sexta-feira, 14 de julho de 2017

Vamos jogar ao jogo "quão frita estou eu da cabeça!"



Ah a maternidade! Aquele período das nossas vidas em que tudo é felicidade, há corações a flutuar no ar e nunca nos parece ser de mais dizer o quanto amamos os nossos filhos desde o momento em que lhes pusemos os olhinhos em cima!... Ou então não. Eu cá não tenho nada contra mas, no meu caso, durante o primeiro mês sinto que estou num filme do Kusturica: é o caos, a alegria, o drama e a comédia tudo acompanhado de um banda sonora que parece ser tocada pela filarmónica da terra mas em esteróides!!

Neste momento estou toda comidinha da cabeça! Começou com a falta de vocabulário: "Homem, vais-me buscar... [silêncio] ... [silêncio]... aquela fruta que se come e tem casca e que eu gosto...". Depois passei a perder-me cada vez que o trajecto de carro era ligeiramente diferente do habitual, assim do género de ir a Loures para chegar ao Parque das Nações. Mais frequente é, dar de mamar à uma da manhã, adormecer depois de entregar a garota ao pai e acordar à uma e um quarto, com qualquer barulhito que ela faça e, já a sacar da mama, perguntar "está na hora de mamar, não é?". O cúmulo aconteceu aqui há uns dias, quando estava a ir do sofá para a cama, devidamente guiada para bater nas paredes, a transportar um bebé imaginário junto ao peito, a quem primeiro quis dar de mamar e depois quis entregar ao pai para lhe mudar a fralda. Fiquei danada porque o progenitor da criança não queria segurar nela (na criança imaginária). Depois lá lhe perguntei "ela não está aqui, pois não?". O sacana ficou a rir mas de nervoso... acho que achou que eu tinha passado para o lado de lá e sem bilhete de regresso.

Posto isto vamos a votações: de 0 a 10 quão frita da cabeça estou?

(Para tranquilidade de todos, a pequena cresce que nem uma valente!)

8 comentários:

  1. ora aqui está um jogo que conheço bem!!! ahahahahahahah
    Falta de vocabulário (check!)
    Despertar de um salto, sem noção de nada (check!)
    Achar que tenho a bebé no colo e não tenho (check!)
    Passar momentaneamente para o lado de lá (check!)

    pensa que falta pouco pra chegar à meta (o final do 1º mês) bjs

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pronto! Fico mais descansada! Confesso que a história do bebé imaginário me deixou um bocadinho nervosa...
      Beijinho

      Eliminar
  2. Fritanço 10!!! Ai, q a maternidade é tão bipolar... Como é que a coisa mais maravilhosa do mundo pode, por vezes, roçar a tortura?! Força aí!! Beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pela primeira vez consegui estar no topo da escala! Força recebida! Vamos a isto!!

      Eliminar
  3. Respostas
    1. Espero que não seja preocupante o suficiente para demover quem quer que seja ter crias!

      Eliminar
  4. Estas um bocadinho de facto, mas saberás melhor que eu que esta fase não dura para sempre. Eu estou expectante, a próxima sou eu! :D

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Verdade que não dura para sempre e dá boas histórias... se te lembrares delas... coisa que é capaz de não acontecer!
      Quanto a ti, olha que isto não é chapa 17! Podes nem dar conta de nada de estranho!
      Beijinho e diz quando a cegonha chegar.

      Eliminar

Aviso à navegação: como sou eu que mando neste estaminé, quando não gostar dos comentários não os vou publicar. Temos pena mas é a vidinha. Todos os outros comentários são bem-vindos!