sexta-feira, 18 de dezembro de 2015

Mãe Fatinha, na linha da frente do jargão futebolístico


Já há muito tempo que não falo da relação que a minha mãe tem com o futebol. A verdade é que desde que desfez o "altar" que tinha dedicado ao Quim não voltou a sentir a mesma emoção... Diz que até gosta do Rui Patrício mas não é a mesma coisa. No entanto, ao contrário do que pensava, não deixou que o desporto rei morresse para ela. Aqui há dias perguntou-nos uma coisa estranha, o que era um "microgolo", que nunca tinha ouvido falar e que agora não se falava de outra coisa. Não fazíamos patavina de ideia e o assunto passou. Estávamos com a televisão ligada com gente a falar da bola e eis que ela tira os olhos da malha e aponta para a televisão "acabaram de falar do tal microgolo... deve ser uma coisa nova". Andámos com a emissão para trás e desfizemos o mistério o que o comentador disse foi Mitroglou...

(Vamos imaginar, só para questões de argumento, que somos cromos, podemos dizer que um golo do Mitroglou pode chamar-se um Mitrogolo [em defesa da minha mãe há designações mais estranhas no mundo que debate o esférico]... assim sendo, ela só se enganou por uma letra...)

Sem comentários:

Enviar um comentário

Aviso à navegação: como sou eu que mando neste estaminé, quando não gostar dos comentários não os vou publicar. Temos pena mas é a vidinha. Todos os outros comentários são bem-vindos!