quarta-feira, 8 de julho de 2015

A chamada "oh pra mim"!



Há um conjunto de coisas neste mundo que não percebo muito bem... o chamado "faz-me espécie" (esta expressão é uma dessas coisas). Uma delas é a selfie... não a selfie em si - que até pode ser divertida e, dependendo dos dias e dos resultados, até deixar-nos a sentir poderosas porque ficámos mesmo giras - mas antes o "durante". Enquanto carregamos ou não no botão entramos numa sessão de contorcionismo - braço esticado sobre a cabeça, mão torcida para o telefone estar direito, cabeça para um lado para apanhar a luz, corpo para o outro para não se notar a barriga - em versão filme mudo. Não falamos com ninguém porque estamos sozinhas, não nos rimos de ninguém porque estamos sozinhas, não dizemos cheese porque estamos sozinhas. E quando isto é feito em grupo?! Melhora muito! Aquelas selfies de grupo em que estamos todos muito divertidos, rimos, fazemos caretas, duck faces (é junto ou separado?...) mas não se emite um som?! Isso então, para mim, é auge do estranho! Confesso que sempre que topo alguém ou um grupo a fazer selfies fico a observar e a tirar notas mentais sobre este fenómeno que me atormenta.

1 comentário:

Aviso à navegação: como sou eu que mando neste estaminé, quando não gostar dos comentários não os vou publicar. Temos pena mas é a vidinha. Todos os outros comentários são bem-vindos!