terça-feira, 9 de fevereiro de 2010

Se eu mandar rezar uma missinha, é capaz de ressuscitar?...

Eu já sabia que ia ser um desafio difícil, mas caramba!

Ilustração de Ana Oliveira, In: ilustrana.blogspot.com
Eu tentei... dediquei-me... e quanto mais carinho lhe dava, mais ela definhava (uma ingrata insensível, portanto)... Ainda tenho esperança - apesar do tom acinzentado, da falta de pulso e da ausência de ligação à terra - que ela recupere... entretanto... estou triste*!

eu ia deixando as folhinhas e os ramos que caíam no vaso, na esperança que eles se agarrassem uns aos outros... mas nada!

Para a próxima que arriscar ter um ser verde cá por casa, vai ser uma alga! Assim, não corro risco de a afogar!

* Mana, desculpa! Mas fartei-me de tentar que ela recuperasse! Até comprei aquelas ceninhas azuis de pôr na terra, mas a desgraçada suicidou-se!!! Não digas ao pai**... tenho cá para mim que ele me obriga a fazer um teste de paternidade e independetemente do resultado, me deserda!
** Papai é biólogo/botânico...

3 comentários:

  1. Vá, não te tortures... Tanto esse como o outro cacto (?) já não estavam muito bem quando os adoptaste. Na altura também tentei de tudo para que não perdessem tantas folhas, mas acho que foi ainda pior :p Bichinhos muito delicados!
    Imagino que a outra planta esteja grande e feliz, e isso já me basta ;)
    Beijitos

    ResponderEliminar
  2. As outras, não diria que estão radiantes, mas estão benzinho!! E a maior até foi promovida a trepadeira de natal! Levou com umas ganbiarras em cima e ainda não me-as deixou tirar... 8)!

    Mas eu ainda tenho esperança que a outra se anime!

    ResponderEliminar
  3. Não te preocupes que isso não é culpa tua. É da casa! Consegui deixar morrer aí uma plantinha roxa (não sei o nome, era muito bonita e foi uma prenda), um alecrim, uma planta de orégãos e tomilho. É essa varanda. Não tem o sol de qualidade superior para poder absorver todo o ensopamento que provocaste com a tua intervenção!

    ResponderEliminar

Aviso à navegação: como sou eu que mando neste estaminé, quando não gostar dos comentários não os vou publicar. Temos pena mas é a vidinha. Todos os outros comentários são bem-vindos!