segunda-feira, 31 de agosto de 2009

Silly season - 2009

Há um conjunto de fenómenos de Verão, que eu, do alto da minha tolerância e bom gosto não compreendo. A saber:

Sandálias não-somos-carne-nem-sou-peixe-somos-só-feias

Eu confesso que sofro de clastrofobia nos pés, talvez por isso me falte o ar, quando no pino dos 40º de Agosto, vejo moçoilas todas arejadinhas... mas só até ao tronozelos! Eu até compreendo que há coisas que se vestem que não são necessariamente confortáveis, mas que ajudam à figura. Mas neste caso, não há volta a dar, a raça das sandálias são feias para burro.


Calças "Maria mijona"


Ora bem... neste caso nem sei por onde começar! Acho que aqui o problema foi o exagero a vários níveis. Se bem me lembro, quando esta moda começou era mais discreta, mas rapidamente os cós se tornaram mais baixos, as calças mais largas e os padrões despropositados! Em menos de nada não havia feira que não vendesse ao quilo este modelito! Não havia alma na praia que não desfilasse com uma versão rasca da ideia original*... e não havia necessidade.

Repolhos na cabeça

Por fim, não percebi porque é que toda a gente com cabeça e com cabelo na dita, tinha este Verão uma flor a adornar as (mais ou menos) bonitas melenas. Até achei engraçado durante algum tempo, porque gosto de enfeites no cabelo. Considerei comprar uma para mim. Mas mais uma vez, à medida que o tempo passava, a concentração, a diversidade e o tamanho da "flora capilar", aumentava à velocidade da luz, fui deixando de gostar. Chegou a um ponto que eu jurava que ia ver um repolho, uma couve-flor ou até quem sabe um bonito bróculo, na cabeça de uma jovem mais entusiasmada!

Tendo dito isto, e adiantando-me às críticas: toda a gente tem o direito de andar como quer!

E agora acrescento: e eu tenho o direito de criticar!

*confesso que quando começaram a aparecer nas revistas de moda mais sérias, até lhes achei alguma piada, mas agora...

domingo, 30 de agosto de 2009

"Quau qui é à bôa?"**

Ontem foi dia de cineminha, com o meurapaz e a mana, para ver "Inglorious basterds"...

Do caneco!!!

O homem (Tarantino entenda-se) flipou de vez! O filme está qualquer coisa de alucinante! Mas sempre completamente lógico! É tão surreal, que mais de metade do filme é passado a rir, mesmo que o contexto de acção seja a Segunda Grande Guerra! Só um tipo muito fora seria capaz de tornar um período tão negro, num spaghetti-western-trágico-cómico!!!

E os desempenhos?... Fenomenais! A história de não haver declaradamente um protagonista, mas haver um conjunto de actores excelentes, que desempenham na prefeição, é raro!

As meninas (e eventualmente alguns meninos), que se estão a pelar por ver o Brad Pitt, ou se vão desiludir (porque o moço não está todo jeitosão) ou o vão admirar ainda mais (tipo eu) porque o gajo está feito um "homemzinho", que não tem o menor problema em despir a farda de galã e ser um bocado burgesso (tipo o Clooney no "O brother, where art thou?").

Para ver sem dúvida nenhuma!!

Para ver também é esta curta** com o Stelton Mello e o Seu Jorge que explica a lógica dos filmes do Tarantino e como está tudo ligado! Divinal!



* Tenho admiração por pessoas que não têm problema nenhum em se rirem delas próprias!
** A dica da curta foi dada pela mana que para além de saber tudo sobre tudo, ainda sabe tudo sobre cinema!!!

sábado, 29 de agosto de 2009

Sei que estou a ser repetitiva, mas...

