano após ano ocupam um lugar de maior importância em mim! É raro estarem comigo neste último dia de qualquer coisa, mas não é por isso que os sinto menos perto... como não domino o malabarismo das palavras e não vejo demérito em me apoioar no mérito dos outros aqui vai pela pena do Vininha:

Eu poderia suportar, embora não sem dor, que tivessem morrido todos os meus amores, mas enlouqueceria se morressem todos os meus amigos! A alguns deles não procuro, basta saber que eles existem. Esta mera condição me encoraja a seguir em frente pela vida...mas é delicioso que eu saiba e sinta que eu os adoro, embora não declare e os procure sempre...

Que 2010 seja o que quisermos!

* portanto, anotar na agenda para dar miminhos à menina!
** 29 e bem aproveitados!
*** nos últimos anos, pela uma da manhã já estou em casa!
**** pelas minhas contas este ano é à hora certa!
***** mas isso não inclui buzinas dois dias antes!

quarta-feira, 30 de dezembro de 2009

Procura-se...

...remédio, milagre ou bruxaria, que faça desaparecer jovens adolescentes tocadores de buzinas!

(e ainda faltam duas noites para o fim de ano... estou tramada!)

terça-feira, 29 de dezembro de 2009

Um monstro chamado João

Um destes dias, as duas manas resolveram e beber um copo como nos velhos tempos. Um tudo nada desorientadas - uma vez que o percurso nocturno já não se faz do "Terraço" ao "Sai do Stress", passando pelo "Pé leve" e "Berlim", como há uns 12 anos atrás - lá resolvemos arriscar! Depois de uma tentativa falhada, lá encontrámos uma cara conhecida, que nos levou a outras caras conhecidas. Tudo faria prever uma noite muito agradável... não fossem os rapazes terem a sensibilidade de um calhau! Depois de anos sem ver um amigo, sou recebida com um:
"- *olha o João!!! Então estás boa!! Já não tens aquele caparro! Sabes que nós até ficávamos intimidados...**"
Responde o outro conviva:
"- achas que está assim tão diferente?!? eu acho que está igual!!"


Self-Protait with Cropped Hair***, by Frida Kahlo (1940)

Como é que estas duas almas, não perceberam que estavam a pôr os dois pés na poça!! Eu, que até tinha saído de casa a sentir-me bonitinha, cheguei a casa com a vontade de pôr um saco de plástico na cabeça!

E com isto arruinaram a minha auto-estima! Estou a reviver a angústia da minha adolescência, e por isso tão cedo, não saio de casa!

R'ais partam os gajos!

* depois de um "olá, então tudo bem" completamente amorfo, reflexo de um total desconhecimento da pessoa que lhe sorriu e acenou (eu)! Tive que relembrar que era a irmã da minha irmã! 
** eu julgava que o pessoal da Praia me chamava João, porque eu era meio maria-rapaz e que se tratava de um termo carinhoso! Mas não, era porque aparentemente, o Pólo Aquático fez de mim um monstro ameaçador!
*** "Mira que se te quise fué por el pelo, ahora que estas pelona, ya no te quiero"

segunda-feira, 28 de dezembro de 2009

"Publicidade enganosa" ou "Descubra as diferenças"

O meu cérebro entrou de férias, por isso estou p'raqui a ver a Bones e a pensar, que isto não se faz e que no mínimo se trata de um caso de publicidade enganosa:

- as Antropólogas forenses não falam como se não fossem deste planeta e não vivessem na realidade... quer dizer... alguém que apanhe uma conversa de trabalho, pode pensar isso ou pior:

(conversa de campo)
"- não posso crer! apanhaste um com sífilis!!! isso é brutal!!!
- é pá, mas o amputado tinha mais pinta... quer dizer, aquela mulher grávida também estava muito bem!"

(conversa de almoço)
"- não te parece que aquela rapariga tem os braços curtos e algum prognatismo?
- ya... e viste aquela velhota?... aquilo é que era uma cifose!"

mas fora isto as conversas são completamente normais!!

- o nosso laboratório está longe de ser como o da série!!! Nem pensar! O "laboratório" consite em bancadas de madeira, com utensílios próprios da construção cívil até aos obturadores de dentista, num sótão de um antigo convento do século XVII em que o aparelho mais high tec que temos é a lupa*!


