segunda-feira, 30 de novembro de 2015

Eu ainda não estou preparada para isto




A minha filha entrou na adolescência. "Disparate! Só tem dois anos e meio" dizem vocês as sete erradamente! A miúda está na fase "drama"! É drama porque é de noite, é drama porque não há "aquelas" bolachas, é drama porque lhe digo não, é drama porque lhe digo sim, é drama porque há um menino a andar do escorrega, é drama porque não há meninos para andar no baloiço com ela... E quando digo drama implica lágrimas e toda uma representação digna de um óscar! Implica encontrar o canto mais recôndito, escuro e isolado para se deitar no chão enquanto chora, ou deitar-se no chão (seja lá onde fôr) ou sair de rompante da nossa vista (tipo novela) enquanto chora... A melhor foi num dia destes, numa dessas saídas de rompante, porque alguém não a deixou pintar os sofás, como foi largamente ignorada, apesar da brilhante representação, voltou a atrás, disse "Mamã a Niana está aqui" e fez a repetição da cena com a mesma intensidade. Não lhe aparo as abébias todas mas também não lhe compro as guerras todas...  Ainda assim, principalmente em público, fico sempre com um peso na consciência por parecer muito permissiva ou muito rígida... são os sintomas da condição de ser mãe, não é?

10 comentários:

  1. Respostas
    1. Ri-te, ri-te... no próximo ataque vai recambiada para tua casa!

      Eliminar
  2. Sardanisca: THE Drama Queen (cheira-me que tens muito que penar) ihihih...

    ResponderEliminar
  3. Procura no instagram #assholeparent :D

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É sempre bom pôr as coisas em perspectiva. Já descontraí um bocadinho com a tua dica... normalmente vou a este - http://www.reasonsmysoniscrying.com/ - e respiro fundo!

      Eliminar
  4. Opá, confirma-se! O meu não é tanto Drama King mas mais Eu Quero, Posso e Mando. E até perceber que querer tudo bem mas que não pode e muito menos manda vai um longo filme.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A minha é muito mais diplomata, ela "não quer" ela "precisa" com argumentos muito coerentes. "Mamã, chucha!" "Chucha filha?! Mas vais dormir? A chucha é só para dormir!!" [dois segundos de pausa] "A Niana tem somo pecida da chucha". E é a partir daqui que o drama se desenrola... E se a gente os deixasse entregues um ao outro... do género "safem-se!"... Era muito mau?

      Eliminar
  5. Oh... nem me digas nada... a minha filha agora choraminga por tudo e por nada! Hoje estava com a chupeta na mão a choramingar "a minha chupeta, eu quero a minha chupeta...".

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Confere... também tenho disso... portanto, ainda tenho uns meses pela frente a penar...

      Eliminar

Aviso à navegação: como sou eu que mando neste estaminé, quando não gostar dos comentários não os vou publicar. Temos pena mas é a vidinha. Todos os outros comentários são bem-vindos!