quarta-feira, 29 de setembro de 2010

Lucca, precisamos conversar...

...o problema não és tu... sou eu! Já sabia disto quando te conheci, mas achei que podia dar certo! Desculpa, não queria ter-te criado ilusões sobre nós... 

 Photo @ Flickr by Jimmy_Joe

...mas tu também não ajudaste!! Que raio quer dizer "Por favor, agora vire ligeiramente à esquerda"!! "Ligeiramente"! Tipo quê, 20º? E o que fazer quando a placa diz que nós não podemos virar "ligeiramente" à esquerda e tu demoras uma eternidade a esboçares uma reacção e eu vou parar às traseiras das Amoreiras quando queria era ir para Benfica?!?! Eu sei que o meu sentido de orientação é uma piada! Sofro com ele sempre que visito uma nova geografia, mas deixares-me na mão no meio da capital, rodeada de gente mal disposta, com o vício da buzina, das acelarações, onde há um milhão de ruas de segurança duvidosa para as quais sou atraída constantemente, não ajudou a nossa relação! 

Ah, e outra coisa... podes estar danada por não te dar ouvidos 80% das vezes que falas, mas não vale enganar!! A Estrada do Calhariz não é onde tu pensas que é e a Carolina Michaelis também não! E vê se aprendes de uma vez por todas que existe um Campus de Benfica!

 Photo @ Flickr by Lewis & Davis

Vou procurar um Tom-Tom...sempre me dei melhor com gajos! Não tenho jeito para relações lésbicas!

segunda-feira, 27 de setembro de 2010

Segunda-feira #65


[não encontrei nenhum icanread ilustrativo do que p'raqui vai...]

domingo, 26 de setembro de 2010

E esta, e esta...

Em miúdas, eu y mi hermana más grande, tinhamos o hábito de cantar tudo quanto era anúncio e genérico de novela que passasse na televisão. Em português, inglês, brasileiro... tudo!

Este anúncio do totobola era um dos visados nas cantorias...


... mas vamos prestar atenção à letra por nós cantada:

Totobola 1 X 2
Tino nisso e depois,
O fechado santareno,
Boa bola,
Cento e centunís
Boa bola 1 X 2,
Boa bola 1 X 2,
É totobolaaaaaaa!

Explicação para isto? É fácil:
- o parto da minha irmã foi complicado... reza a lenda que foram 18h e que quando finalmente saiu, já vinha roxa. Faltou-lhe ali um bocadito de oxigénio no cérebro... mas entretanto foi tudo ao lugar e é hoje uma brilhante cientista daquelas que nem cabem aqui no nosso Tugalito!
- corria o ano de 81, quando a mãe Fatinha, grávida de mim, ficou com a barriga entalada na porta de um autocarro... bem não deve ter feito! Apesar de não ser tão brilhante quanto a mana mais velha, controlo os efíncteres sem problemas e só me babo quando estou muito ensonada!

Tínhamos mais versões de músicas, mas agora não me lembro de nenhuma...

sexta-feira, 24 de setembro de 2010

"Factos nada interessantes sobre mim"... ou "continuo a bater mal"

Aprendi a distinguir a direita da esquerda pelos dentes (incisivos centrais). O esquerdo cresceu mais devagar que o direito e pronto, era fácil.

O estranho é que até ao dia de hoje, quando preciso de saber rapidamente a lateralidade de alguma coisa, ainda passo a língua pelos dentes...* **

* não se nota... normalmente ando com a boca fechada
** os dentes, apesar de tortos, têm mais ou menos o mesmo tamanho... e são umas valentes favolas!

quinta-feira, 23 de setembro de 2010

Queria tanto tanto tanto...

...comprar umas galochas este ano! Assim bonitinhas e com bonecos... soubesse eu onde elas andam e lá ia eu!!


 Photo @ Flickr by magdiaz14


Photo @ Flickr by JPSnuffy

Caloiros em Setembro, Natal em Dezembro*

 É certinho. Chega a Setembro e na alta de Coimbra ouvem-se cânticos (pouco originais) e veêm-se figuras tristes (também estas pouco originais) e lá pelo meio, umas manifestações, (com argumentos também pouco originais) contra a praxe.