Agora a sério.
Quem estiver comigo - Passarinho, Dra. Muxy-Muxy e respectivo consorte - na manhã da apresentação, por favor façam uma das seguintes coisas... ou eventualmente as três se não estiver a resultar:
- misturem um vallium no café com leite (como é raro tomar "cenas", acredito que até com meio comprimido fico K.O);
- encontrem alguém que espirre para cima de mim, mas só se tiverem a certeza que está com a gripe A ou pior (assim passo a ser um perigo e correm comigo dali para fora);
- dêem-me uma paulada na cabeça com força suficiente para desmaiar (menos que isso será desagradável e vou deduzir que não gostam realmente de mim);

Muito grata pela atenção!

sexta-feira, 28 de agosto de 2009

Stand up comedy

Não resolvi mudar de ramo, é mesmo uma consequência do trabalho...
Para quem quiser ter um momento de pura diversão, daquela de ir às lágrimas, de não conseguir parar de rir, então vão a Madrid e durante a manhã do dia 4 assistam a uma hilariante comunicação feita por mim e em castelhano!
Aaannnh... é ou não é a piada do ano?!

se fosse destas não custava nada... já está mais que treinada e os mais pequenitos são mais fácies de enganar...

Mas onde é que eu estava com a cabeça, quando fiz a cruzinha onde dizia "comunicación oral"?!?! Pior, onde é que eu estava com a cabeça para dar ouvidos ao meu colega de sala e achar boa a ideia de falar num idioma que não domino?!?...

É que há várias coisas que estão mal neste cenário:
- tenho pavor de falar em público*... e não é daquelas cenas que o pessoal diz só para mostrar que é tímido e muito modesto quando de facto se pelam por um bocadinho de atenção... não, tenho mesmo pânico daquele que dá para ficar com as mãos suadas e a voz a tremer... e insónias 15 dias antes;
- como normalmente se tem que usar aquele instrumento de tortura conhecido por microfone, fico ainda pior, porque tenho que ouvir a minha voz a ressoar e com delay. Qualquer outra pessoa seria capaz de se abstrair disso... mas eu não e fico a ouvir o que disse, em vez de continuar a falar... o que seria muito engraçado não houvesse um racíocinio lógico a apresentar a uma plateia que está danadinha para nos dar na cabeça...
- e nisto tudo esqueço de respirar! E é literal! Esqueço-me de respirar ao ponto de ficar zonza e meio azulada!
- e isto tudo acontece quando falo em português, por isso em castelhano vai ser pontuado por momentos brilhantes do tipo do da "massa follada", "rodillas perras" e muitos, mas mesmo muitos "embarazos";

Vendia um rim para quem me substituísse nesta missão...
...anyone?...

foto do grande buddy fotógrafo Carlos Monteiro

* mandem-me mergulhar com tubarões à noite enquanto eles jantam, não me apoquenta (e até já aconteceu), agora falar em público é que não!

Insónias

Já não acontecia há bastante tempo, mas volta e meia as danadas lá aparecem e pimba! E eu que sou tão boa na arte de dormir - adormeço em qualquer hora e em qualquer lugar*, que gosto tanto, que surge tão fácilmente - volta e meia lá sou apanhada pelas danadas das insónias, que normalmente fazem baixar em mim a manicure oprimida, que há em todas as miúdas, e me leva a sessões de pinturas de unhas**. Ou então, a horas de navegações improváveis na net e descobrir sites que não lembram ao menino jesus***. E agora a nova versão: fazer compras!!!!
O problema é de estar a dormir sozinha e ninguém me chamar à razão... porque ninguém acorda às 04h00 para tomar decisões acertadas.

Vamos lá então rever os acontecimentos:
1 - acordo... tendo adormecer durante 1h sem sucesso e rendo-me às evidências;
2 - vou pôr o blog em dia;
3 - ah e tal, deixa-me cá ver os meus blogs de eleição;
4 - olha do que estas miúdas se lembraram;
5 - deixa cá ver o que me calha;

depois do dia de hoje, nada mais acertado

6 - [PERIGO] olha, diz aqui que a Melissa está em promoção no Clube Fashion...
7 - [PERIGO PERIGO] ...deixa cá ver;
8 - [PERIGO PERIGO PERIGO] e se eu comprasse uma malinha que até está baratinha...
9 - PPPPUUUUMMMM [crash and burn baby... crash and burn]

que é bonitinha é... mas não vinha nada a calhar...

é muito triste ser-se gaja...

Pode ser, que quando voltar a adormecer e depois acordar, que chegue à conclusão que afinal nada disto aconteceu...

