quarta-feira, 27 de outubro de 2010

O meu primeiro mês em Barcelona, por partes: 1/4

Agora que estou com as malinhas à porta para ir de viagem, tenho lembrado dos meus tempos de Barcelona... Fica, por partes, um resumo do primeiro mês!

Ora, corria o ano de 2002, num qualquer dia de Setembro, quando eu e a R. chegámos ao nosso destino de Erasmus. Depois de arrastarmos 40kg de bagagem, por todas as estações de metro, lá desembocámos na praça da Catalunha. Ainda andámos um bom bocado à procura da Pensión D. Fernando (que na realidade era de um paquistanês) até que decidimos apanhar um taxi, que parou depois de ter andado 20 metros, uma vez que tínhamos chegado ao destinho. A pensão era manhosa, mas não muito. A primeira noite passamos juntas num quarto de casal a cheirar a tabaco e gente, as duas noites seguintes foram passadas em várias camaratas de raparigas, mas a minha memória apagou os detalhes mais escabrosos... A nossa estadia na pensão do paquistanês Fernando acabou, quando descobrimos aquela que achavamos que ia ser a nossa casa enquanto estivessemos em Barcelona. Fomos para a porta do prédio (a meio das Ramblas, mesmo em frente à fachada lateral ao Teatro/Ópera Liceu) e tocámos à campainha. Atendeu-nos um rapaz novo, dono de umas longas rastas. Não me lembro do nome ou da nacionalidade (apesar de saber que era sul-americano), mas não me esqueço que nos disse que cantava boleros no parque Guell para ganhar a vida e a meu pedido cantou-nos o "El día que me quieras"... pensei quando ele acabou:

"- os meus netinhos são os grandes sortudos... olha só as histórias que eu vou ter para lhes contar"...

Mal eu sabia da missa a metade!

 Photo @ Flickr by r-acevedo

to be continued...

Sem comentários:

Enviar um comentário

Aviso à navegação: como sou eu que mando neste estaminé, quando não gostar dos comentários não os vou publicar. Temos pena mas é a vidinha. Todos os outros comentários são bem-vindos!