Tirando o facto que me irritar ouvir miúdas a gritar - miúdos também, mas tenho uma sensibilidade maior mais perto da área dos ultra-sons - e achar rídiculo miúdos de 20 anos serem tratados por "senhor" ou "doutor" (mas num país que se chama "Engenheiro" a qualquer um que chegue a ministro, isto não me devia chocar), não me parece que a praxe seja assim uma coisa tão horrível!! Tenho consciência que não será assim em todo o lado, que houve com certeza, quem tenha passado um mau bocado, mas eu só posso falar do que sei e o que eu sei que passa necessariamente pelo que vivi. Tudo o resto, para o bem e para o mal, serão histórias cuja veracidade não posso aferir, por isso não comento. Contudo, relativamente a esta questão da praxe, do que me lembro de forma menos alegre para além do mau vinho que se bebia, é de não poder entrar em repúblicas anti-praxe, por usar a pasta académica, apesar de nunca ter praxado ninguém!... mas também com isso, e porque a minha opção de usar referenciais da vida académica foi tomada em consicência, consigo viver.

 Tendo dito isto, reconheço que o meu curso, no que diz respeito à vida académica, é atípico! Somos todos uma cambada de freaks, alternativos e desligados, moles de mais para sabermos como é que se grita decentemente com alguém. Depois, para praxar, era preciso conhecer o código da praxe... e no nosso tempo, a única versão disponível dessa obra, era em livro. Tivesse o Duxe Veteranorum (que diga-se de passagem, era um energúmeno) tido a ideia inscrever o dito código em mortalhas e a interiorização do espírito académico teria sido muito mais fácil. Assim sendo, a minha experiência de caloira resume-se a gritar: "Sexo, orgia é antropologia, fodasse". Confesso que fiquei preocupada. A minha índole é monogâmica e sou pouco dada a rambóias (excepção feita ao período entre 2001 a 2004... e talvez mais um ou outro momento num passado relativamente recente...), mas percebi rapidamente, que era um caso de publicidade enganosa e descansei ultrapassando facilmente o (mini)trauma inicial! 

Isto tudo para quê?... Para nada! Só para informar que aqui por Coimbra anda tudo em "modo praxe"!!

* não ando nada bem não senhora!

quarta-feira, 22 de setembro de 2010

One of a kind

Descobri que sou dada às chamadas paneleirisses do lar!! A verdade é que não podia estar mais encantada com as mais recentes aquisições para a casa*, que não têm outra função que não seja agradar a vista, e apetece-me partilhá-las com o mundo!! E estou tão armada em sensível e artista que até nome dou às coisas!!



seaflowers


i heart mush...rooms

peixepeixepeixepeixepeixepeixepeixe

E pronto, assim se faz o post menos interessante da história! 

* resta dizer que todas as peças são únicas e foram compradas a um casal cheio de talento!

terça-feira, 21 de setembro de 2010

Vamos todos ajudar a Guidinha!!

É totalmente contra o meu feitio, dar tempo de antena ao que não merece! Tenho por princípio não alimentar a mediocridade e a má formação, mas depois de ter visto este post, perdi (e aqui é mesmo perder) 2 minutos a ler e fiquei chocada com a tacanhês da Margarida Rebelo Pinto.

Entre outras pérolas destaco este pedaço de porcaria, que aparece logo a abrir a "crónica":
Serve esta crónica para retratar e comentar um certo elemento que existe frequentemente em grupos masculinos e que responde pelo nome genérico de ‘Gordinha’. A Gordinha é aquela amigalhaça companheirona que desde o liceu cultivava o estilo maria-rapaz, era espertalhona e bem-disposta, cheia de energia e de ideias, sempre pronta para dizer asneiras e alinhar com a malta em programas. Ora acontece que a Gordinha é geralmente gorda e sem formas, tornando-se aos olhos masculinos pouco apetecível, a não ser em noites longas regadas a mais de sete vodkas, nas quais o desespero comanda o sistema hormonal, transformando qualquer bisonte numa mulher sexy, mesmo que seja uma peixeira com bigode do Mercado da Ribeira.

Depois, resolvi perder mais dois minutos, fazer um scroll down... e deparei-me com outro post e percebi que a senhora não está bem!
O que é certo é que as senhoras gordas que vejo na praia me parecem mais sorridentes e felizes do que as poucas magras que por ali se estendem ao Sol e que exibem curvas mais suaves e harmoniosas com muito menos garbo. Talvez o ditado que reza «gordura é formosura» – ao qual eu sempre respondo com «magreza é beleza» – vença no território nacional.
(...)
Conheci uma família de gordos que passava as refeições a relatar outros almoços e jantares de carácter histórico pelas inesquecíveis iguarias que deglutiram. Era uma família feliz, com excepção de um elemento – a minha amiga, da mesma idade que eu, desgraçadamente magra, como eu, e como tal, dada a tristezas e nostalgias. 

