terça-feira, 30 de dezembro de 2008

Chá em Madagáscar

Estou e sou fã de chá! Quente de Inverno para aquecer o corpo e a alma, frio no Verão para refrescar momentos mais acalorados, não há nada como parar para o saborear, de preferência em boa companhia!



Desde que fui ver o Madagáscar 2 com "novos velhos" amigos, que tenho aproveitado para trocar dois dedos de conversa ao sabor do chá!


that... was beautiful

Ficam as sugestões!

segunda-feira, 29 de dezembro de 2008

Feliz Natal e bom ano de 2009

Isto do Natal é quando um Homem quiser, certo? Então, não estou atrasada a desejar um feliz Natal, porque eu quero agora!


o meu presépio

Ainda não decidi se gosto ou não desta quadra. Em miúda adorava! A minha avó Ilda fazia anos no dia 25 de Dezembro e juntavam-se as duas festas e toda a família. Mas ultimamente não acho piada ao que acontece à volta do Natal... a obrigação de comprar prendas e sermos bonzinhos nestes dias dá-me mau feitio! Mas ainda assim, há momentos que são genuinamente bons quando temos perto de nós a Família e os Amigos! E disso eu gosto e por isso agradeço a todos os que me deram o 2008 mais feliz da minha vida!

Quanto a 2009, espero que seja fantástico... eu sei que é lugar comum, mas que possamos cumprir os nossos sonhos!

sexta-feira, 19 de dezembro de 2008

Nazaré



Quem me conhece sabe que tenho paixão pela Nazaré!
Não nasci lá, porque não calhou, mas é na Praia (não há outra assim, por isso a Praia é a Praia) que me sinto em casa. Todos os bocadinhos que tenho passo-os lá rodeada pela família (materna) e amigos. É lá que quero ter a minha casinha (se tudo correr bem já a partir de Janeiro).

Este filme foi feito, e parece-me a mim, muito bem feito, por uma portuguesa Cristiana Miranda, que conseguiu retratar bem a alma da terra e da gente. A música não me enche as medidas, mas até se ouve bem a acompanhar o filme.

quarta-feira, 17 de dezembro de 2008

Brincos

Gosto de brincos e gosto de fazer brincos, por isso...





terça-feira, 16 de dezembro de 2008

Mix



Este é o Mix (7 anos), o puro sangue rafeiro da minha mãe! Pode parecer, mas não é um cão, é uma força da Natureza, que se fôr preciso voa do segundo andar só para ir dar uma volta e esticar as pernas!

Temos que ter cuidado quando falamos ao pé dele porque há algumas palavras que desencadeiam nele comportamentos tempestuosos: saltos, corridas, ladradelas e o mais que se possa pensar!

Adormece em pé até cair para o lado (e depois acorda) e faz o ar mais infeliz do mundo para ganhar o lugar dele à frente da lareira!

Há pouco tempo safou-se de um acidente complicado e revelou-se o melhor paciente das enfermeiras amadoras que trataram dele, mas agora parece que voltou a ser apanhado por um bichinho ruim!

Eu sei que ele é um valente, mas não custa fazer torcer por ele com muita força!

terça-feira, 9 de dezembro de 2008

Sobre o amarelo e azul

Só hoje é que vi uma foto tirada nas Maldivas pelo Carlos Monteiro, que para além de grande buddy é um grande fotógrafo!


(a companheira de mergulho do Catas)

quinta-feira, 4 de dezembro de 2008

Coisas novas

Já há muito tempo que não me dedicava à "produção" de coisinhas de enfeitar, mas esta semana fizeram-me um pedido para uns brincos vermelhos e como rapariga que se preze, quando foi às compras de material não resisti e comprei mais algumas peças que não estavam previstas...

