quinta-feira, 28 de julho de 2011

Sonho bizarro da noite:

O treinador do peso pesado agarrado ao meu pé direito, elege um dedo impecavelmente pintado de verniz cinzento (verifica-se) e resolve cortar a unha toda com um corta-unhas e terminar a dizer, com o sorriso de quem acabou de fazer uma obra de arte: "está bem melhor assim!"

Acho que vou começar a ponderar se devo dormir ou não!

quarta-feira, 27 de julho de 2011

Um voltarene precisa-se!

Esta que vos escreve, se estivesse emparedada, teria muito mais mobilidade e um humor bem mais simpático!

A meio do sonho em que começava a bater na minha orientadora (?) e noutra orientanda (?) por me estarem a riscar a tese que tinha de entregar ao júri no dia da defesa (?), acordei e não consegui mexer o pescoço, os bracinhos... daquelas dores em que o tronco tem que ser movido em bloco, agravado pela dor muscular de ontem ter ido correr...

Está um dia bonito certo?

segunda-feira, 25 de julho de 2011

quarta-feira, 20 de julho de 2011

'Be right back...

... estou só a ver se consigo fechar um capítulo até ao fim da semana, para ver se o mando à minha "patroa" para me poder dedicar aos 2 que faltam*...


* quer dizer... não são bem 2, são 4... 2 a sério e 2 pequeninos e já estruturados... vá, são 3! Até ao fim de Agosto... ou no máximo até começarem as aulas em Setembro... depois disso é que já não dá!... quer dizer... pode ser que dê... mas depois de 26 de Outubro é que nem que a vaca tussa... as propinas são caras e os senhores da FCT já foram muito generosos até aqui...**

** nota-se que já fritei um bocadinho?

segunda-feira, 18 de julho de 2011

domingo, 17 de julho de 2011

Eu e o Bogas temos um plano...

...para ajudar a contrariar a crise: comprar o que é nacional!






...e as sapatilhas "Sanjo" não podiam ser mais Tugas!

sexta-feira, 15 de julho de 2011

Só mais uma... vá lá!

Qual é o nome que melhor se adequa a um careca?!...

Photo @ Flickr by juanalfonso

Mona Lisa...

(eh eh eh)

Taking a look around

A casita nova está 80% do tempo, longe de mim! A verdade é que apesar do contracto de arrendamento datar de Junho, devo ter dormido na nossa cama nova, umas 8 noites... (tese a quanto obrigas!) O outro dia, entre uma linha e outra, resolvi ver o que se passava na vizinhança... afinal, a única paisagem que conheço é a que se vê da varanda, que por ser tão jeitosinha, deixa muito a desejar!

La view de la varande**!


Posso ter muitas desculpas para não correr... mas falta de quilómetros planos e com pontos de água, pontos descanso e a brisa marítima para refrescar, não será uma uma delas...



** ainda na onda das piadas... ok!

quinta-feira, 14 de julho de 2011

O meu humor anda espectacular... só mais uma e esta não é um original...

A minha piada preferida de todos os tempos* e a única que consigo contar decentemente, reza assim:

Estavam duas dúvidas a nadar no rio e resolveram ir descansar para a margem. Ao passar, a patrulha da margem disse às dúvidas:
"- As meninas não podem estar aqui!"
Respondem as dúvidas: "- Porquê senhor guarda?"
"- Porque aqui não há margem para dúvidas!"

Photo @ Flickr by ~*Gillian*~

De ir às lágrimas!!

*mas de longe!

Viva as piadas secas!!


Segundo o Dr. Oz comer pistachios e massajar as orelhas ajuda a reduzir o stress... tudo muito bem, mas não é preciso uma bola de cristal para perceber que o efeito é exactamente o contrário: ou bem que usamos as mãos para abrir os frutos secos ou para mexer nas orelhas... e enquanto se escolhe uma ou outra opção lá se vai o estado zen para o espaço!

terça-feira, 12 de julho de 2011

Ando sensível...

...para não dizer que ando irascível... serão efeitos secundários de ser gaja e precisar de férias, que sei que não vou ter, mas a verdade é que fico a espumar com esta nova moda de fazer monólogos esquizofrénicos!! Já não aguento ler textos em que as pessoas fazem perguntas e respondem a si mesmas!! Do género: "Se podia tentar controlar este meu temperamento? Podia, mas depois não tinha assunto para o blogue!" A escalada de nervos que desemboca em urticária dá-se, quando estas perguntas retóricas tem como resposta o cliché publicitário do "não era a mesma coisa"! Aí mais vale darem-me logo um saco de areia para descarregar!!.. Ou isso ou coragem para deixar na caixa de comentários "Mas alguém te perguntou alguma coisa?"

