segunda-feira, 31 de agosto de 2009

Silly season - 2009

Há um conjunto de fenómenos de Verão, que eu, do alto da minha tolerância e bom gosto não compreendo. A saber:

Sandálias não-somos-carne-nem-sou-peixe-somos-só-feias

Eu confesso que sofro de clastrofobia nos pés, talvez por isso me falte o ar, quando no pino dos 40º de Agosto, vejo moçoilas todas arejadinhas... mas só até ao tronozelos! Eu até compreendo que há coisas que se vestem que não são necessariamente confortáveis, mas que ajudam à figura. Mas neste caso, não há volta a dar, a raça das sandálias são feias para burro.


Calças "Maria mijona"


Ora bem... neste caso nem sei por onde começar! Acho que aqui o problema foi o exagero a vários níveis. Se bem me lembro, quando esta moda começou era mais discreta, mas rapidamente os cós se tornaram mais baixos, as calças mais largas e os padrões despropositados! Em menos de nada não havia feira que não vendesse ao quilo este modelito! Não havia alma na praia que não desfilasse com uma versão rasca da ideia original*... e não havia necessidade.

Repolhos na cabeça

Por fim, não percebi porque é que toda a gente com cabeça e com cabelo na dita, tinha este Verão uma flor a adornar as (mais ou menos) bonitas melenas. Até achei engraçado durante algum tempo, porque gosto de enfeites no cabelo. Considerei comprar uma para mim. Mas mais uma vez, à medida que o tempo passava, a concentração, a diversidade e o tamanho da "flora capilar", aumentava à velocidade da luz, fui deixando de gostar. Chegou a um ponto que eu jurava que ia ver um repolho, uma couve-flor ou até quem sabe um bonito bróculo, na cabeça de uma jovem mais entusiasmada!

Tendo dito isto, e adiantando-me às críticas: toda a gente tem o direito de andar como quer!

E agora acrescento: e eu tenho o direito de criticar!

*confesso que quando começaram a aparecer nas revistas de moda mais sérias, até lhes achei alguma piada, mas agora...

8 comentários:

  1. Não podia concordar mais...:)A fotografia e desfiles de moda não são a mesma coisa que a "passarela" do nosso dia-a-dia...Há uma grande falta de sentido de individualidade, equilibrio e originalidade nas mulheres...cada uma de nós é única e diga-se, é deprimente sair à rua e teres a sensação de que te estás a ver ao espelho!

    ResponderEliminar
  2. É que de facto até há coisas que acho piada, mas quando viram epidemia, então deixam de ter interesse para mim!

    Confesso que acho piada a ir a lojas e a comprar roupinha (afinal sou gaja), mas de facto não gosto de andar tipo carneiro... a ter que ser que seja a ovelha negra ;)

    beijinhos Cátia

    ResponderEliminar
  3. Concordo! A moda dever ser utilizada como fonte de inspiração e não desgraça! :)

    ResponderEliminar
  4. Se quisesse não conseguia descrever melhor estas pseudo-modas e o enjoo que causam em mim!
    O que é que passa na cabeça desta gente, para vestir coisas destas e considerar-se bonito?

    Enfim...
    Bj

    ResponderEliminar
  5. Maria: bem-vinda! como fonte de inspiração e teste ao bom senso!!!

    Zana: ainda se fosse um bonito whites... isso sim é moda!

    beijinhos e vão aparecendo

    ResponderEliminar
  6. HAAH poi fique sabendo a senhora que eu possuo umas calças dessas e, gosto bem delas, lindas de seda... e estando em dúvida sobre o que deveria vestir em Madrid, vejo-me esclarecida... pois que serão as caças Huggie como lhes chama o Francisco todos os tres dias....

    ResponderEliminar
  7. Aquelas calças fazem parte de um estilo de roupa que eu própria designo por PINGUÇA, que me causa muita alergia. Será que não percebem que isso é tudo menos elegante?? Quanto às flores, são uma espécie de neo-coisa porque me lembro de uma moda, típica de quem usava calças elásticas e camisas aos quadradinhos, de umas flores gigantescas que se seguravam ao cabelo com uma mola... Parecia sempre que a flor era maior que a cabeça...

    ResponderEliminar
  8. Dra. Muxy-Muxy, que é que posso dizer... vou tentar ter uma mente aberta, mas só porque lhe tenho em elevada consideração!... ;)
    Agora a sério não é tanto "o que se veste" o que eu crítico "é o como se veste" que muitas vezes me causa espécie. No teu caso tenha a certeza que fica impecável!

    Pa.ta. eu acho que em garota tinha uma dessas molas... mas em feio, em muito feio! Era praí vermelho, mas feio! Que ficava ainda pior com as calças de ganga apertavam quase debaixo dos braços e as camisas de flanela velhas do pai!!!

    ResponderEliminar

Aviso à navegação: como sou eu que mando neste estaminé, quando não gostar dos comentários não os vou publicar. Temos pena mas é a vidinha. Todos os outros comentários são bem-vindos!