Precisa de apoio, de terapia*... ou então ir para uma daquelas casas onde se vestem umas camisas brancas, de mangas compridas que abotoam atrás... sempre lhe davam a comida à boquinha e saciava-se alguma da fome que com certeza anda naquele corpinho... já que a satisfação de outras "necessidades" da carne (também elas pecaminosas), só mesmo se houver por aí algum voluntário disposto a fazer uma obra de caridade!

*ou isso ou então é um golpe publicitário... tenho cá para mim que ela também conhece aquela frase: "falem bem ou falem mal, mas falem de mim"...

segunda-feira, 20 de setembro de 2010

Está quase na hora de mais um treino!

Estou a ver se treino para os mínimos olímpicos... para maratona de soneca no sofá!!


Há quem lave os dentinhos antes de ir para a cama. Eu lavo os dentinhos antes de ir para o sofá... é que bastam 3 a 7 minutos para adormecer (aka entrar em coma) no referido móvel!! O que se passa depois, terá de ser filmado... diz que tenho conversas muito interessantes enquanto durmo...

Sabuguito el peligroso pajarito

Meet Sabugo... o IV*


O Sabugo veio passar umas férias cá a casa. É um passarinho... pequenino... daqueles que cantam...**. Terá talvez um 10cm e se tanto, 12g. Para além de comunicar de forma vigorosa com o papagaio da casa da frente (tenho cá para mim que não se gramam...), não apresenta  outros comportamentos que possam ser considerados perigosos... Mas o meu cão - esse ser extraordinário - apercebe-se concerteza do perigo subliminar que este hóspede temporário parece encerrar. Vai daí, a passagem ao lado da gaiola é feita sempre em corrida - não vá esta ave aterradora desmaterializar-se, passar para o lado de fora da sua casinha e bater as asas até à inconsciência do canídeo - e basta um pio mais convicto, para Dom Bogas procurar refúgio!

Foto by Nilton Açores Sá

Estou portanto, muito mais descansada em relação à minha segurança... afinal ,faço-me acompanhar de um cão que pode não ser valente, mas é um mestre na arte de se camuflar!!

* não serão necessárias grandes explicações.
**tirando rôlas e serinus não distingo a passarada mais miúda...

Segunda-feira #64

sábado, 18 de setembro de 2010

Escrita na Paisagem

E depois dizem que no nosso país não se passa nada!! Passo a explicar: desde Julho que se repete por mais um ano, o Festival de Performance e Artes da Terra Alentejo - Escrita na Paisagem! Fantástico, diversificado e completo! Mais, tem lugar fora de Lisboa, numa das regiões mais bonitas do nosso país!!


Porque não, adiar o regresso à realidade só mais um bocadinho e aproveitar para ver Évora com outras cores e com outra dinâmica.

Para ajudar, e porque a oferta cultural é muita e o tempo, por defeito é pouco, a minha sugestão vai para a mostra de video-performance, com um conjunto brilhante de artistas nacionais (onde podemos encontrar pérolas destas) e estrangeiros! Agora é aproveitar... ou esperar por mais um ano!!

sexta-feira, 17 de setembro de 2010

Ó Poceirão, ó Poceirão, ó Poceirão, Poceirão next to me...

Está quase a fazer 2 anos, que ouvi esta versão* do "Sit Down" (James), cantada por um grande "Palmelão" e que me fez ir às lágrimas!!

Substituir no referão, o "oh sit down" por "ó p'ceirão"... fica ou não fica um espetáculo?!?

Voltei a lembrar-me da música e o olhos voltaram a ficar marejados, mas desta vez com as explicações palermas para a interrupção da famigerada linha de grande velocidade, nesta bonita localidade!! O que me faz lembrar de outra música: "Going nowhere fast"!


*num barquinho a flutuar no Oceano Índico...

'Tá de chuva!

eh eh eh...

quarta-feira, 15 de setembro de 2010

O Willie Nelson é nosso amigo!!


Não esperem grandes movimentações no Ver(de)água ao longo do dia de hoje, mas se o mau tempo vos deixar tristinhos, podem sempre animar ao som desta bonita melodia... a versão em cowboyês do "Sou camionista, sou o maior"!!

terça-feira, 14 de setembro de 2010

E por falar no "grande problema" que é o cabelo...

...are you obsessed with the right things?!...



