quarta-feira, 6 de janeiro de 2016

Farewell my good friends!





Quando saí da maternidade, com as hormonas e o raio, bati um bocado mal com a gelly belly com que fiquei. Tinham-me dito que depois de se dar à luz se ficava com uma barriga de 6 meses, ora, eu aos 6 meses ainda não tinha barriga que se visse fiquei em choque com o panção que me calhou na rifa. Como ao sexto dia a coisa ainda não tinha diminuído (ddduuuhhh), peguei em mim, na criança e no homem e fui comprar umas sapatilhas para começar a mexer o traseiro com medo de já não voltar ao lugar. Desde esse momento essas sapatilhas fizeram comigo as caminhadas, ainda na recuperação do pós-parto, os primeiros dois quilómetros que corri quando deixei a Sardanisca na creche e achei que ia morrer agarrada a um caixote do lixo no passeio marítimo de Paço de Arcos, a primeira prova de 7k (numa hora e um quarto) cinco meses depois da miúda nascer, um mês depois os primeiros 10k (S. Silvestre) sem parar, a primeira, a segunda e terceira meias-maratonas, para não falar das mais de 20 provas e 200 treinos. Ouviram-me a chamar nomes a pessoas, a chorar, a rir, a cantar... fizeram-me bolhas, um calo e meio e fizeram-me perder 4 unhas. Eram 2 números abaixo do que deviam ser e duras que nem cornos... ainda assim, durante mais de 1000 quilómetros foram as minhas companheiras fiéis. Hoje reformei-as. Arranjei umas que parecem umas pantufas e quase chorei quando as calcei na loja. Vou guardar as velhinhas... não sei bem para quê, mas não me conseguia desfazer delas. O aviso que deixo: podem deixar de se inscrever em provas porque daqui para a frente vou ganhar tudo.

5 comentários:

  1. Caraças..... Assim de repente pensei que nunca mais voltasses!! Mas ainda bem que compraste umas novas, 2 números abaixo não são brincadeira nenhuma! Eu cá continuo agarrada ao Yoga em casa! Beijinhos!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu quando deixar esta realidade virtual não digo nada, mando o estaminé abaixo e pronto! Mas não está nos meus planos! Têm que gramar comigo mais um bocado!

      Eu não sabia que estavam dois números abaixo... quer dizer, suspeitei quando comecei a ficar com as unhas negras, mas quando as comprei achei que estavam boas. Na realidade as sapatilhas de corrida devem ter um a dois tamanhos a mais para evitar problemas. No meu caso passei do 37 para o 39 1/3!!

      Eliminar
  2. Tão bom ler este post: a entrar no quarto mês de gravidez penso muito que assim que deixar de estar pançuda quero recomeçar a correr com regularidade. Parece que é possível ;-)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Na realidade fiz caminhadas durante toda a gravidez (na última semana subi e desci as escadas monumentais em Coimbra) mas tive um susto num dos dias e a determinada altura abrandei. No pós-parto, foi mesmo a paranóia de achar que ia ficar para sempre com aquele volume! E assim que pude, leia-se, quando, já a trabalhar, a deixei na creche (4 meses) comecei mais a sério. É possível, mas faz tudo certinho com acompanhamento médico para não teres surpresas!

      Beijinhos e quero ver essa cachopa (?) linda daqui a uns 5 meses!

      Eliminar
  3. nap... nao sou de corridas! há muito q faço yoga e continuei depois do rapazola nascer... e agora continuo em casa.. mas ando a precisar de fazer mais certinho e regular!
    boas corridasa agrora com essas super sapatilhas... vais voar em vez de correres! :)
    beijos da costa alentejana!

    ResponderEliminar

Aviso à navegação: como sou eu que mando neste estaminé, quando não gostar dos comentários não os vou publicar. Temos pena mas é a vidinha. Todos os outros comentários são bem-vindos!