Resultado: os brincos prometidos



e um colar inspirado nesta "conta"



e que depois deu nisto...

quarta-feira, 3 de dezembro de 2008

O pintas

Um dos momentos mais fantásticos, sureais e transcendentes da viagem que fiz, aconteceu no dia em que nos deparámos com os tubarões baleia. O maior peixe do mundo, que tem entre 12m - 20m. Transmitem uma calma e uma tranquilidade que me deixaram surpreendida.

Três companheiros - Ana, Susana e Pedro - desta e de outras viagens que escrevem no "Lesmas k Andam" deixaram um video de um dos tubarões que avistamos e acompanhámos durante algum tempo.

É fantástico rever este momento. Muito obrigada aos três pelo momentos proporcionados e por este vídeo.

terça-feira, 2 de dezembro de 2008

Pra rua me levar

Confesso que tenho este lado baladeiro lamecha!

Na segunda feira comprei o CD da Ana Carolina e do Seu Jorge (que gosto muito) ao vivo e lá pelo meio, entre outras, apareceu esta músiquinha, que tem uma letra à altura.



Não vou viver
Como alguém que só espera
Um novo amor
Há outras coisas
No caminho onde eu vou

Às vezes ando só
Trocando passos com a solidão
Momentos que são meus
E que não abro mão

Já sei olhar o rio por onde a vida passa
Sem me precipitar e nem perder hora
Escuto o silêncio que há em mim e basta
Outro tempo começou pra mim agora

Vou deixar a rua me levar
Ver a cidade se acender
A lua vai banhar esse lugar
E eu vou lembrar você

É, mas tenho ainda muita coisa pra arrumar
Promessas que me fiz e que ainda não cumpri
Palavras me aguardam o tempo exacto pra falar
Coisas minhas que talvez você nem queira ouvir


Todos temos um lado canastrão e este é o meu!

sábado, 29 de novembro de 2008

"Ensaio sobre a cegueira" ou "blindness" ou "um murro no estômago"

Já vi o filme há mais de uma semana, mas só agora é que resolvi deixar aqui uma nota sobre o assunto.



Ainda não li o livro (mas não por falta de tentativas) e talvez por isso o filme foi surpreendente e teve o efeito de murro no estômago. Agora, já com alguma distância, posso dizer que gostei. Mas nada como ir ao cinema!

terça-feira, 18 de novembro de 2008

Live a board

Deixei aqui uma espécie de resumo da experiência do "live a board" nas Maldivas... vamos lá ver se consigo "arrumar" este assunto e voltar à realidade!

sábado, 15 de novembro de 2008

De volta



Foram 10 dias de experiências maravilhosas tanto debaixo de água quanto à superfície, mas as 20 e muitas horas de viagem (Male - Colombo - Frankfurt - Lisboa) estão ainda a fazer efeito. Vou aproveitar para amadurecer as memórias e depois de refeita, deixo mais novidades!



Agora tenho que fazer um mergulho de adaptação à realidade! Ainda assim é bom estar de volta!

terça-feira, 4 de novembro de 2008

Vou alí, já venho

Durante os próximos 10 dias vou estar longe do meu computador e da internet, por isso o Ver(de)água vai estar mais calminho!


foto de Carlos Monteiro

Prometo voltar com as baterias carregadas e muitos mergulhos fantásticos (feitos no oceano Índico) para contar!

sábado, 1 de novembro de 2008

Hallowquê?!?

Sou só eu, ou esta importação do Halloween, uma pseudo-tradição manhosa dos "states", é no mínimo absurda!!! Parece uma espécie de carnaval fora de tempo, que ainda por cima é igual em todo lado sendo que o tema e as comemorações são iguais em todo o mundo ocidental! Eu até compreendo que estamos sujeitos às influências de outras culturas! É um facto, é inevitável e porque corresponde à ordem natural das coisas, acho que pode ser saudável! Mas isto parece-me um exagero! Quanto mais não seja, porque em Portugal existem formas próprias de comemorar estes dias.


abóbora encontrada hoje abandonada na praça principal de Tondela

Quando era mais garota, a miudagem da rua juntava-se para ir pedir/cantar* os "Bolinhos e Bolinhós" porta a porta. Enquanto vivi em Sesimbra, o costume era pedir-se o "Pão por Deus" e imagino que em diversas latitudes e longitudes as práticas vão mudando! E o fantástico é que não era preciso gastar um "tusto" para o fazermos! Muito pelo contrário, no fim da noite ainda tinhamos "feito" algum dinheiro que estoiravamos em chicletes!!! Espera... Será que o Halloween apareceu porque dá lucro??