To do list:

Se resistir a este estado tésico com o mínimo de saúde mental vou querer:

- dedicar-me à cozinha;
- viajar... de preferência lá para as Áfricas (este ano nem para ir a Badajoz comprar rebuçados*);
- programar horas de corrida e natação semanais;
- gastar o voucher da Vida é Bela (que entretanto terá expirado);
- descobrir bons restaurantes (e por bons entenda-se bons e baratos);
- descobrir as feiras de velharias e antiguidades da capital;
- fazer muita praia;
- ler livros (que não falem de paleodemografia, paleopatologia, tafonomia, rituais funerários e outras coisas igualmente interessantes);
- ir ao cinema;
- preparar as aulas decentemente;
- perder-me nos saldos;
- voltar às noitadas com as minhas miúdas do coração e dançar até ser dia;
- não fazer mais de 200 km por semana;
- ter a minha roupa num só armário;
- ter uma só escova de dentes;
- correr o passeio marítimo todo;
- voltar a mergulhar... pelo menos uma vez por mês;
- alugar uma autocaravana e ir uma semaninha por aí;
- desfrutar dos fins de semana sem pensar em trabalho;
- sair ao fim de semana para beber um copito;

e só quando estiver farta de fazer isto tudo... dar uma vista de olhos numa pós-graduação que gostava de fazer... mas só pós-graduação... sem tese!

* na versão por corrigir escrevi cogumelos... vá-se lá saber

segunda-feira, 11 de julho de 2011

Segunda-feira 100

[dentro de instantes serei uma pessoa um pouco mais feliz]

quinta-feira, 7 de julho de 2011

Querida sobrinha emprestada:



Antes de mais, bem-vinda!
Começo desde já por te apresentar um facto que te vai dar muita pinta nos teus anos de adolescência: vieste ao mundo durante uma actuação dos Cold Play em Portugal!

Agora mais a sério. Tens um conjunto de 3 tias que te têm estado a ver crescer ao ponto de impedires a tua mãe de chegar confortavelmente ao computador, mas apesar disso, as duas têm estado lindas e perfeitas. Quero que saibas que a tua mãe foi das grávidas que conheci e acompanhei, que melhor espelhou o chamado "estado de graça"! Em todos os sentidos! Ainda ontem quando anunciaste que estavas pronta, brincavamos as duas com a tua "fuga" de água! E tu também te portaste à altura!! Sempre tranquila!
Não és a minha primeira sobrinha (emprestada), mas foste a primeira a fazer-me pensar na minha possível-eventual-hipotética-futura maternidade. Até aqui, ser mãe parecia-me uma realidade MMMMUUUUIIIIIITTTTTOOOOO distante. Distante no tempo e na maturidade. A verdade é que me sinto ainda muito garota e egoísta. Mas acompanhar-vos neste processo deixou-me curiosa... Agora é esperar para a curiosidade passar a certeza e aí pode ser que venhas a ter uma "prima"... mas é possível que mais cedo ganhes um irmãozinho... não faças ainda grandes planos a contar com os rebentos desta tua tia porque ainda vai demorar...

Sei que não vais dar por ela, mas as coisas aqui neste cantinho andam meio complicadas! Gente tonta é o que é! São maluquinhos que não sabem o que fazer ao tempo e resolvem arranjar problemas onde não os há! Não ligues! Digam o que disserem, nasceste num país fantástico! Realmente importante é perceberes que tens um mundo de gente que gosta de ti (os teus pais são uns porreiros e à conta disso tens um batalhão de tios babados que estão desejosos de te encher de mimos) e por isso, quando essas danadas da tristeza ou desilusão aparecerem, só tens de dizer, que vamos todos dar cabo delas, porque são muito poucos os motivos verdadeiros para deixares que elas se instalem... quando te esqueceres disso, estamos aqui para te ajudar a lembrar! E não, os rapazes não constituem um motivo válido... por muito que possa parecer em determinada altura!