- não se fazem dignósticos com 5 mm de um fragmento de um osso! Muitas vezes nem o esqueleto completo nos diz tudo o que queremos! Portanto, quando a Dra Temperance diz que uma lasca de osso, pertencia a uma mulher com 35 anos 2 meses e 8 dias, que morreu com uma depressão depois de ter bebido uma fanta laranja, é tanga!

- normalmente não andamos a trabalhar de fato e saltos altos... o nosso estilo é mais "trolha-chic" e sapatinho de sola de pneu. A maquiagem é à base de pó das obras e lama! O que nos retira alguma credibilidade entre engenheiros, arquitectos e empreiteiros, sendo que os únicos que nos compreendem são os pedreiros!


- acima de tudo, mas mesmo muito muito importante, é que NÃO TEMOS companheiros de trabalho da categoria do Booth! Não senhor! Disso é que não se encontra mesmo!

E às vezes bem que dava jeito alguém com mais de 50 kg, para fazer frente a donos de obra que não querem acatar ordens, ou populações que não entendem porque é que uma estrada tem que estar cortada durante uma semana... aqueles que têm alguma pena de nós, mandam rezar uma missinhas, porque de certeza que a trabalhar com mortos só podemos ter a nossa alma num lugar muito escuro!!!

É preciso estar com uma neura muito grande, para filosofar sobre uma sérizinha da treta da televisão!

* mas é dos melhores laboratórios!

sábado, 26 de dezembro de 2009

Presentes

Apesar de ter acordado com um bichinho que me está a deixar meio xôxa*, à falta de poder dar um pulinho à marginal e aproveitar o dia que está lindo, fico em casa a desfutar dos presentes.

A pulseira (de cima) é da mãe e a agenda é da mana.


O pai deu um livrinho...




...e o Chico, este miminho:

"Minha voz ficou na espreita, na espera
Quem dera abrir meu peito
Cantar feliz
Preparei para você uma lua cheia
E você não veio
E você não quis"
(Lua cheia, Toquinho e Chico, 1965)

* não há febre não há gripe!

sexta-feira, 25 de dezembro de 2009

Mar de sonhos*

os melhores sonhos do mundo feitos pela mãe fotografados pela mana

Pelo andar da carruagem vou a rebolar para Coimbra! O bacalhau (com broa e bróculos, que se deixava comer muito bem) foi feito por mim! A mesa bonita, e cheia de coisinhas boas, foi autoria da mana (que amanhã não se safa de nos fazer um arroz de tamboril)! A mãe, só teve de sentar e comer (e depois lavar, porque somos boazinhas, mas não somos santas)!

 o aspecto não era fantástico, mas estava bonzinho

A sessão atribulada de origami foi patrocinada pelo Monte Velho e pelo Beirão!

decifrar dobras e calcular terços e quartos de páginas, é mais difícil do que parece depois de jantar

Acompanhadas, primeiro pela Nina Simone e depois pela Amália... televisão, nem vê-la!


Consoadas destas (a primeira fora de Coimbra), podem vir muitas que são boas!

* título do post da autoria da mana

quinta-feira, 24 de dezembro de 2009

De barriguinha cheia

E não estou a falar dos sonhos - que já se estão a fazer - ou do bacalhau, que daqui a pouco vou começar a preparar!

Estou a falar disto! Passeios e brincadeira com o Bogas do meu coração, até aos primeiros dias de 2010!

quarta-feira, 23 de dezembro de 2009

"Feliz Natal" ou "Como eu sei que os meus pais quiseram ter filhos"

O meu Natal era um bocadinho diferente do dos meus amigos. Normalmente passávamos o dia 24 em Coimbra e no dia 25 abalávamos para a Nazaré. Esta viagem, para além de cumprir o protocolo familiar e cultural de dar dois beijinhos e desejar "umas festas felizes", serviam para desejar "um dia feliz" a uma das pessoas mais especiais que conheci: a minha avó! A minha avó nasceu no dia 25 de Dezembro e por isso era o nosso "menino Jesus" (nome que por sinal carregava logo a seguir ao seu). Não sei quem se divertia mais com a coincidência, se ela que sempre a conheci como "menina", se nós os netos, que abríamos as prendas com ela e deixávamos ou outros (mais ou menos) adultos de lado!