* A canção
Bolinhos e bolinhós
Para mim e para vós
Para dar aos finados
Que estão mortos e enterrados

Avé, Avé
Truz, Truz, Truz

A senhora que está lá dentro
(A)sentada num banquinho
Faz favor de vir cá fora
Para dar um tostãozinho!


Resposta:
Esta casa cheira a broa
Aqui mora gente boa

ou, em caso de ninguém vir à porta

Esta casa cheira a alho
aqui mora algum espantalho

Pronto... a letra não é aquelas coisas, e a música também não... mas não era mais giro do que andar mascarado de sei lá o quê, a fazer uma coisa não se sabe porquê?

quinta-feira, 30 de outubro de 2008

e as latas?


vista do departamento de antropologia... janela da sala onde trabalho

Mais uma tarde tranquila, com um fantástico pôr do sol entre a mata do botânico e o mondego. Certo?... Errado!

Coimbra estava secretamente a preparar-se para mais uma das suas festividades estudantis... A festa das latas e imposição de insígnias acontece desde o século XIX e se na sua origem tinha por objectivo a comemoração do fim do ano escolar, actualmente parece estar mais relacionada com a recepção aos caloiros.



Apesar de reclamar, acho que gosto de sentir esta alegria... estas conquistas da cidade pelos estudantes, e a cumplicidade com que todos acolhem "doutores" e "caloiros" é o que caracteriza a cidade e um dos encantos de Coimbra. E para quem lá estudou, é sem dúvida um momento de recordar e de sentir a nostalgia dos anos de licenciatura... e também os anos pré-licenciatua... e os anos pós-licenciatura...


onde está o copo?


Tendo dito isto... há muitas coisas que se dispensavam! Praxes palermas (para não dizer outra coisa) e a libertação compulsiva de fluídos corporais (para não dizer outras coisas) em todos os cantinhos mais ou menos resguardados!


...a tal história dos fluídos corporais

terça-feira, 28 de outubro de 2008

Foi a mana que fez!

Há uns dias a minha irmã ofereceu-me esta espécie de gola alta... eu sei que tem um nome específico, mas não sei qual é.



Está perfeita! Adoro as cores e a lã é fantástica... andei um dia inteiro com ela dentro de casa, porque na rua ainda não estava frio suficiente (para não dizer que estava um sol radiante) e parecia ridiculo! Mas o conforto é tanto que não dá vontade de tirar!


(o sol estava a pôr-se mas o frio ainda não era suficiente...)

Apesar das quantidades absurdas de trabalho, das viagens constantes e de estar a aprender japonês, agora resolveu dedicar-se à malha para relaxar! E eu acho que faz muito bem! São as vantagens de ser a caçula... servimos de cobaias às experiências e a maior parte das vezes só lucramos com isso! Continua a relaxar assim Mó!

Acho que a vou ter de cravar para fazer outras noutras cores!



Viva a malha!

sábado, 25 de outubro de 2008

Il postino

Um dos filmes da minha vida! Bem sei que o lendas e legendas faz um trabalho fantástico a apresentar e comentar filmes... mas este tinha que ter um lugar neste meu cantinho virtual!



Ainda não vi outro filme que se compare... e a banda sonora basta para me levar para os meus 15, 16 anos... altura em que vi o filme pela primeira vez!