Outra coisa: tens muita sorte! Não é toda a gente que tem uns pais do gabarito dos teus! São mesmo de boa qualidade! E sabes quando vais perceber isso? Quando eles te contrariarem apesar dos beicinhos, das birras e dos olhinhos de cachorrinho abandonado!! Vai custar-lhes horrores verem-te irritada, mas vão fazê-lo por ti! Por isso, confia neles! Aproveita bem os bocadinhos todos, nos momentos certos. Experimenta e arrisca, mas faz por inclui-los nesse processo. Só para te ampararem no caso de tropeçares! É bem mais fácil  com "rodinhas" e uma mão firme a apoiar as decisões: acredita!

Agora cresce devagarinho e com muita saúde! O amor e alegria já os tens por direito!

terça-feira, 5 de julho de 2011

A jeitosa vs O jeitoso

Aqui pelas minhas Beiras, chama-se "jeitoso" ao homem que ganha a vida a fazer biscates... Isto dito assim até pode levar a outras interpretações... Clarificando: aqueles senhores que vão a casa das pessoas e que tanto desentopem os canos, como montam um candeeiro, ou arranjam o rádio. Figura reconhecida por todos e tradicionalmente desempenhada por homens... e todas as suas limtações (não é uma crítica... mas também não é um elogio... é uma constatação!)
Na família corre um gene, que se bem aproveitado, nos poderia ter tornado nos Belmiros dos biscates domésticos: entre o avô, tios, primos e irmã, todos têm do dom de arranjar pequenos e grandes engenhos (mesmo que por vezes sobrem partes... todos são unânimes em afirmar, que não servem para nada!). Cá por casa, essa missão sempre coube à minha irmã, que já conheci a montar motores para uns carros da mecano e da lego e que quando as hormonas lhe ocuparam o espírito, se voltou para o fabrico de cosméticos caseiros que, por ser contra o teste em animais de laboratório, testava em mim... que afinal sendo animal não estava confinada ao laboratório. A mim sempre me coube o papel de não estragar, não avariar. De facto, levei décadas a aperfeiçoar esta técnica! Até este fim de semana... que forçada pela emigração fraternal, lá tive de assumir o lugar vago de "jeitosa"!

Photo @ Flickr by 7dayhandyman

Mãe Fatinha: Estive a ver o preço das máquinas de lavar... não me dava jeito nenhum agora...
Guilhim: Então?
Mãe Fatinha: A máquina de lavar não abre, tem lá roupa e não despeja a água... se chamo cá um homem é um dinheirão... mais vale comprar uma nova...
Gulhim olhando para a máquina prestes a colocar em acção os truques que conhece: [desliga; espera 10 segundos; liga... Nada!] Uuuuhhhmmm [desliga no quadro; espera 10 segundo; liga... Nada] Vamos tomar café que na volta penso melhor neste assunto.

Enquanto tomamos café é feito o diagnóstico: é o filtro!

Chegada(s) a casa, vai de tirar o filtro devidamente preparadas para estancar o dilúvio da máquina, com copos medidores, travessas e outros instrumentos do género. Depois disso saca-se o filtro e... NADA! Limpinho, limpinho! Dedos espetados no orifício - como que vê se há ovos no dito da galinha - e eis que a máquina começa a cuspir ganchos de cabelo*... Limpa daqui, limpa dali e ei-la a funcionar! Já agora vemos o que se passa com a máquina dos sumos. O problema é do botão on e off. Desmontar a máquina. Encontrar a patilha. Colocá-la na posição certa. E eis a máquina dos sumos a trabalhar.

Mãe Fatinha: Oh filha... já agora também me davas aqui um jeitinho ao cabelo...

E é esta a grande diferença entre um "jeitoso" e uma "jeitosa"... As jeitosas são mesmo jeitosas... dão um jeito em tudo!

* Tenho um problema com ganchos do cabelo... eu até me tratava mas acho que não há nenhuma comunidade anónima para o efeito...

segunda-feira, 4 de julho de 2011

A motivação é:

Por cada hora de tese ver dois episódios disto:



Estou tão viciada...

Segunda-feira 99

domingo, 3 de julho de 2011

Se fosse Natal...

uma blicla com cestinho para passear pela minha nova vizinhança à beira mar plantada
uns chinelos destes catitas mas carotes para substituir os meus que estão a dar as últimas
com a quantidade de bricolage que quero fazer só lá vou com uma bichinha destas

umas férias em São Tomé e Princípe!!

porque a primeira coisa que vou fazer depois de acabar a tese é dedicar-me à cozinha!

sábado, 2 de julho de 2011

Não sou a única!!!