Breast Cancer Foundation of Singapur via Petiscos por Julia Petit

Para mim, esta é uma das melhores campanhas de sensibilização, para o rastreio do cancro da mama! Isto sim, importa realmente!

The ultimate hair experience #1

Nunca tive o cabelo comprido. Já tentei, várias vezes, mas sempre chega à fase em que está agora, leva uma valente carecada!! Isto interessará a muito pouca gente... a menos gente ainda interessa saber que agora vou tentar deixar crescer o dito cujo! Não prevejo uma tarefa fácil por vários motivos:
- tenho dois remoinhos na zona da franja, um de cada lado, que se traduz num par de "ondas", que levam, invariavelmente, a minha irmã às lágrimas... de riso!;
- do lado direito, normalmente cresce uma bola de cabelo em altura, o que por si só é uma atracção circense do melhor que há;
- o cabelo é fininho e sem uma tendência clara: pode dar-se o caso de um dos lados estar ondulado e o outro liso... bonito portanto;
- é a única estrutura orgânica do mundo que desafia a gravidade. Passo a explicar: as pontas, a partir de um determinado comprimento, "crescem para cima", parece difícil, eu sei, mas é a pura das verdades! E nem com os ferrinhos de alisar a coisa vai ao lugar!;

Apesar da probabilidade de ficar bem com umas longas melenas desorganizadas, ser tão grande, quanto a de ganhar o euromilhões (como a minha cabeleireira já fez o favor de me-o dizer), vou dar o meu melhor! 


 reparar no arrebitar do cabelo ali ao pé da alça... cresce ou não cresce para cima?!?

Para ver os progressos e receber dicas maravilhosas de quem percebe alguma coisa de controlo capilar, vou deixar fotos mensais... não me parece uma ideia brilhante, porque temo que estas imagens possam vir a ser usadas contra mim, mas nada como viver no risco!

segunda-feira, 13 de setembro de 2010

Eu juro que até sou uma pessoa interessante...


 ...mas fico a torcer-me toda se perco um episódio do "The biggest loser"!! Eu sei e tenho a certeza que há todo um mundo de coisas, muitíssimo mais interessantes para fazer entre as 10 e a meia noite... mas fazer o quê?! De vez em quando lá me foge o pézito para o estado catatónico...

E ler livros... isso é que era

Aqui há uns anos, talvez há uns 5 anos, lia livros! Escolhia, começa a ler e acabava dentro de um tempo bastante razoável! Assim de simples! Um destes dias reparei que o livro que está na minha mesa de cabeceira ("O retrato de Dorian Gray") foi comprado em Junho, tem "meia dúzia" de páginas e um monte de pó em cima! Pior, quando me deito na cama, consciente de que o faço*, leio três linhas e o meu cérebro vai para um lugar muito bonito onde fica a apanhar banhos de sol até que o despertador toca no dia seguinte! 

Leio que me farto durante todo o dia, mas coisinhas bonitinhas que dão para sonhar e viajar, nicles!!

* 80% das vezes não me lembro de passar do sofá para a cama... mas a verdade é que é lá que acordo! Magias!!

Isto hoje deve correr bem... deve, deve

Hoje, somando todos os 5 minutinhos em que de vez em quando "apagava", devo ter dormido uma hora... Ora, 5 min x 10 = 50 min... mais uma ou outra vez... Sim deve ter sido isso! Estou portanto, com aquilo a que os especialistas chamam "humor de cão", que faz pendant com umas bonitas olheiras e consequente ar de quem andou a fazer o que não devia... mas sem o ter feito! Tendo em consideração que começa hoje a época das viagens e que esta se abre com uma reunião importante, estou a tentar manter a calma e acreditar que vai tudo correr bem, com o mesmo empenho com que acredito no Pai Natal!!

Photo @ Flickr by juli78

Solicita-se a todos quantos se cruzem comigo, que me ignorem... dificilmente terei uma palavra inteligente para trocar!

Segunda-feira #63

quinta-feira, 9 de setembro de 2010

Tough love



Ele - só me apetece abraçar-te muito com muita força... até te partir uma costela...
Ela - [expressão entre o medo e o riso]
Ele - mas depois levava-te ao hospital!! [sorriso grande]
Ela - [expressão entre o medo e o riso]

Shake it off


 Afinal, o cenário dantesco do post anterior, era mais fome que outra coisa*! Os nervos caíram-me na fraqueza... Como diria a minha bisavó "estava de jejum, desde'indagora"!