Ora sendo para mim e para a minha irmã, uma data de cúmulo de comemorações e sendo nós, para além de crianças adoráveis*, mentes inquietas e criativas, arranjámos para este dia uma composição musical que reflectia todo o nosso génio e acutilância. Cientes deste nosso feito em tão tenra idade, repetimos a gracinha, anos a fio, para desconto dos pecados dos nossos progenitores! Ora então, pegando na melodia do famoso "Jingle Bells", criámos a letra que deveria ser cantada, tendo por base este canône natalício. Rezava assim a cantilena:

"Parabéns, parabéns, parabéns à avó,
Parabéns, parabéns, parabéns à avó,
Parabéns, parabéns, parabéns à avó,
Parabéns, parabéns, parabéns e feliz Natal"**

Nesses idos anos 80 e quiçá primeiros de noventa, não existia a A8, que nos deixa na Praia bem mais rapidamente do que no passado, por isso, os cerca de 40 minutos que levavam a percorrer a distância entre a Marinha Grande e a entrada no Calhau, eram feitos ao som das nossas vozes. Acredito que os meus pais nesses momentos, procurrassem encontrar no fundo do seu coração, o porquê de carregarem duas parasitas no banco de trás, que além de lhes sugarem os recursos, usurpavam sem qualquer tipo de parcimónia a sua paciência!

Se isto não é uma prova de amor parental, não sei o que seja!

Feliz Natal a todos... que estão agora um pouco mais felizes, por não terem que gramar com a cantoria!

* haverá com certeza quem discorde, mas a ditadura da blogosfera permite-me dizer isto impunemente.
** por vezes entrecalada por outra música também de nossa autoria "Nazaré pum pum, Nazaré tic-tac" mais reservada contudo, para a época estival e cantada sobre o "Alecrim aos molhos":
"Nazaré, Nazaré pum-pum,
Nazaré pum-pum,
Nazaré pum-pum,
(bis)
Ai Nazaré, Nazaré tic-tac
Nazaré tic-tac
Nazaré tic-tac
(bis)"

terça-feira, 22 de dezembro de 2009

Sintoma

Sou uma rapariga conhecida por dormir onde quer que seja* e adormecer nuns fantásticos 3,5 minutos... a menos que tenha qualquer coisa a buzinar na cabeça** e aí passo as noites em claro!

Por isso, resolvi que ia ver um filminho e esperar pelo João Pestana! De um passou para dois e de dois para três. Em menos de nada era manhã:

Good Night and Good Luck: bom, mas um bocado paradote! e consegui resistir a deixar mais uma foto do George aqui no estaminé!


Foto @ imdb


The Prestige: como não fazia ideia de nada em relação ao filme, foi inesperado tanto pelo argumento quanto pelo aparecimento do Mr. Bowie... sem red shoes!... mas o senhor Hugh Jackman também vai muito bem!


Foto @ imdb


The last king of scotland: do caneco!!! muito bom! bom mesmo! bom p'ra caraças!... ou pelo menos depois de uma directa eu acho que foi!


Foto @ imdb


Hoje não há quem me ature, à conta da birra de sono!!

* tanto que dá ser em frente ao palco 25 de Abril em pleno concerto durante o Avante, ou num semi-rígido com mar a sentir-se, entre garrafas de ar e barbatanas!
** falta pouco mais de um ano, para acabar mais uma etapa da minha vida, e o desafio é grande!

segunda-feira, 21 de dezembro de 2009

:D

Ora aí está um serão bem passado: lareira, mãe, mana, canal slb e vai de ouvir/assistir ao joguinho, com direito a cânticos, saltos do sofá e gritos de contentamento (dois, aos 22 minutos e aos 95 minutos).



A alegria de ganhar ao Porto com a Equipa B do Glorioso foi enorme, gigante*! mas as estrelas do nosso serão foram sem dúvida os senhores do Canal Benfica! É que isto de estar a ver um relato completa e totalmente parcial, em que os dois comentadores falam mais de "cenas" do que do jogo, e que a única referência que temos do que se passa em campo é um rectangulozinho verde onde bolinhas vermelhas e azuis se vão deslocando em direcção a uma ou a outra baliza, é no mínimo surreal! O prenúncio foi dado quando um dos comentadores diz passados 5 minutos do início da emissão:

"- (...) eu não quero ser mau, mas tenho que dizer uma coisinha: Andrades, ides sofrer que nem cães..."

