domingo, 12 de dezembro de 2010

Uma vez disse-lhe:

"Quando 'aterraste' em Coimbra, calhei-te na rifa, agora não há volta a dar"! 

Durante a licenciatura, passam por nós centenas de pessoas com quem vivemos a diferentes intensidades e que por norma, desaparecem sem percebermos muito bem como nem porquê. E depois há as outras! As que ficam. Que plantam uma sementinha em nós e que dela vão cuidando, ao longo do tempo e apesar da distância!


A minha R-alentejana* é das pessoas mais importantes da minha vida! Abriu-me os olhos, mais vezes do que se calhar me apercebi e depois de me dar um ombro para aliviar o peso das desilusões, lá me endireitava e mandava-me para a luta. É uma das minhas referências e a certeza de um porto de abrigo! Mas acho que me deu muito mais a mim do que eu a ela...


3 comentários:

  1. Sabes que não sou muito lamechas...mas desta vez foi-me dificil não deixar escapar uma coisinha líquida pelo olhinho...acho que nunca ninguém me tinha dito palavras tão boas de ouvir e sentir. sabes que a sementinha só pode crescer em terra boa e com muito sol...por isso a semente é apenas uma das partes de um processo tão bonito. O teu crescer fez-se com o meu, as tuas dúvidas e ansiedades acompanharam as minhas e obviamente que amparar-te apenas me fez a mim também mais forte. Quando os teus olhos e aquele maldito jeito de enrolar saias denunciavam-te a mim só me cabia dar-te força...mas tu sabes que sempre estivemos muito próximas...tu num estilo mais doce eu num estilo mais livre...e não...eu não te dei mais a ti do que tu a mim...demos o que era preciso e quanto era preciso...afinal a amizade é assim...bêjos

    ResponderEliminar
  2. Em relação ao Martin...fique registado que nunca na vida tive tanto medo...apesar de não conseguir controlar esta veia de investigadora criminal depois arrependo-me sempre...ainda me lembro da sensação...mas não sei porque sentia que era mais forte e que vos tinha de proteger...

    ResponderEliminar
  3. Oh c'um caraças mulher!! Logo hoje que me pintei não me convinha nada ficar com a cara toda esborratada!!

    Vá! troca de galhardetes (bem merecidos) feita e a constatação de que temos muita sorte!!

    Gosto de ti!

    (Beijinho ao "pequeno")

    ResponderEliminar

Aviso à navegação: como sou eu que mando neste estaminé, quando não gostar dos comentários não os vou publicar. Temos pena mas é a vidinha. Todos os outros comentários são bem-vindos!