*apesar de ser uma caracterização fiel do que me espera!!

Antevejo um ano de úlceras!!

Não estou a dar uma de professor Bambo... mas pensando no assunto, o tipo é que a sabe toda!! Não há cá escolinha para ninguém, nem procuras de trabalho que mais parecem a via sacra, horas na fila do desemprego/segurança-social/finanças, à conta dos recibos verdes, ou contar tarecos para ver se dá para a gasolina que nos vai deixar no próximo trabalho... anyway e voltando ao assunto, que já se percebeu ser sombrio! Ora, este ano, dê lá por onde der, vou ter de parir uma tese! Já me contento com uma que não tenha os dedinhos todos, até pode ser feiinha e pouco esperta, que vou continuar a agradecer ao todo poderoso tal milagre! Qualquer outra pessoa, só se contentaria com a perfeição, mas qualquer outra pessoa não é a Guilhim Maria, que deixa tudo para o último segundo, do último minuto, da última hora!! Se eu fosse uma gaja ponderada e com um pingo de esperteza na testa, tinha aproveitado estes últimos 3 anos, para fazer tudo bonitinho e não andar a brincar às vidas! Ou bem que se faz um doutoramento, ou bem que se tem uma vida... sempre ouvi dizer! Eu resolvi ter tudo e vai de acumular trabalhos, viagens, projectos pessoais e o mais que viesse!! E agora? Ora, agora, para além das dores de barriga, das idas constantes à casa de banho e de dois quilinhos perdidos, tenho a certeza que se fosse gajo, estava com os tim-tins do tamanho de uma ervilhinha ressequida!... quer dizer, não sei este este fenómeno de encolhimento acontece com a sensação de pânico, por isso vamos pensar que o pânico equivale a entrar na águinha gelada... isso, já ouvi dizer, que tem esse efeito! 

Photo @ Flickr by disco~stu

Dado que ainda há um ano pela frente, sei que só iria começar a panicar, lá para Maio... mas, acresce a este bonito quadro futurista, um outro trabalho, que me deixa radiante e um bocadinho mais esperançosa para o futuro... o único problema é que tenho que estar dois dias por semana a 100km de casa e a 200km de Coimbra, o que equivale a dizer, que no mínimo 400km por semana, ninguém me tira! A azia e consequente úlcera, só começa a aparecer quando penso no malabarismo laboral que tenho pela frente e que vai ter de ser feito entre viagens e os dois projectos... mas ainda bem que assim é! 

 Photo @ Flickr by Mad Maydel

Por tanto minha gente, brace yourselves, por vão aparecer por aqui posts animadíssimos, entre o desespero e a loucura! Os erros, se até aqui eram muitos, vão pulular que nem melgas no Verão e o humor negro vai ser a cor da estação! Mas a miúda é rija e tem as costas largas, de tanto ano de pólo-aquático e isto vai passar a correr e no fim, vai tudo bater certo... menos eu!

quarta-feira, 8 de setembro de 2010

Gentileza #5

E agora é a vez da autora do blogue krasiva (que sigo diariamente) mostrar a sua "Gentileza"!!

A foto foi tirada em Léon e é mais um exemplo prefeito do que eu tinha imaginado para esta colecção!! Adoro!!

Ah... e sabem tão bem estas trocas!! Obrigada C.!

terça-feira, 7 de setembro de 2010

Isto só pode ser um complot!!

Anda uma miúda a gastar rios de dinheiro em cremes para as rugas, para os papos dos olhos, para tudo e mais alguma coisa, para ligar a televisão, e lavar tudo à custa de um episódio da Anatomia de Grey... o mais parvo é que já sabia o que ia acontecer (porque o P me contou), mas ainda assim...

Senhores da Pixar...

...ide-vos lixar!!

Depois de ter visto este post e este, (dois dos blogues que sigo... e há-que dizê-lo com frontalidade, são realmente bons!), ontem tirei a noite e horas ao sono para ver o Up! Andava há já bastante tempo para o ver e ontem foi o dia! Pensei: "nada melhor que um filminho levezinho de animação, para dormir como um anjinho!"

Pois sim, ainda nem 20 minutos tinham passado, já estava a chorar baba e ranho... 15 minutos depois dos primeiros 20 também... nos entretantos, lá dava umas gargalhadas... para logo a seguir voltar ao pranto!! Acho que até o Bogas que, by the way é igual ao Dug (assim de "esperto" e divertido), ficou preocupado, tal era a esquizofrenia que se passava entre a almofada e o computador, e veio deitar a cabeçorra no meu peito... ele suspirava sem saber o que fazer e eu chorava feita parva!

