quarta-feira, 17 de junho de 2015

Uma espécie de receita


(Sim. É a minha casa desarrumada, a miúda com uma birra e eu de pijama... mas se não fosse naquele momento nunca mais conseguia convencer o homem a fazer o filme.)

Não sou pessoa de ter muitos amigos... nem sequer sou pessoa de ter muitos conhecidos mas tenho a sorte de conservar uma meia dúzia que, apesar da distância e apesar da minha falta de talento para alimentar as relações, tal como devia e como as pessoas mereciam, resistem estoicamente na minha vida. Na minha equipa de Pólo Aquático estive rodeada de colegas mais velhas que me serviram de exemplo (naquela fase crítica da adolescência) e duas amigas da minha idade com quem partilhei muito mais do que dores musculares, olhos negros, paixonetas, estratégias e ódios de estimação nas equipas contrárias. Quando uma delas me pediu a receita do bolo de iogurte (sim, aquela do copinho que não tem nada que se lhe diga) a minha vontade foi fazer um e levá-lo a casa dela... mas não dava. Duzentos quilómetros são muitos quilómetros. Podia enviar-lhe a receita por e-mail e ficava o assunto arrumado mas queria mesmo deixar aqui este miminho... a minha forma, meio palerma, de lhe dizer que tenho saudades (que são sempre em modo de trio... de nós as três). O resto da malta que me perdoe a lamechice mas, para compensar, fica a dica: é o melhor bolo para se fazer com a miúdagem!

Bolo
4 ovos
1 iogurte de aromas (à escolha... o iogurte e o aroma)
2 copos (do iogurte usado) de farinha
1 1/2 a 2 copos de açúcar (dependendo do gosto)
2/3 do copo de óleo

Cobertura
2/3 embalagem queijo creme
Sumo de meio limão
3 colheres de sopa de icing sugar

Preparação
Pré-aquecer o forno a 180º. Bater os ovos um minutinho ou um pouco mais para tornar a mistura mais fofa. Juntar o óleo, o açúcar e o iogurte. Levar ao forno 30-40 minutos (mas nada como fazer o teste do palito).

Para a cobertura: juntar ao sumo do limão o queijo e o icing sugar e bater até obter uma mistura espessa. Para o bolo que fiz para a creche usei iogurte, natas (um iogurte grego deve fazer o mesmo efeito) e icing sugar (porque a cobertura com o sumo de limão era capaz de ser forte para os miudos) e não ficou mal de todo.

8 comentários:

  1. Eu faço um muito parecido, mas invento sempre mais que coisa... Ou ponho fruta ( maçã, pêra, banana, mirtilos... O q houver!) ou ponho sementes, ou então rego-o com sumo de laranja... Fica sempre delicioso! É o meu bolo base para tudo! Agora deito muitas vezes em formas pequenas de queques para o pirralho levar para a creche... Ele adora!
    Beijos da Costa alentejana, Xana

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pois... este bolo é bom para fazer de base e depois é dar uma de criativa e está a andar! Essa dos queques é que me parece muito bem! Acho que vou adoptar!

      bjs!

      Eliminar
    2. É óptimo! A massa rende umas quantas forminhas, ele já ajuda a por a fruta por cima e depois fica deliciado a vê-los cozer no forno! Depois, se não prevemos comê-los todos, dá para congelar e ir tirando para os lanches! Fazem um sucesso!!!
      Beijos do meu pirralho para a tua sardanisca (desde que lhe mostrei a foto dela, pede-me para ver a menina do telefone e da-lhe beijinhos... Está bonito isto!!!)
      Beijinhos da costa alentejana, Xana

      Eliminar
    3. Eh eh eh!! Não vou dizer nada ao pai da miúda para ele não começar a fazer já a ronda às espingardarias!!

      Eliminar
  2. Que giro...adorei :) ( o video!)
    e a declaração de amizade ( tb gostei muito!)
    e senti saudades da minha piquena assim...piquenita!
    :D
    bjs

    ResponderEliminar
  3. O famoso bolo de iogurte do copinho! Nos idos tempos do meu 5o ano de escola a receita vinha no livro de religião e moral, imagina tu! E sempre foi o único bolo que "me saía bem". Depois já não precisava da receita porque é realmente fácil de fazer ;) ah! O vídeo está muito giro!!!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Muito obrigada Manuela!! Eu só agora é que o voltei a ressuscitar (para pegar na dica da religião e moral!) mas é sem dúvida uma óptima companhia de fim-de-semana!

      Eliminar

Aviso à navegação: como sou eu que mando neste estaminé, quando não gostar dos comentários não os vou publicar. Temos pena mas é a vidinha. Todos os outros comentários são bem-vindos!