Fantástico, precioso!

segunda-feira, 20 de outubro de 2008

Fim de semana muito bom

Dois momentos bem passados do fim de semana:



e ainda
(João este é para ti)



O resto dá para ler no Mar da Chincha

quinta-feira, 16 de outubro de 2008

Don't vote

Uma das minhas rotinas matinais/virtuais passa por espreitar o blog da Marta Mourão. Hoje dei com este filminho por lá! Está fantástico e dá que pensar porque as preocupações, os direitos, o poder e as consequências daquilo que fazemos e não fazemos são universais!



Fica já a lembrança para 2009!

quarta-feira, 15 de outubro de 2008

quarta-feira, 8 de outubro de 2008

Parabéns 07 (da 11)

Uma pessoa muito especial, que faz parte da minha vida há muitos anos e contribuiu para muitos dos meus momentos mais alegres, fez anos no dia 4!

Para além de ser uma pessoa extraordinária, é uma grande cozinheira com talento inquestionável para biscoitos, bolos e doces que fez maravilhosamente para o lanchinho de anos que nos deu! Estas reuniões não têm como falhar porque nos encontramos todas e todos novamente... este NÓS (entre outros) é a equipa de pólo aquático da AAC que jogou entre 1996 - 2002 (mais coisa menos coisa)! Foram anos marcantes para todas porque crescemos em conjunto entre viagens, derrotas e vitórias, dentro e fora de água sempre como uma equipa!

Como presente, só lhe podia dar mesmo um miminho que queria mesmo e apenas dizer "presente" (passado e futuro)!

Eis o resultado

Para ver e ouvir com muita alegria!

Continuando nos revivalismos, quem não cresceu com os marretas, não teve uma infância em condições! Aqui ficam dois videos que me deixaram com um sorriso logo pela manhã.



Este ainda por cima é um 2 em 1, porque tem os REM com uma músiquinha muito happy que eu via vezes sem conta, porque tinha gravado o clip numa cassete VHS (quem não sabe o que isto é pergunte aos pais ou mude de blog, porque não tem idade para andar por aqui) que passou num TOP+ qualquer, na altura em que era a Catarinha Furtado a apresentar o dito! Esta é a versão para o monstrinho que há dentro de nós!



:)

segunda-feira, 6 de outubro de 2008

The 80's

Como agora o revivalismo dos 80's está tão na moda, aqui vão umas fotos directamente do passado, em que a produção de roupa artesanal dominava!



modelito feito pela mãe Fatinha (os botões, são telefones)


a manta e o casaquinho foram feitos pela avó Ilda



quase toda a roupa depois de ter passado da minha irmã era vestida por mim


De facto, tendo em conta os sorrisos da altura e de agora, vale mesmo a pena recordar!

segunda-feira, 29 de setembro de 2008

Ausências justificadas

Tal como o meu amigo de ossos do ofício, também eu ando em estado (pré)tésico. Isto só por si, já é qualquer coisa que faz comichão nos nervos, mas também ando em contagem decrescente para a próxima e muito aguardada viagem (de mergulho). Por isso, é que tanto o blog quanto as produções caseiras têm estado em stand by... Vamos lá ver quando é que recupero e tenho tempo para pôr as ideias que vão surgindo em prática.





Quem adivinha qual é o destino das tão desejadas férias?!

quarta-feira, 10 de setembro de 2008

Green eyes

Do nosso amigo Nick (Cave) é esta músiquinha que me faz lembrar (e muito) os tempos de liceu.

quinta-feira, 4 de setembro de 2008

Acho que fiz uma Estrumpfina...




Ontem andei entretida com a massa de moldar e resolvi tentar fazer outra menina... mas o resultado foi muito parecido com a Estrumpfina... ainda assim gostei!




Agora a "Jasmim" e a "Estrumpfina" são duas pregadeiras!

quarta-feira, 3 de setembro de 2008

Nascido a 10 de Março de 2007



Os meus dias começam, desenvolvem-se e acabam sempre com a presença do Buick, também conhecido como Bogas, Cuca, Peste, Ruim... e tudo que o momento possa inspirar!



