quarta-feira, 3 de abril de 2013

Ya gotta see the baby



Ontem foi dia de curso. Viemos de lá com três toneladas de novidades e uma informação preciosa... só tenho pena que o Centro não passe declarações que possamos apresentar quando expomos os nossos argumentos. Passo a explicar e a espalhar a boa-nova:

Ontem, entre outras coisas, falámos de cólicas e dos factores que concorrem para que os pequenos possam passar por aquele mau bocado de querer por um fim à dor e de nada resultar. A enfermeira enunciou 3: ingestão de ar (que normalmente ocorre durante a amamentação), a imaturidade intestinal e o stress. Se há alguma coisa a fazer quanto à alimentação e quase nada em relação ao desenvolvimento das tripas do pequeno, há muitas formas de evitar o stress. Mas que raios pode stressar uma criança pequena?! Pensámos nós. A resposta, juro, veio acompanhada pelo som de harpas celestiais! Então não é que a manipulção dos bebés lhes pode provocar stress, logo cólicas?! Ah pois é! Se cada visita (e esse é outro assunto que me dá urticária, a obrigatoriedade das visitas) resolver pegar no bebé e estrafegá-lo, e acordá-lo, e falar naquele timbre timpanó-perfurante então é certinho que a criatura se vai chatear (e se a nossa garota sair à mãe, rosnará ao fim de pouco tempo) ficar stressada e ao fim do dia, para além de estar toda amassada, ainda vai ter direito a um bonito momento de cólicas que depois os pais têm de resolver! Eu já não achava piada à peregrinação à maternidade e ainda menos às visitas a casa (para além da mãe estar preocupada em perceber como funciona o rebento e como ela própria funciona ainda tem de ter a preocupação em fazer sala, garantir que há chá e bolachinhas e casa arrumada e isto tudo com poucas horas de sono e com as hormonas aos pulos) mas agora posso dizer que nem é por mim que não quero visitas é pela barriga da pequena!

4 comentários:

  1. Não gosto deste post.
    A minha sobrinha vai voar nas minhas mãos (afirmação acompanhado de um riso maquiavélico que certamente não agradará nem à mãe nem ao pai).

    :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Família não é visita! Além do mais, conto que ponhas a mão na massa... e já sabes, se a avariares (isto é, se a puseres a chorar) tens que a arranjar (que é como quem diz, tens que a voltar a por em modo não-choro) caso contrário não a aceito de volta! Tendo isto dito, é bom que ela voe nas mãos do tio!

      Eliminar
  2. A massagem do bebé também ajuda a aliviar stress e cólicas =) para além de ser um momento único de partilha entre pais e bebé!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É bem verdade (segundo dizem porque ainda não tive oportunidade de testar), mas as visitas não precisam de saber disso! ;)

      Eliminar

Aviso à navegação: como sou eu que mando neste estaminé, quando não gostar dos comentários não os vou publicar. Temos pena mas é a vidinha. Todos os outros comentários são bem-vindos!