*em qualquer lugar mesmo: encostada a uma coluna de som no baile dos bombeiros,; em pleno Avante em frente ao palco 25 de Abril; num semi-rígido com o fato semi seco vestido num espaço onde nem o meu cão cabia entre garrafas coletes e barbatanas; em qualquer sala de cinema...
** quando adormeço as unhas ainda não secaram e ficam invariavelmente com a marca da almofada
*** que não o magnífico treinador do Glorioso

Falha técnica

Gratos pela compreensão.

terça-feira, 18 de agosto de 2009

Mix II


Este é o Mix (7 anos). O cão da minha mãe que tem algumas quinhentas vidas:
- salta do segundo andar para a rua só para ir passear;
- passa da varanda de casa para a do vizinho, tipo gato, apesar da distância para o chão;
- no que diz respeito a trelas e coleiras parece o Houdini e à conta disso já foi atropelado algumas vezes;
- uma das vezes que fugiu, há coisa de um ano, apareceu com alguns dos órgãos (intestinos, estômago, baço, fígado...) internos fora do lugar e safou-se;
- há uns meses foi envenenado e dois dias depois já estava em forma;
- agora esta a tentar competir com o computador por miminhos... apesar de estar a cair de sono...

Quem o vê assim não imagina a peste que ele é!

segunda-feira, 17 de agosto de 2009

Vi isto e achei piada

Econtrei esta lista neste blog - Liana's diary - achei piada e resolvi fazer!

- Formaste-te na Faculdade - yep... e no entanto continuo por lá
- Fumaste cigarros - sim e ainda os fumo de vez em quando
- Ficaste inconsciente de bêbedo - não me orgulho mas é verdade (aniversário dos 16 para os 17)
- Foste a todas as diversões de um parque - nop
- Coleccionaste algo mesmo idiota - uuhhmm é bem possível... agora colecciono máquinas fotográficas, mas não acho isso idiota
- Foste a um concerto de rock - vários
- Pescaste - mais ou menos... dei de comer a peixes com o intuito de pescar mas por algum motivo eles não mordiam o anzol... ainda bem!
- Dançaste numa discoteca - como se não houvesse amanhã
- Seguiste alguém no metro ou na rua porque o/a achaste interessante - sim e até já o fiz acompanhada pela minha mana Pa.ta...
- Viste 4 filmes numa noite - sim
- Passaste 3 dias ou mais sem dormir - isso é que era belo! mal consigo ficar acordada 12h seguidas...
- Mentiste a alguém - sim
- Acabaram um namoro contigo - sim
- Alguém te encornou - sim
- Cheiraste cocaína - credo... não
- Baldaste-te a uma aula - sim... mas poucas
- Fumaste ganza - yep mas desisti porque nunca "batia"
- Estiveste num acidente de carro - (madeira, madeira, madeira) não
- Estiveste num tornado - não mas já os vi ao longe
- Usaste drogas pesadas - não... para pesada basto eu!
- Viste alguém morrer - não... mas durante alguns anos desenterrava e estudava mortos para ganhar a vida
- Estiveste num funeral -
- Ardeste um bocado de cabelo - a tentar acender um cigarro no bico do fogão... eles avisam: fumar faz mal à saúde
- Correste numa maratona - mandem-me nadar... correr não é para mim
- Voltaste de uma saída com um buraco de cigarro na roupa - "offchoice"
- Tiveste os pais divorciados - verifica-se
- Choraste até adormecer - era o meu desporto favorito em garota e volta e meia ainda acontece
- Gastaste mais de 200€ num único dia - várias vezes quando estava a mobilar a casa
- Voaste num avião - sim mas com algum medo sempre que o faço
- Escreveste uma carta de dez páginas - acho que não
- Velejaste - já fui à pendura, contará?
- Cortaste uma parte do corpo propositadamente - não sou fã de dor
- Tiveste um melhor amigo - felizmente
- Perdeste alguém que amavas - infelizmente
- Roubaste algo de uma loja - também... mas foi só um conjuntinho de ganchos de cabelo quando estava em Barcelona e sem dinheiro para mandar cantar um cego!
- Estiveste na prisão - não
- Foste suspenso - de quê... escuteiros conta?
- Foste culpado por algo que não fizeste - yep
- Roubaste livros de uma livraria - nunca
- Foste a outro país - para grande felicidade minha
- Abandonaste a escola - não, mas tenho tentado
- Estiveste num hospital psiquiátrico - só como visita, mas acho que foi porque consegui disfarçar que não fiquei por lá
- Leste um livro do Harry Potter - 3... depois achei que eram todos iguais
- Viste um filme do Harry Potter - vi todos menos o último
- Tiveste um diário online - o blog conta?
- Disparaste uma arma - não... sou alérgica
- Jogaste num casino - não
- Participaste numa peça de escola - e só serviu para perceber que sou a pior actriz do mundo
- Foste despedido - nop
- Nadaste com golfinhos - não... mas já nadei ao lado de um tubarão baleia que é bem mais fixe... digo eu
- Beijaste alguém do sexo oposto - e é tão bom
- Beijaste alguém do mesmo sexo - não duvido que também seja bom, mas ainda não puxou para aí...
- Escreveste um poema - muito mau
- Votaste no BB/Operação triunfo/Ídolos - sou forreta demais para gastar assim dinheiro
- Telefonaste para o Toca a ganhar - o que é isso?
- Leste mais de vinte livros num ano - sim
- Amaste alguém que não podias ter - para mal dos meus pecados
- Ficaste confuso acerca da tua sexualidade - não, mas há dias em que não me importava de ser gajo
- Usaste um livro de pintar depois dos 12 anos - mas só quando estava a fazer baby sitting
- Fizeste uma cirurgia - até à data não
- Levaste pontos - vários na cabeça
- Fartaste-te de esperar pelo metro/autocarro e apanhaste um táxi - sim, mas até sou paciente
- Tiveste algum problema com álcool ou drogas - não
- Participaste numa luta - uuuhhhmmm... sim... mas tive ajuda, se não tinha ficado toda negra
- Sofreste qualquer forma de abuso - para além de trabalhar que nem uma moura e não me pagarem?
- Fizeste uma tatuagem - sim senhor
- Fizeste um piercing - também
- Tiraste só notas 20 - tive alguns, sim
- Estiveste entre os melhores alunos da escola - que me dissessem não
- Foste mandado para um psicólogo - tentaram mas eu não fui
- Foste algemado - nop
- Conheceste alguém com HIV ou SIDA - provavelmente
- Tiraste fotos com uma webcam - sim... sempre que não me apetece ir tirar fotos tipo passe
- Começaste/ias começando um incêndio - não
- Deste uma festa quando os pais não estavam em casa - não
- Foste apanhado na alínea anterior - não

