quinta-feira, 5 de fevereiro de 2015

A triste realidade...




Este ano resolvi que ia ser uma rapariga intelectualmente interessante. Que saberia falar de outros temas que não o fascinante mundo da prisão de ventre infantil. Resolvi que ira ler um livro por cada dois meses. O que dá, se a matemática não me falha, o total de seis livros num ano! A loucura, eu sei! Mais do que isso, achei que assim-como-assim e para me armar ao pingarelho, três livros seriam em inglês e três em português! Estamos em Fevereiro o que quer dizer que devo estar a meio de um livro, certo? Mais ou menos. Já li cerca de 100 páginas do “For whom the bell tolls”... O detalhe que está aqui em falta é o seguinte: já li as primeiras 25 páginas cerca de quatro vezes tal é o estado comatoso em que chego à cama. Entretanto, achei que o problema estava em começar com um livro escrito em inglês e comprei o Primo Basílio. E aí o caso muda de figura e devo dizer que... a capa é giríssima e fica muitíssimo bem na mesa de cabeceira! Sinto-me muito mais culta quando me vou deitar e vejo a lombada em tons bordeaux e dourado. Sobre o conteúdo propriamente dito não opino porque ainda não o abri.

E é isto... Sou uma pobre de espírito... prefiro dormir a ler... Mas, em minha defesa, juro que houve uma altura da minha vida que não vivia sem um livro para devorar...

6 comentários:

  1. são fases, senhora, são fases...
    eu antes de dormir raramente leio... só os transportes me safam no trajecto casa-trabalho/trabalho-casa

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Lembrei-me de ti e este fim de semana fui visitar a minha mãe e como o homem e a miúda seguiram antes de mim, fui de expresso! Resultou!! Consegui ler de seguida dois capítulos inteiros! Pena que de minha casa ao trabalho seja preciso apanhar alguns cinco transportes diferentes e levar duas horas até chegar onde quero!

      Eliminar
  2. Adorei o Primo Basílio! Li-o há muitos, muitos anos (no tempo em que ainda tinha tempo), tal como o "Por quem os sinos dobram" (traduzido) e do segundo não guardo sequer memória... alguma coisa isso quererá dizer. Passa já para o livro em português! Eu gostava de ter sido amiga do Eça - tenho cá para mim que ele seria uma excelente companhia para se ficar à conversa numa esplanada em qualquer tarde desocupada de Verão. E os autores que vale a pena ler são esses, os que dariam amigos com quem apetece estar!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O Eça é grande!! Abençoadas leituras obrigatórias no liceu! Concordo contigo... devia ser um tipo e tanto e devia dar umas tardes de conversa muito bem passadas! Cabecinha retorcida, irónica e cheia de humor! My kind of guy!

      Eliminar
  3. Oh Senhora, desde que o meu filho nasceu (há quase 13 anos) que tem sido assim. Ler primeiras páginas vezes sem fim então... Lá fiz uma lista de livros e decidi obrigar-me a ler 5 páginas por dia... Se resulta? Sim, mas leio 5 páginas por semana. Eu? Não me estou a queixar!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É bom sentir que não estou sozinha... Mas isto melhora... certo?!...

      Eliminar

Aviso à navegação: como sou eu que mando neste estaminé, quando não gostar dos comentários não os vou publicar. Temos pena mas é a vidinha. Todos os outros comentários são bem-vindos!