Descobri alguém que tem o mesmo pânico que eu em relação a borboletas (blhack)*:

O grande Manny Rodriguez!! O que eu gosto da Modern Family

* estou ciente que é só um personagem... mas ainda assim, sinto-me menos sozinha na minha fobia!

sexta-feira, 1 de julho de 2011

E esta passagem ãhn... Na gíria dos DJs chama-se a isto um prego*!!

Qual o único ser do mundo que passa de um post nervoso e fervoroso sobre futebol para um sobre menstruação?!?! Uma gaja hormonal!... Mas é favor reparar que me mantenho coerente: ilustrações de altíssima qualidade!



* não sei se é... mas acho que sim.

To whom it may concern:

Apesar de ser uma rapariga da ciência, que gosta de ver tudo bem explicado e que utiliza a expressão "porquê?" mais do que um miúdo de 3 anos, há fenómenos que acredito serem da ordem do sobrenatural, ou fruto de um deficiente alinhamento de planetas ou até das vibrações provocadas pela boas ou más energias! Pior, acho que alguns acontecimentos de natureza menos clara, são da minha inteira responsabilidade... principalmente os futebolísticos. Aliás... continuo a achar que as derrotas que Portugal sofreu em 2004 são em parte da minha responsabilidade já que a estatística mostrou que bastava assistir aos jogos com o Francisco e o Ventura, que a vitória era garantida... no último jogo e Ventura teve de ir tocar não sei para onde e lá se foi a taça. No campeonato seguinte, a coisa começou a descambar naquele dia em que não cheguei a casa a tempo de pôr "o" cachecol sobre a televisão, exactamente um minuto antes de cantar o hino de pé ao lado do meu pai... Culpa ainda hoje me persegue!


O caso torna-se mais grave quando se trata da nação Benfiquista! Não é só a dor pessoal e a ameaça de ser deserdada que me atormenta. Não! É o orgulho de mais de 6 milhões que está em jogo! Há dois anos, deixei um recadinho ao Jesus* e a coisa correu bem (o campeonato foi nosso) o ano passado fiz-me de morta e viu-se o que aconteceu. Este ano não não vou cair no mesmo erro! Eis o meu recado para o Jesus e para os astros (do futebol e os outros mais celestiais):


Caríssimos:
Podia começar por falar na crise e de como o Futebol é um bálsamo que suaviza a sodomia a que lentamente estamos a ser sujeitos. Podia dizer que com aquilo que os jogadores recebem, mesmo que partam uma perna, têm que correr e marcar golos (na baliza da equipa adversária... não vá haver um candidato a Roberto no plantel que não perceba a dinâmica da coisa) e depois logo se vê o que se faz ao membro lesionado.  Podia dizer que a maior parte dos trabalhadores não tem 6 milhões de pessoas felizes e a bater palmas de cada vez que se faz um trabalho bem feito! Podia dizer que a maior parte dos atletas em Portugal faz das tripas coração só por amor do desporto**! Podia dizer que já não há paciência para aturar portistas. Podia dizer um sem fim de coisas incríveis, mas caramba... para quem joga com uma camisola vermelha e uma águia junto ao coração, não devia ser preciso mais nada! Nem desculpas com árbitros, nem com a bola, nem com o relvado, nem com a direcção, nem com o dinheiro... Nada!! Por isso minha gente, peguem nos tomates que deus vos deu, façam-se homenzinhos e ganhem lá esta merda deste campeonato! (Pardon my french... mas nestas alturas de nérvos fico com o vocabulário de um carroceiro!)


Quanto a ti Jesus*, vê lá se te lembras do que fizeste há dois anos e se te deixas de tretas! Este ano É para ganhar nem que tenhas de engolir a chicla e andar com as raízes por pintar! 

Entendidos?!... Mau!... vamos lá ver se não me chateio! [sic Mãe Fatinha]


*ler em inglês... fica bem mais giro!
** nos primeiros anos da minha equipa de Pólo Aquático, éramos nós (quer dizer, eu não era porque não tinha ainda idade para isso) que conduzíamos os nossos carros, durante várias horas, para chegar ao local dos jogos... pelo amor ao desporto e à nossa Briosa!