sábado, 23 de julho de 2016

Flaked




O maravilhoso mundo da Netflix chegou cá a casa e como tem a morte anunciada para daqui a três meses (o tempo em que temos o serviço de graça) estou a espremê-lo sem dó nem piedade. Já tive algumas desilusões e revelações. Entre as revelações está o Flaked. Comecei a ver porque gosto do Will Arnett (não gosto muito da voz dele mas fora isso o rapaz tem pinta) e papei os 8 episódios da primeira temporada como quem come tremoços. É uma espécie de Californication mas menos dark e com menos sexo gratuito e sem a cara de solha do tipo dos Ficheiros Secretos. Achei a história original, achei as voltas do enredo pouco previsíveis e achei que o Will Arnett está com um corpo que sim-senhor. Ainda não tinha acabado o último episódio já eu estava a pesquisar para saber como é que estávamos de segunda temporada. Qual não é o meu espanto quando vejo que as reviews são péssimas! Tudo a desancar na série como e não houvesse amanhã. Ainda assim, parece que vai haver segunda temporada. Espero que sim, quanto mais não seja para que eu perceba o que há de tão mau! Fica a sugestão para as férias. São episódios curtinhos ideais para a sorna do fim de dia de praia!

Sem comentários:

Enviar um comentário

Aviso à navegação: como sou eu que mando neste estaminé, quando não gostar dos comentários não os vou publicar. Temos pena mas é a vidinha. Todos os outros comentários são bem-vindos!