Até aqui ainda não tinha falado nele, quase por egoísmo! Porque o queria preservar, porque o queria só para mim! Mas agora, senti que o tinha de apresentar!



Apesar dos sustos - que passam por comer uma agulha com linha e em consequência ter que ser operado, comer roupa interior, ou ter acessos de anorexia - é o meu companheiro, a minha diversão e um bocadinho da minha alegria! Apesar de me obrigar a viver numa nuvem de pêlos!



Para mim um cão é um cão e é isso que os torna fantásticos! E o Buick, agora que já está mais "maduro", já me acompanha para todo o lado! Foi das melhores coisas que me podia ter acontecido, apesar dos móveis e sapatos que não lhe resistiram!



Aqui fica, mais um bocadinho muito querido de mim!

sábado, 30 de agosto de 2008

Cinema

Ontem foi dia de cineminha! E foi muito bom!
Fui ver "Aquele querido mês de Agosto". Fantástico! Transpira portugalidade no argumento e na realização (vejam os percalsos e o espírito do desenrasca)!



Quem tem família aqui pela Beira e no Verão ou na Páscoa vai à "terra" matar as saudades e apanha um bailarico pelo meio, de certeza que não estranhou nada o fime! Quando muito ainda bateu o pézinho e sentiu o cheirinho dos enchidos!

A mim fez-me lembrar o Souto Bom: uma aldeia pequenina que fica na Serra do Caramulo.



É a terra natal do meu pai, onde tenho os meus tios e um saco de memórias, que para além dos bailes, passam por chatear - quem como quem diz, querer ajudar só atrapalhando - família e vizinhos quando se estava a trabalhar no campo ou a tratar dos animais... sempre com o cheiro de lareira e terra molhada no ar!
É fantástico quando um filme tem este poder!

Ainda assim, faltou retratar um momento mítico: o "sound check"! Onde estava o senhor a dizer "SSSOOOMMM, SSOOMM" e a fazer os respectivos sinais com as mãos, dando indicações aos técnicos para ajustar a sonoridade?! Sô Miguel Gomes... para a próxima não pode faltar!

quinta-feira, 28 de agosto de 2008

É assim de bom!



Os amigos do easy diver fizeram o favor de publicar este post fantástico, que explica de uma forma clara o que se sente quando mergulhamos e/ou convivemos com aqueles que nos acompanham na magia apaixonante que é dada pelo azul, pelo silêncio e pela simplicidade que se vive só por respirar, observar e desfrutar!

«Como todos os seres humanos, nascemos no coração da mãe-terra. Temos braços e pernas, respiramos oxigénio que entra em pequenos pulmões. Passamos grande parte da nossa vida na posição vertical que nos dá uma maior autonomia e conforto na terra. Vistos superficialmente somos iguais a todos os seres humanos.
Mas analisando um pouco mais fundo, alguma coisa nos faz diferente. Nascemos com os olhos acostumados ao azul das águas. Temos um corpo que anseia pelo braço do mar e, um pulmão que aceita grandes privações de ar apenas para prolongar a nossa vida no mundo azul.
Somos homens e mulheres de espírito inquieto. Buscamos na nossa vida mais do que foi dado. Passamos por grandes provas para nos aproximar dos peixes.
Transformamos nossos pés em grandes barbatanas, seguramos o calor do nosso corpo com peles falsas e chegamos ate a levar um novo pulmão às costas. E tudo isto para quê ? Para podermos satisfazer uma paixão, um sonho. Porque nós, algum dia, de alguma forma, fomos apresentados a um mundo novo. Um mundo de silêncio, calma, mistério, respeito e amizade. E esta calma e silêncio fizeram-nos esquecer a confusão e agitação do nosso mundo natal. O mistério envolveu o nosso coração sedento de aventura.
O respeito que aprendemos a ter pelos verdadeiros habitantes desse mundo. Respeito esse que, só depois de ter sentido a inocência de um peixe, a inteligência de um golfinho, a majestade de uma baleia ou mesmo a força de um tubarão, podemos compreender.
E a amizade. Quando vamos até o fundo do mar, descobrimos que ali jamais poderíamos viver sozinhos. Então levamos mais alguém. E esta pessoa, chamada de dupla, companheiro ou simplesmente amigo, passa a ser importante para nós. Porque, além de poder salvar nossa vida, passa a compartilhar tudo que vimos e sentimos. E em duplas, passamos a ter equipas, e estas passam a ser cada vez maiores e mais unidas. E assim entendemos que somos todos velhos amigos mesmo que não nos conheçamos. E esse elo que nos une é maior que todos os outros que já encontramos. E isso faz com que nós mais do que amigos, sejamos irmãos. Faz de nós, mergulhadores.»

