quarta-feira, 12 de agosto de 2009

Carta ao meu cão

Querido Buick,

Desde que entraste na minha vida, que a minha perspectiva mudou. Sempre que penso em mim e no que vou fazer, penso de que forma isso te afecta. Acho que isso é "amor". Assim como é "amor" o facto de não te acordar nas noites em que não durmo porque ressonas e me ocupas a cama toda; ou não te pôr à venda por me teres destruído a parte de baixo do biquini (dá-me tempo, foi ontem, ainda não ultrapassei); ou por teres de fazer cócó, sempre em locais inapropriados e cheios de gente... a humilhação aumenta quando me baixo para apanhar "a ração processada" com mil olhos sobre mim; também deve ser "amor" o facto de não deixar de te falar, apesar das vergonhas que me fazes passar quando vamos passear e tu resolves mudar de direcção e levar-me a reboque sem pré-aviso; ou pelos rios de dinheiro que me fazes gastar no veterinário porque insistes em continuar a comer meias e cuecas* apesar da dona já ter explicado que não são para comer...


Porque este meu gostar não tem limites, e porque sei que o sabes, é que tenho que te informar que estou a ponderar o seguinte: rentabilizar-te. Nunca tanta atenção recai sobre mim como quando te passeio! Se fosse nua, o impacto não seria tão grande (e acredito que a visão também não fosse tão agradável). Por isso pensei num negócio: vou alugar-te a meninas e meninos (que consigam controlar 40kg de cão porque não quero cá processos por danos corporais) carentes por um pouco de atenção (que eu dispenso), ou mesmo que procurem uma forma mais alternativa para o engante. Desta forma, os teus passeios estão sempre garantidos e ainda ganhamos uns cobres para a tua ração (que está longe de ser barata).


Se não achas piada à ideia, sugiro então que mudes um bocadinho de atitude... Eu ajudo. Podias, por exemplo, deixar a dona dormir para lá das 7 da mnhã, assim como podes deixar me pisar tanto (é que já não tenho espaço para mais negras nos pés), controlar a quantidade de pêlo que deixas cair (pronto eu sei que isto é mais difícil), evitar dar bufas quando estamos com visitas, ou dares "coices" quando as tuas pernas estão ao alcance da minha cara, porque o look "vítima-de-violência-doméstica" não está na moda e para finalizar, deixar de desfazer rolos de papel higiénico pela casa fora. Caso contrário, sou mesmo menina para te por uma placa ao pescoço a dizer "aluga-se"!

Estamos combinados?

Com amor,

a tua dona

Coimbra 12 de Agosto de 2009


* para não falar da agulha com linha que comeste e que só saiu pelas mãos hábeis do Dr. Luízinho, que teve de te abrir de alto a baixo para tirar a danada que se tinha espetado no intestino, o que implicou várias semanas de recuperação em que tive de aturar o teu mau feitio... mas repara que não estou a cobrar nada!

8 comentários:

  1. Muito, muito fixe. Cumprimentos ao Buick. :)

    ResponderEliminar
  2. Filipe e Manuela... já sabem: se quiserem um cão todo catita e que causa sensação, só têm que dizer!

    ResponderEliminar
  3. "Minha querida dona,

    Adorei ler as tuas palavras e ver o quanto me amas!!! Também eu gosto imenso de ti... mas sabes por muito que tente ser um menino bem comportado... é mais forte do que eu e... aí já sabes... todo o meu charme vem à tona!!!
    Compreendo que te deixo muitas vezes envergonhada e de coração nas mãos ... mas confessa lá ... se eu não fosse assim tão cabeça no ar e não tivesse os vipes de loucura que ambos tão bem conhecemos, a nossa relação não seria a mesma?! não é verdade!!!

    Desde já me despeço com milhentas lambidelas e abanadelas de rabo das que tu tanto gostas e conheces..."

    ResponderEliminar
  4. É... e ainda dizem que nós somos mais inteligentes que os animais... Quem é que limpa a caca de quem?

    ResponderEliminar
  5. Tadinho do Buick...se ele come agulhas com linha, é porque tu não as arrumas!!!

    Com um ar fofinho destes tudo o que ele faz é a pensar no teu bem, por exemplo, corre que nem um desalmado porque sabe que não tens tempo de fazer exercício, logo tens que queimar muitas calorias em pouco tempo!

    Bj

    ResponderEliminar
  6. Ta: essa é que é essa... ele disfarça enquanto eu apanho o cócó...

    Zana: a agulha não era minha... acredita que na noite da operação fui à minha caixinha da costura e não faltava nada... esse outro lado do correr é que ainda não tinha pensado... mas a verdade é que já sinto as calças 3mm mais larguinhas...
    beijinho minha linda, e aparece mais vezes!

    ResponderEliminar
  7. Olá,

    Não é uma, nem duas vezes que não pense nestes meus "netos".

    Mas como tudo na vida, as pessoas se afastam e acaba-se por perder o rasto a muitos deles e apenas a prece de que esteja tudo bem fica.

    Obrigado por não se esquecer de mim, e me deixar ver as fotos e as aventuras/desventuras do Adir/Buick.

    Lena

    ResponderEliminar

Aviso à navegação: como sou eu que mando neste estaminé, quando não gostar dos comentários não os vou publicar. Temos pena mas é a vidinha. Todos os outros comentários são bem-vindos!