oh... acabou... parece que tenho mesmo que voltar ao trabalho

Segunda-feira #17

[só para atrapalhar quem não tem coisa melhor que fazer nas férias]

domingo, 16 de agosto de 2009

Jesus é Salvador #2

Depois há o outro lado que me deixa num misto de irritada e divertida e que são os intlectuais do futebol, estando o Rui Santos no topo... sendo um verdadeiro "Nadal dos dizeres" (parafraseando o pessoal do mergulho). Este senhor (e os seus caracóis) está para o futebol, como o Marcelo Rebelo de Sousa está para a política em particular e "cenas" no geral. E porquê? porque em apenas 5-7 minutos aprendem-se coisas fantásticas:



1- que o penalti contra o benfica é legal e que só não o seria se o árbitro tivesse decidido em contrário;
2- que o Weldon é um "repentista";
3- que o Peçanha é um guarda-redes de "engate";

Sobre isto também tenho qualquer coisa a dizer... e se me derem corda até recomendo um livro ou dois:
1 - daahh...
2 - repentista
adj. 2 gén. s. 2 gén.
a. Que ou pessoa que diz ou faz as coisas de repente.
b. Improvisador.
c. Diz-se daquele que executa qualquer música à primeira vista.
Reconheço que estava à espera que esta palavra não existisse no dicionário... sendo assim, enfio o barrete.
3- vá lá que não disse que "pega de empurrão"... era mais chato, e digo eu que o Peçanha era menino para lhe fazer outra espera à saída da SIC*

* eu percebi o que o senhor quis dizer. Que o Peçanha em começando a defender já não pára... para mal dos nossos pecados!

Jesus é Salvador

Confesso, gosto de futebol! Mas gosto mesmo! Em miúda jogava à bola nos intervalos e tinha mesmo as meias e as caneleiras para ficar equipada a rigor! Levava a coisa a sério e era doente pelo Benfica, ao ponto de ter um dossier onde colava as notícias mais importantes do Glorioso, uma secção dedicada só ao Isaías (?!?). Sabia de cor os plantéis das várias épocas da década de 90 e com jeitinho ainda arrisco um 11.