A partir daqui já podia acontecer de tudo! E entre o "homenzinho verde" (aka Hulk) e teorias de "seitas organizadas" que conspiram para o Benfica não ser campeão, houve de tudo! Depois era imaginar com base no que eles diziam (dando um desconto considerável), na maior ou menor proximidade das bolinhas vermelhas ou azuis às balizas e com o levantar ou não da cadeira, o que ia acontecendo!... e com isto tudo o coraçãozinho ia vendo se ia desta para melhor ou não!

és grande miúdo!

Foi bom... mas para a próxima prefiro o estádio!

* espero que o meu paizinho esteja a ler este post e não se esqueça pensar bem no presente de Natal... e que depois de pensar o multiplique por dois, porque sou uma filha exemplar e ele é um grande forreta!

Segunda-feira #30

Forget love, I'd rather fall in chocolate


[ora nem mais! tirando as borbulhas e os quilitos a mais, é perfeito e bem menos complicado!]

De Ana Oliveira in Ilustrana.blogspot

sexta-feira, 18 de dezembro de 2009

N 39° 35' 21.12" , W 9° 1' 10.16" (mais coisa, menos coisa)


Foto de Stanley Kubrick (Nazaré, 1948)

Estava frio e chovia, mas mesmo assim, hoje fiquei quentinha por dentro, depois de matar as saudades do forte, do paredão e do cafézinho na esplanada!


Foto de Bill Perlmutter (Nazaré, 1958)

quinta-feira, 17 de dezembro de 2009

Diz que sim...

...que houve um sismo! É o que dá dormir a tremer de frio, mesmo quando a terra treme, não treme mais que nós! E tinha mudado o local da soneca da sala para o quarto por volta da 1 da matina, mas ainda assim não dei por nada!



Mas vá lá que desta vez não amecei de dar um estalo a ninguém! Em mil nove e 99, quando a meio de uma aula de biologia do 12º ano, a terra tremeu, virei-me para trás e disse ao Rogério* que se não me parasse de abanar a cadeira - como tinha a mania de fazer - que lhe dava um tabefe! Tenho um óptimo sentido de oportunidade eu!

* Rapaz que com o seu 1,90m se divertia a esticar as pernitas e a balançar-me a cadeira aula sim, aula sim! A única vez que resolvo armar-me em má a culpa não era dele! Típico!

Mundo ao contrário



Tenho vindo a descobrir, que ao contrário do que pensava, à medida que o tempo vai passando, não me torno uma pessoa com mais jogo de cintura ou com abertura suficiente para lidar com situações estranhas! E nem sequer o relativismo cultural que tenho entrenhado, me safa dessa condição de incapaz. Por isso tenho optado por deixar o Ver(de)água, num Ver(de)esperança, tipo bola de sabão que não rebenta! Por isso, e porque não sei o que dizer em relação aquelas notícias em que ficamos a saber que há um homem que acha que pode enfiar 50 agulhas no corpo de uma criança de 2 anos, ou em relação à posição de camarote em que todos assistimos à morte lenta de uma mulher!

quarta-feira, 16 de dezembro de 2009

Se é para isto, então que neve!

Dado que tenho dormido com pijama, casaco, camisola de gola alta de lã, dois pares de meias, um edredon e duas mantas, tenho sentido um certo frio nas pálpebras e no cabelo*. Por isso achei por bem transferir o meu robozinho** para a mesa de cabeceira e virá-lo para a minha cara!



Acho que a minha casa-ovo é assim p'ró fresquita!

* e não me considero uma rapariga friorenta!
** termoventilador

New York i love you (?)



...não sei, nunca por lá passei, mas ontem deu-me uma vontadinha de dar lá um pulo!

Foi noite de cinema! Cravei o meu amigo Phyxsius - r'ais partam o nome que escolheste que dá cabo da minha dislexia - e vai de passar umas horinhas no "escurinho do cinema, chupando drops de anis..." (esta última parte não aconteceu, mas impunha-se para compôr o textinho)!



