sábado, 29 de agosto de 2015

Diz que foram uma espécie de férias...


Acabam ontem os meus dias de férias e foram as férias mais estranhas que tive até hoje porque não foram nem deixaram de ser... Entre os dias que trabalhei, as noites que não dormi e o tempo que andei atrás do prejuízo da falta de descanso, pouco sobrou... É aquela pescadinha de rabo na boca: tenho coisas importantes que fazer; chego à noite e estou em stress porque tenho coisas importantes para fazer; não durmo; no dia a seguir trabalho a 30%; chego à noite e estou ainda em maior stress; durmo ainda menos... Estou em ponto de rebuçado e ao mesmo tempo ansiosa para voltar a casa e organizar os meus dias. Entretanto vou ver se arranjo o contacto de alguém que me dê a garantia de conseguir dar-me uma marretada na cabeça que me obrigue a dormir umas 12h mas sem me matar ou deixar danos neurológicos... tenho uma filha para criar. O cafuné costuma resultar... mas o meu homem já tem uma artrite na mão de tanto me mexer no cabelo e além do mais diz que prefere o divórcio a ser acordado às três da manhã tttttooooodddddaaaasssss as noites para me ajudar a adormecer... Vá se lá perceber os homens...

1 comentário:

  1. Ui eu também ando nessas andanças de noites mal dormidas e stress para fazer trabalho, stress quando chego a casa e tenho que fazer tarefas de casa, stress porque queria fazer mais coisas fora do trabalho (escrever posts por exemplo?), e tudo isto é uma bola de neve que não pára. Tens de arranjar uma forma de parar e respirar. E comprar aquelas ceninhas (aranhas?) para "coçar" o couro cabeludo para não acordares o homem às 3h da matina?

    ResponderEliminar

Aviso à navegação: como sou eu que mando neste estaminé, quando não gostar dos comentários não os vou publicar. Temos pena mas é a vidinha. Todos os outros comentários são bem-vindos!