Mas este meu gosto, apesar de se centrar no maior/melhor clube do mundo, não se fica por aqui. Também tenho um carinho muito especial pela Académica! Vi-a a subir à primeira divisão (tenho uma bola assinada por todos os jogadores que fizeram a subida) e ainda fui assistir a jogos à borla por ir vestida com o traje académico apoiar a Briosa. Mas este é um gostar mais tranquilo e sem cobranças.

Durante a licenciatura, só estudava ao domingo ao som dos relatos de futebol e se fiz o curso direitinho e com boas notas, devo-o aos senhores da TSF e da Antena 1. O Europeu de 2004 foi todo visto - à excepção do primeiro e último jogo - na companhia de dois colegas de curso e sempre com “o” cachecol, para não dar azar... ainda hoje acho que a culpa de termos perdido o campeonato foi nossa porque o V. tinha um concerto nesse dia não sei onde... ah e fui ver o Inglaterra-França à Luz (com o I).


À segunda vejo “O dia seguinte” e à terça “O trio de ataque”. Tenho um gato chamado Aimar e tive um cão chamado Gullit (baptizado pela mana).

Isto tudo para dizer hoje começa o campeonato* e o ano de trabalho para mim. Já me comecei a preparar com muita concentração e pensamento positivo. Bem sei que o banco ficou muito menos “engraçado”: o Quique dava um “colorido” diferente e ficava muito bem com a sua barba de 3 dias, os seus olhos de um claro improvável e o charme latino no meio dos jogadores... mas obviamente não estava à altura do desafio... e não tinha bom gosto, porque com tanta portuguesa bonita, logo teve de ir atrás de uma estrangeira-pindérica qualquer, ainda por cima anorética**... Mas tenho fé no Jesus (o trocadilho era inevitável). Por isso, moços, toca a correr atrás da bola, a marcar mais golos e ganhar mais jogos que os outro todos ok?

* não, não é gafe. O campeonato só começa hoje porque é hoje que o Benfica joga.
** Quique cariño, estás perdoado, mas não voltes!

sexta-feira, 14 de agosto de 2009

Em fase de negação

Ontem perdi o rasto ao meu estojo. "No big deal" pensaria a maior parte das pessoas. Mas para mim, aquele estojo era o mais perto de um tesouro que eu tinha/tenho. Anos a escolher as melhores esferográficas (bic-laranja-escrita-fina azul, preta e vermelha), os melhores porta-minas (rotring, 0,7 HB e um outro oferecido), o agrafador que concilia a melhor relação tamanho-qualidade-preço (e uma caixinha com os carregamentos correspondentes), duas canetas de acetacto que surpreendiam sempre aqueles que achavam que ninguém anda com uma caneta de acetacto (quanto mais duas), a melhor borracha branca que algum dia foi inventada, uma caneta que escreve prateado (?!), um marcador, três USB's pens que no total prefaziam 6GB de memória, uma caixinha de clips, para não falar do canivete do meu avô Mário...

Já sei, sou uma pessoa estranha... ninguém anda com tanta tralha no estojo... mas acho que depois de ir ao turismo ver se alguém encontrou o meu estojo azul de ganga enfeitado de peixinhos brancos e manchas de canetas idas que rebentaram, vou passar pela PSP e esperar que depois de me chamarem doida, procurem lá nos perdidos e achados para ver se por acaso alguém o encontrou...

quarta-feira, 12 de agosto de 2009

Carta ao meu cão

Querido Buick,

Desde que entraste na minha vida, que a minha perspectiva mudou. Sempre que penso em mim e no que vou fazer, penso de que forma isso te afecta. Acho que isso é "amor". Assim como é "amor" o facto de não te acordar nas noites em que não durmo porque ressonas e me ocupas a cama toda; ou não te pôr à venda por me teres destruído a parte de baixo do biquini (dá-me tempo, foi ontem, ainda não ultrapassei); ou por teres de fazer cócó, sempre em locais inapropriados e cheios de gente... a humilhação aumenta quando me baixo para apanhar "a ração processada" com mil olhos sobre mim; também deve ser "amor" o facto de não deixar de te falar, apesar das vergonhas que me fazes passar quando vamos passear e tu resolves mudar de direcção e levar-me a reboque sem pré-aviso; ou pelos rios de dinheiro que me fazes gastar no veterinário porque insistes em continuar a comer meias e cuecas* apesar da dona já ter explicado que não são para comer...