Ora, a minha relação com o P. - sorry love, mas é mais fácil assim - é meio ao contrário: ele é que gosta de cenas a atirar para o romântico e eu sou a insensível do par, por isso ontem quando ele me perguntou:
"- Sabes o que vens ver, certo?"
quase me deu o fanico! É que sabia que ele queria ver o filme, e quando vi que tinha estreado por cá, achei que era simpático levá-lo para ver. Sabendo pelo título que não se tratava de uma tragédia sanguinária, não me ocorreu que poderia ser uma coisa daquelas melosas e enjoativas!... e na verdade não era! É que apesar de ser um filme feito de histórias de amor, não é nada de lamechas, tem momentos cómicos, tristes e outros mais calientes!



Por outro lado o conceito subjacente ao filme também está engraçado e muito bem conseguido. As várias histórias que são representadas no filme (5 ou 6) são escritas e realizadas por argumentistas e realizadores diferentes* e apesar de já saber disso, só nos créditos finais é que me apercebi, porque o filme está todo muito coerente e as histórias tocam-se muito ao de leve fazendo transições que surgem muito naturalmente!



Não estando entre os meus favoritos, foi bom!

* A gira da Natalie Portman (cabra... que não tem um único defeito) também tem uma historinha dela!

terça-feira, 15 de dezembro de 2009

Hoje para o almoço temos


amanhã derreto-o à porrada no combat!!!... deve dar para o desfazer, certo?

She's only happy in the sun



Já não falta tudo para o Verão!

segunda-feira, 14 de dezembro de 2009

Em tempo real

mais um fantástico trabalho de design da minha autoria!!!

E lá vou eu para o jantarinho de Natal do Sobral Cid, toda vaidosa com o vestinho que mamãe fez para a sua caçula!
não é o primeiro, aqui está o outro

Oh pra mim toda catita:
favor reparar na botinha verde que deu um trabalhão a arranjar... mentira, não deu nada, já tinha!!

Agora venha de lá o jantarinho italiano, que estou cheia de saudades de pôr as minha favolas* lindas numa bela de uma massa!

* sou um bocadito dentuças... um bocadito pequenito, vá!

Programação infantil

Tenho dado comigo à espera dos desenhos animados da rtp 2* só para ver os episódios do Corto Maltese**!


Hugo Pratt
sempre me intrigou o porquê dos homens do mar (que não os nossos lusos pescadores) usarem argolas, e segundo alguns autores, as argolas serviam para pagar o funeral do próprio pirata ou marinheiro... mas também há quem diga que furar as orelhas com prata ou ouro, melhorava a visão... ou então serviam de amuletos... estamos na mesma portanto!

Eu cá gosto muito, mas não sei se é a melhor opção para as crianças... seja como fôr, acho fantástico o conceito de alguém traçar a sua própria linha do destino, mesmo que pelo fio de uma navalha! Não há muitos que o façam...

* RTP 2 2009-12-14 | 16:45h
** por quem confesso ter um fraquinho desde os meus 12 anitos (o que explicará muita coisa!)!

Segunda-feira #29


[há dias em que até respirar é difícil!]

sábado, 12 de dezembro de 2009

Porque não tenho uma secretária* em casa:

não há mesa nenhuma no mundo, que tenha tanto espaço como o chão, nem cadeira onde eu me possa sentar com o mesmo conforto com que me deito**!

acompanhada do calor do robozinho (aka termoventilador) e da musiquinha do Keith... não há melhor maneira de passar um sábado de manhã!


* leia-se, mesa de trabalho, não preciso cá de senhoras com unhas de gel, para furar e agrafar papeis!
** e depois queixo-me com dores lombares, vá-se lá saber!

quinta-feira, 10 de dezembro de 2009

Ficava mesmo contentinha...

...se de repente me dessem um bilhete para ir passear para um sítio qualquer! Mas como isso não vai acontecer tão cedo ficam as memórias...


