sexta-feira, 17 de abril de 2015

Perguntas retóricas






Só para efeitos de referência vamos assumir que isto acontece cá por casa. A questão é: quão mau seria e quem é que está errada:

Há dois momentos de brincadeira que eu gosto particularmente mas tenho algumas dúvidas em relação à dinâmica: os legos e a leitura de histórias... Ora, com os legos a pequena arquitecta que há dentro de mim salta cá para fora e vai de criar pequenos palácios. A questão é a minha filha não partilha da minha visão estética e não só não me ajuda a construir os mais bonitos edifícios alguma vez vistos no universo Lego, como me rouba peças e destrói as minhas construções... Parece-me mal... e acho que ela deveria rever este tipo de comportamento, certo?

Na leitura das histórias parece-me que não dá o valor necessário à minha representação... Estou eu a fazer a voz do avô no "Sonho da Mariana" quando ela me interrompe para perguntar o que é o boneco no fundo da página... Considero que ao longo deste quase dois anos desenvolvi um método de representação próximo do profissional e rapidamente lhe dou resposta e volto a entrar no personagem (salvo seja) mas há um limite para o número de vezes em que estas interrupções podem acontecer de modo a não perder a alma da história. Sinto que ela não reconhece a minha arte.

A hipotética miúda teria de atinar e aprender a apreciar as aptidões artísticas da hipotética mãe, certo?

(Tenho a certeza que todos os meus leitores - sim, vocês os dois - são pessoas de humor refinado (ou pelo menos percebem que sou uma pessoa doente) e por isso toparam logo que isto é brincadeirinha).

8 comentários:

  1. Eu apostava no método de pavlov. Sempre que ela fizer algo que te desagrade, carregas no botão! Em menos de nada, só faz o que tu queres! (Dá para perceber que tb estou a brincar? Não vá fazerem queixa ao serviço social...)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ora aí está... Recomendas alguma voltagem específica?

      Eliminar
  2. Ahahahahaha!!!! Mas não te preocupes! Acontece em qualquer lar doce lar que se preze, incluindo o meu!!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ufa!! O(s) teu(s) herdeiro(s) apresentam sinais de trauma, ou está tudo bem?... Só para me tranquilizar... ou não!

      Eliminar
    2. O meu herdeiro terá alguns traumas mas nada que não se resolva com uma boa palmada! ;)

      Eliminar
  3. Olha olha... Por acaso estas a relatar o que se passa cá em casa com o meu rapazola de 26 meses?! Vê lá que nem dei conta de estares por cá!!! ;)
    I feel the same arround here!!
    Beijos da costa alentejana, Xana

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Great minds do it alike (a minha adaptação do "ditado" popular)!

      Eliminar

Aviso à navegação: como sou eu que mando neste estaminé, quando não gostar dos comentários não os vou publicar. Temos pena mas é a vidinha. Todos os outros comentários são bem-vindos!