Portanto é isto! Vale muito, vale tanto a pena, que vai ficar guardadinho entre as memórias boas!!

segunda-feira, 6 de setembro de 2010

Gentileza #4

Este post não me podia deixar mais radiante! A Manuela, uma das primeiras leitoras deste blogue, enviou-me uma imagem para fazer parte da "colecção Gentileza". Nada mais lógico: primeira nas leituras e primeira na participação!!

Foto da Manuela, tira junto ao Hotel e Restaurante do Guincho! Está linda e é linda!

Só posso lhe posso agradecer o ter-se lembrado de mim!! Obrigada!! Fico tão babadinha e tão cheia...

Segunda-feira #62

[Alice no País das Maravilhas]

domingo, 5 de setembro de 2010

'Cause I'm always ready. I won't let you out of my sight*!

 Photo @ Flickr by Nieks G.
[efeito sonoro] tchu-ru-ru-ru-run.... tchu-ru-ru-ru-run... prilirinlim...lim...lim.... [ou ouvir aqui]

O dia de piscina provou ser mais enriquecedor do que alguma vez imaginaria!!

Caguinchas como sou, depois da primeira voltinha no escorrega grande, resolvi que ia ficar de molho à espera das aterragens bombásticas do parceiro de crime! Ora, durante a espera, um pinguinho de gente, chegou ao fim da viagem vertiginosa. Pouco depois de chegar ao destino final, começou por esbracejar um pouco, mergulhar, emergir, esbracejar, esbracejar com mais intensidade... até que me pareceu que o miúdo estava a começar a entrar em pânico e não estava a conseguir sair da zona mais funda (que só tinha 1,20m... mas ainda assim era fundo de mais para o rapaz) e passava mais tempo submerso do que à tona. É claro que tudo isto se passou, se tanto, num minuto, mas acredito que para o pequeno homem tenha parecido uma eternidade (aliás... como para mim). Eu, depois de perceber que não havia pai ou mãe por perto e o salva-vidas estava atento ao pessoal que ia descendo e não à piscina (uma vez que era um tanque pequeno e nada fundo), atirei-me (quer dizer, não me atirei porque estava sentada nas escadas da piscina) e fiz o sprint mais rápido da minha vida. Assim que o pequeno se apercebeu que eu estava a chegar agarrou-se a mim com quanta força tinha e os olhos mais aflitos que já vi na minha vida (e que ainda agora me impressionam)! No meio da agitação toda, esqueci-me que tinha pé... Só pouco depois é que me lembrei que não precisava estar em esforço...**

Photo @ Flickr by elroma

E foi isto... estou contentinha... não pela aflição do moço, mas pelo facto de ter sido útil!!! Acho que já estou a ser cagona se disser que me senti a super-mulher!!

* Perante o feito, houve quem me tivesse comparado à Pamela Anderson... é o efeito do cloro com o sol... até admito que possa ser confundida com uma loira (apesar do castanho escuro do meu cabelo)... agora a "outra metade" é mesmo alucinação porque tanto o tamanho quanto a copa são de pré-adolescente! Mas fora isso, tudo bem!

**Caricarto, foi quase levar um raspanete do salva vidas, porque não podia levar crianças que não soubessem nadar para o escorrega e a calma do pai, que afinal vinha na leva de "deslizantes" seguintes...

Pool day

 Photo @ Flickr by titalp

Desde miúda que não vou passar um dia à piscina!! Hoje é o dia!!

sexta-feira, 3 de setembro de 2010

Um jogo espetacular

Porque hoje é sexta-feira, importa ter programa para a loucura da naite!! Para quem estiver a pensar ficar por casa, pode sempre divertir-se com o fantátisco jogo... "Onde está o cão"!!

Descubra o canídeo e ganhe fantásticos prémios!! O primeiro prémio - "vá passear o cão e dê um trambolhão" - já foi atribuído hoje*, mas reservamos ainda muito e inesperados brindes!!



A sério... às vezes gostava de saber no que é que ele está a pensar... e já agora, que voz teria... Sugestões?

* logo pela fresca e para não me armar em esperta, lá me espetei ao comprido na marginal... estava a ver que não!!

Vá...

...nem só de trabalho vive a mulher...

Estava mmmmmeeeeessssssmmmmmooooo a precisar!! Caso de força maior!!