Porque este meu gostar não tem limites, e porque sei que o sabes, é que tenho que te informar que estou a ponderar o seguinte: rentabilizar-te. Nunca tanta atenção recai sobre mim como quando te passeio! Se fosse nua, o impacto não seria tão grande (e acredito que a visão também não fosse tão agradável). Por isso pensei num negócio: vou alugar-te a meninas e meninos (que consigam controlar 40kg de cão porque não quero cá processos por danos corporais) carentes por um pouco de atenção (que eu dispenso), ou mesmo que procurem uma forma mais alternativa para o engante. Desta forma, os teus passeios estão sempre garantidos e ainda ganhamos uns cobres para a tua ração (que está longe de ser barata).


Se não achas piada à ideia, sugiro então que mudes um bocadinho de atitude... Eu ajudo. Podias, por exemplo, deixar a dona dormir para lá das 7 da mnhã, assim como podes deixar me pisar tanto (é que já não tenho espaço para mais negras nos pés), controlar a quantidade de pêlo que deixas cair (pronto eu sei que isto é mais difícil), evitar dar bufas quando estamos com visitas, ou dares "coices" quando as tuas pernas estão ao alcance da minha cara, porque o look "vítima-de-violência-doméstica" não está na moda e para finalizar, deixar de desfazer rolos de papel higiénico pela casa fora. Caso contrário, sou mesmo menina para te por uma placa ao pescoço a dizer "aluga-se"!

Estamos combinados?

Com amor,

a tua dona

Coimbra 12 de Agosto de 2009


* para não falar da agulha com linha que comeste e que só saiu pelas mãos hábeis do Dr. Luízinho, que teve de te abrir de alto a baixo para tirar a danada que se tinha espetado no intestino, o que implicou várias semanas de recuperação em que tive de aturar o teu mau feitio... mas repara que não estou a cobrar nada!

terça-feira, 11 de agosto de 2009

Pérolas dos palecos

Um dos motivos* por não andar a deixar textinhos no blog com tanta regularidade, prende-se com o facto de estar numa terra em que todo e qualquer cantinho está cheio de diamantes em bruto que permitiriam os posts mais hilariantes da blogosfera... mas não tenho "unhas" para tornar esses dizeres dignos de leitura!

Ainda assim, estas duas pérolas não podem deixar de ser mencionadas, com direito a título e tudo:

Pérola #1 - Saída airosa
Paleco 1 - ouve lá, vamos comprar 5 pãos, não é?... ouve lá, é pãos ou pões?
Paleco 2 - acho que é pãos...
(silêncio pensativo)
Paleco 2 - pelo sim pelo não diz "papos-secos".

Pérola #2 - Banhoque?!?
Paleco anónimo estendido na areia a falar com o outro paleco igualmente esposto tal-qual um carapau enjoado**:
- allonz prenez une banhoque***?

* o outro é porque estou no "modo férias" e não me apetece!... sorry!
** são aqueles carapaus que se deixam a secar nos estendais do peixe que estão na areia... ver aqui
*** eu imagino que seja um portuguesismo com origem em banhoca... mas isto sou só eu a imaginar

Das contradições e tentações...

...outro titulo possível seria: "Dois argumentos contraditórios e um resultado final". Se não vejamos:

Argumento #1
Não gosto de crocs por muitos motivos. Até imagino que sejam confortáveis, mas, vá-se lá saber porquê, lembram-me o calçado dos médicos, enfermeiros e senhoras da cantina e não me estou a ver com um par de crocs nos pés! Mas o que é bonito neste nosso mundinho é que há gente para tudo!

Argumento #2
Depois de meses (ou um mês, vá!) a portar-me que nem uma freira, a proclamar aos sete ventos que "sou uma mulher contida", a afirmar que a minha veia consumista andava anémica... caí em tentação.

Resultado:
Comprei uma mala crocs!!!!



