terça-feira, 2 de agosto de 2016

Orga-Nice


Acho que as últimas palavras que disse, completamente pegajosa e estoirada das limpezas e arrumações, antes de fechar a porta e ir de férias foi "esta casa está o caos!". Virei costas e comecei o processo de mentalização para o que me aguarda no regresso. A verdade é que a nossa casa parece que diminui na exacta medida em que a Sardanisca cresce e, na realidade a miúda é alta como o caraças. Conclusão: tudo quanto é canto tem alguma coisa que pode, ou não, ser fundamental para o nosso dia-a-dia. Não sendo, nem tendo pretensões a ser minimalista, a verdade é que não gosto de confusão e sei que tenho mesmo que meter mãos à obra. Como neste mundinho parece que nada acontece por acaso, estava eu tranquila da vida no meu feed do facebook dei de caras com o título "a mulher mais organizada do mundo". Fiquei com os pêlos da nuca eriçados porque acho que sou uma gaja organizada e queria ver quem é que era a fulana que tinha a lata de se apropriar de um título que um dia até podia ser meu?!? Pesquisei e fui dar à Marie Kondo. Uma japonesinha que pelos vistos desenvolveu todo um método sobre como arrumar uma casa à prova de desarrumanço. Não sou miúda de me ficar e no dia a seguir comprei logo os dois livros que estão escritos em português. Tem ideias que só no país da Sailor Moon - do género, de agradecer aos objectos que vamos deitar fora pelo serviço prestado (I kid you not) - mas tem outras que vale a pena tentar. Se eram precisos dois livros para explicar a coisa? Não, mas depois como é que a moça pagava as contas?! Vou ver se resulta e depois digo alguma coisa.

1 comentário:

  1. Grande coincidência porque também dei de "caras" com essa Sra japonesa no facebook e fiquei muito interessada. Vou aguardar o teu feedback então!

    ResponderEliminar

Aviso à navegação: como sou eu que mando neste estaminé, quando não gostar dos comentários não os vou publicar. Temos pena mas é a vidinha. Todos os outros comentários são bem-vindos!