Morella


Bradford


Madrid


Ilha do Ari Atol (Maldivas)


Flores


Dublin


Florença


Lausanne

quarta-feira, 9 de dezembro de 2009

Cereja no topo do bolo

...depois de estar a sentir-me a mulher mais sem sal à face da terra, graças à "dance fusion", entra logo de seguida a professora de dança do ventre - que faz questão de esfregar na cara de todas a sua barrinha imaculada - que começa a aula sempre a dizer:

"- e não se esqueçam que se têm que sentir bem convosco, sentir-se bonitas e sensuais..."
[pois sim... vai dizer isso ao Rogério]

e nisto começa os movimentos próprios de uma odalisca, em que repuxa os cabelos, passa a mão pelas ancas, fecha os olhos e morde os lábios, enquanto faz o malfadado do oito com tudo quanto é parte do corpo! Enquanto nós, o resto das mortais, depois de terem levado com os gritos impiedosos de um bailarino insensível, olhamos para o espelho e parecemos espantalhos a serem agitados por rabanadas de vento aleatórias, a que tentamos sobreviver sem qualquer tipo de graciosidade, ao invés de sereias a dançar na água!!


Photo fuadabdullah by @ Flickr

É por essas e por outras que hoje decidi que vou antes ao Combat, assim posso dar porrada (ainda que no ar) a essa gente que não percebe as limitações artísticas de pessoas como eu!


terça-feira, 8 de dezembro de 2009

Nunca gostei de ginásios

Desde esta altura, que às terças e quintas vou ao ginásio fazer uma horinha de "dance fusion" (a que se segue a tal dita dança oriental) que dá para queimar umas calorias, rir um bom bocado e ficar com a auto-estima na merda!

As aulas consistem em dançar vários ritmos - mambo, kuduro, fórro, hip-hop, cha-cha-cha, disco e por aí fora - mas tudo em ritmo acelerado e com muitas repetições! Muitos destes ritmos puxam pela sensualidade, assim como a coreografia que o Rogério (instrutor) nos apresenta. Tudo muito bem! Vai de fazer um esforço e ondular o corpito, dar ao rabiosque, arriscar umas poses mais ousadas, rezando para que ninguém repare, que se depender dessa capacidade, bem que ficamos solteiras durante mais uns anos. Durante esta articulação entre o esforço, a vergonha e algum alento, de que finalmente estamos a conseguir ser um bocadinho mais sedutoras, grita o Rogério, ao estilo militar:

Photo by Daneli @ Flickr

"- MAIS SEXY! MAIS SEXY! É só isso que conseguem?!? Oh meu deus!!!"

E repete o movimento, de uma forma bem mais sensual do nós (e o nós aqui deve ser lido como 4 ou 5 num grupo de 20!).

Na segunda tentativa lá nos esforçamos por sermos menos subtis e mais insinuantes...
"- Ah pois é bébé.... I'm sexy!!!"

Pensamento rapidamente interrompido por um novo comentário do prof
"- ACHAM QUE ISSO É SEXY?!?!" (risos)

Olhamos umas para as outras (as tais 4 ou 5), completamente suadas, desgrenhadas, com olhos de alucinadas, à beira de um ataque de choro, como quem diz:
"- Mas eu não consigo mais..."

Photo by Daneli @ Flickr

E sai uma rapariga de casa, às sete da tarde, com frio e cansada para pagar para alguém lhe gritar na cara que não é sexy!!!

segunda-feira, 7 de dezembro de 2009

Caso não tenham reparado é Natal...

...por isso, até dia 6 de Janeiro este vai ser o look do Ver-de-água... se por acaso, depois do dia de Reis a coisa se mantiver, é porque me esqueci onde colei o códio Html e provavelmente vai haver neve a cair até vir a "mulher da fava rica", ou uma alminha que resolva a questão!

o presépio da casa-ovo... ou, como já tinhamos todos saudades de fotografias desfocadas e descentradas!

A dica para os floquinhos a cair, veio daqui.

Post egocêntrico

E já lá vão uns dias desde que levei (mais) uma carecada à moda antiga!!




A cabeleireira (se eu fosse muito "à frente" dizia hair stylist) disse que estava inspirada e para não me preocupar... e eu fiquei caladinha que nem um rato! Acho sempre que depois das massagens à cabeça que não posso reclamar nem pedir mais nada! E o resultado... não era o que estava à espera!