segunda-feira, 19 de junho de 2017

Para já, um bocadinho de silêncio


Tinha um post com piada (digo eu!) agendado para hoje mas não estava confortável em deixá-lo aqui no meio de tanta coisa sem graça a acontecer. Por agora ficamos assim, a desmoer a ideia de que acontece só aos outros porque temos tido a sorte de estar no lado certo das tragédias*. Aquele em que podemos dizer ao mundo, como se o assunto fosse sobre nós, que temos muita pena e o coração muito apertado, em que nos preocupamos em chafurdar na dor dos outros na procura de culpados (como se valesse de muito) e que apontamos soluções que no mínimo, vêm tarde de mais. Daqui por uns dias já vai fazer mais sentido (so)rir e nessa altura deixo o post  mesmo giro (no pressure) que estava preparado para hoje.

Como ajudar sem ter muito trabalho, sem atrapalhar e sem ter de garantir há espaço para tudo, aqui.

* Já agora, quão seguros nos sentimos se pensarmos que esta trapalhada toda aconteceu porque um raio, num dos dias mais quentes e secos do ano, atingiu uma árvore, que essa árvore pegou fogo às outras e que o vento levou esse fogo para o resto do espaço e chegou a aldeias que de tão anónimas nem deviam vir no mapa. Haverá maior conjugação de improbabilidades?

5 comentários:

  1. As improbabilidades tornam-se muito mais prováveis quando desflorestamos a nossa floresta natural para plantar pinheiros e eucaliptos que são, basicamente, pólvora (a ler: https://www.researchgate.net/publication/229455763_The_Deep_Roots_of_the_2003_Forest_Fires_in_Portugal). Agora não é altura de apontar dedos mas sim de ajudar...mas é bom que não se descupabilize a má gestão das florestas e se resolva esse problema. Nunca comentei aqui antes...sou uma das silent readers (e gosto muito de te ler), mas hoje senti necessidade de escrever porque, tal como tu, também estou muito triste com esta calamidade...um beijinho.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É verdade que há muita coisa mal feita e que deve ser resolvida o quanto antes! Pior que um erro desta magnitude é insistir nele... mas neste momento custa-me tanto ouvir qualquer coisa que não sirva para acalmar os ânimos! Acho que todos temos nos nossos feeds os intlectuais da conspiração do governo e os zeladores de todas as soluções do Universo mas que para além de agitarem as águas não fazem mais nada... e isso é que me chateia! Mas sim! Que esta trampa sirva para que se tomem medidas que evitem a crónica de mais uma tragédia anunciada!

      Obrigada por estares desse lado!

      Eliminar
  2. Espero que se tomem medidas para prevenir isto :( uma tragédia tão grande! Ninguém merece. Tanta pena daquelas famílias...

    ResponderEliminar

Aviso à navegação: como sou eu que mando neste estaminé, quando não gostar dos comentários não os vou publicar. Temos pena mas é a vidinha. Todos os outros comentários são bem-vindos!