Nada como ser uma mulher de convicções fortes!

terça-feira, 4 de agosto de 2009

Palombella Rossa

Como a vida aqui pela Praia se tem feito sem TV (ainda não há serviço instalado) os tempos mortos têm sido ocupados a ouvir a rádio Nazaré (100.6) porque não se apanha outra, a ler (vim com uma mala cheia de livros e trabalho) e a ver um ou outro filme no computador. Ontem dei um salto à (nova) biblioteca e vi lá um DVD sobre o qual já tinha lido um post no lendas e legendas (pela minha mana do coração) e face ao tempo que tinha que matar, não hesitei e trouxe-o!

Confesso que a história não me entusiasmou, mas o "cenário" escolhido - um jogo de pólo aquático - cativou-me no mesmo instante!

O Pólo aquático apareceu na minha vida devia ter eu uns 15 anos e o sonho de ser nadadora... depois de um reality check o meu treinador disse-me que era velha demais para começar a competir, mas que estava nesse ano a formar-se a primeira equipa de Pólo aquático feminino na AAC. Disse que sim, porque não tenho feitio para dizer que não às novidades! Para se ter uma ideia do gabarito da equipa, fomos para o nosso primeiro jogo contra os Belenenses a ler as regras pelo caminho, porque tínhamos feito a pré-época - como é normal, a "seco" - mas água nem vê-la! Escusado será dizer que perdemos por 37-1*.


Tal como no filme de Nanni Moretti, também a nossa equipa era constituída por todos os tipos de jogadoras: novas (eu -#11 - e a #6 éramos as mais novas logo seguidas da #7), velhas, gordas, magras e havia uma ou outra que para além de não saber nadar até tinha medo da água!

Nos primeiros anos, os treinadores eram alguns dos mais pacientes jogadores da equipa de seniores masculina que ao fim de 5 minutos de tanta galinhagem, tinham um esgotamento nervoso que os levava a um estado catatónico irreversível**. Chegámos a ter um treinador Russo (que apesar de ter treinado a equipa principal de S. Petersburgo, trabalhava numa fábrica de cerâmicas) que depois de uma época connosco se dedicou à vodka! Mas o que durou mais tempo, era tal e qual o do filme: falava, falava, falava... mas para o boneco, nenhuma tinha paciência e interesse no que ele poderia estar a dizer! Ainda se falasse nos últimos modelos de fatos de banho...

Falando de fatos de banho! Também no filme aparece o ritual de mostrar que temos 2 e que as unhas estão cortadas! É que este desporto não era para "meninas" mas sim para mulheres: arranhadelas eram mais que muitas, fatos de banho rasgados era todos os jogos já para não falar do que se passava dentro de água que não era bonito!

Depois as estratégias e as tácticas, seriam eficazes se todas percebêssemos o mesmo! A questão é que o que uma percebia não era necessariamente o que tinha sido dito e havia outras que nem sequer ouviam... era comum haver uma de nós que apenas se dedicava a cansar as adversárias estando a marimbar-se para o jogo! O engraçado é que às vezes estas estratégias até funcionavam porque conseguíamos não obdecer a um único modelo de jogo e assim confundíamos as adversárias!

Podia ainda falar das intermináveis sessões de "pernas de pólo" que tão bem faziam pelo nosso rabo, ou de como os gorros (aqueles que tinham, tal como no filme, a protecção na testa) nos ficavam tão mal e como as amizades desse tempo cresceram até aos dias de hoje!

Foram sem dúvida os melhores momentos da minha vida! Mesmo quando - tal como o Michel ***- todo o resto não fazia sentido!

ah... e faltou dizer que poderíamos não ser as mais talentosas jogadoras do campeonato, mas eramos de longe as mais giras!

* os jogos nessa altura eram compostos por 4 períodos de 7 minutos... e no nosso terceiro jogo perdemos por 47-0... parece impossível mas não é!
** para desenganar aqueles que pensam que pode ser maravilhoso ter 15 mulheres em fato de banho 3 vezes por semana à sua disposição

*** personagem do filme

segunda-feira, 3 de agosto de 2009

sábado, 1 de agosto de 2009

Adágios populares

"Parede ao mar, sinal de chuva"
este é de cá da Praia

"1º de Agosto, 1º de Inverno"
dizia o avô Mário

com isto tudo queria o quê... Sol, não?