terça-feira, 23 de junho de 2015

O jogo foi bom... mas vamos a prolongamento






Já andava há pelo menos um ano a tentar arranjar um pretexto/tempo/alinhamento dos astros para ir comer ao Matateu. O meu Homem foi lá logo no início e chegou a casa a dizer maravilhas. Eu fiquei roída de inveja porque era moça para viver feliz e contente a comer petiscos. Na sexta-feira passei o dia no Museu Nacional de Etnologia e depois de algum tempo a dar voltas à cabeça sobre onde ir comer lá me lembrei que a petisqueira era mesmo ali ao lado! Até foi fácil dar com o Estádio: bastou seguir o carreirinho das 60 000 pessoas que estavam a assistir ao congresso dos Testemunhas de Jeová. Apesar do tarde da hora (14h39) fomos atendidos e ainda nos serviram quase tudo o que havia no menu (éramos cinco e cada um pediu uma ou duas coisas). Estávamos todos um bocado desesperados por comida e por isso soube muito bem... mas podia ter sido um bocadinho melhor. Os peixinhos da horta estavam flat e o pica-pau de picanha também podia estar furinho acima, bem como a tarte de lima. Já as pipocas de frango, os ovos com farinheira as batatas fritas e a sangria estavam um mimo! O espaço é bem simpático e o atendimento também e hei-de voltar, a horas decentes e sem congressos para apreciar a oferta com mais calma e sem a hipoglicémia a fazer-me comer como se estivesse no Biafra em 1987.

1 comentário:

  1. Fui lá uma vez e gostei bastante. Daquilo que me lembro, estou de acordo contigo em relação aos peixinhos da horta (em relação ao resto da comida já não me recordo muito bem, mas no geral comi benzinho - é esta mania de só nos lembrarmos do que é menos bom).
    Tenho de lá voltar em breve... :P

    ResponderEliminar

Aviso à navegação: como sou eu que mando neste estaminé, quando não gostar dos comentários não os vou publicar. Temos pena mas é a vidinha. Todos os outros comentários são bem-vindos!