Jacques Yves Cousteau11/01/1910 - 25/06/1997

É fantástico descobrir alguma coisa que nos completa!

quarta-feira, 20 de agosto de 2008

Cores do Sol

Estes dias quentes e cheios de luz, levaram-me as fazer um colar/pulseira e uma pulseira com as cores do Sol:





(eu cá adoro colares... principalmente quando dão para fazer de pulseira)





(o que é que eu posso dizer... uns brinquinhos ficam sempre bem!... adoro brincos!)

segunda-feira, 18 de agosto de 2008

Jeff Buckley - Lover, You Should`ve Come Over

Ultimamente tenho ouvido muito Jeff Bucley e como não vou ter oportunidade de o ver ao vivo, aqui fica a versão mais aproximada do "ao vivo".



Esta letra acho particularmente... interessante (interessante, é uma palavra interessante!)

Lover, You Should`ve Come Over
(Jeff Buckley)

Looking out the door i see the rain fall upon the funeral mourners
Parading in a wake of sad relations as their shoes fill up with water
And maybe i'm too young to keep good love from going wrong
But tonight you're on my mind so you never know

When i'm broken down and hungry for your love with no way to feed it
Where are you tonight, child you know how much i need it
Too young to hold on and too old to just break free and run

Sometimes a man gets carried away, when he feels like he should be having his fun
And much too blind to see the damage he's done
Sometimes a man must awake to find that really, he has no-one

So i'll wait for you... and i'll burn
Will I ever see your sweet return
Oh will I ever learn

Oh lover, you should've come over
'Cause it's not too late

Lonely is the room, the bed is made, the open window lets the rain in
Burning in the corner is the only one who dreams he had you with him
My body turns and yearns for a sleep that will never come

It's never over, my kingdom for a kiss upon her shoulder
It's never over, all my riches for her smiles when i slept so soft against her
It's never over, all my blood for the sweetness of her laughter
It's never over, she's the tear that hangs inside my soul forever

Well maybe i'm just too young
To keep good love from going wrong

Oh... lover, you should've come over
'Cause it's not too late

Well I feel too young to hold on
And i'm much too old to break free and run
Too deaf, dumb, and blind to see the damage i've done
Sweet lover, you should've come over
Oh, love well i'm waiting for you

Lover, you should've come over
'Cause it's not too late

quarta-feira, 13 de agosto de 2008

Do forno, para as contas!

Hoje resolvi ir à pesca:



e para além dos peixinhos ainda "apanhei" esta menina (que confesso que fiz inspirada na Jasmim... mas reconheço que tenho muito que aprefeiçoar... espero que ela não me leve a mal!!)



ainda tenho é de arranjar maneira de levar estas peças ao forno sem ficarem chamuscadas... é uma questão de tempo, mas para já gosto do resultado!



Como moça que é moça, é um bocadinho vaidosa, tenho que mostrar a minha saia nova, que para além de ser linda, veste que nem uma luva!




Bem sei que não dá para ver bem, mas basta ir ao blog da artista que a fez, a Marta Mourão, para se ficar com uma ideia muito clara da saia... QUE É MINHA!!! ;)