quarta-feira, 4 de fevereiro de 2015

Vi aquele filme dos Óscars...



...aquele com a Keira Knightley e com o gajo dos Maroon Five... "Qual?" perguntam as almas que por aqui vagueiam. Exato. Aquele que não deixa memória nenhum e que parece que já vimos 500 vezes!! Chama-se "Begin Again" (não sei qual é a tradução para português) e é uma espécie de comédia romântica menos má. E é isto! Não há muito mais a dizer porque tudo mais que se diga, de tão óbvio, vira spoiler.

Também vi o "The theory of everything" e não fiquei deslumbrada. Achei um filminho bom para ver no aconchego do lar... mas essencialmente irritou-me o estar demasiado romantizado: a pobre da Jane está vinte anos a aturar merdas do marido e a dar conta da porra da doença e quando ele a troca pela cabra da enfermeira só lhe diz um singelo "goodbye". Claro que sim! E eu sou o Rodolfo-rena-do-Pai-Natal!

Ainda me faltam ver muitos filmes do ano passado e desconfio que, pelo andar da carruagem, só os acabarei de ver lá para 2025 mas se forem todos assim acho que prefiro ir tirar a gordura ao exaustor!

6 comentários:

  1. Vê o "jogo de imitação" vale mesmo a pena! :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É pá... mas isso não mete pancadaria e mortos?! É que ando muito sensível!!

      Eliminar
    2. Nada disso, mulher!! É mm bom e os actores 5*

      Eliminar
  2. Ora... como sou muito pouco cinéfila - só vejo filmes em casa e normalmente o principio e o genérico do fim, porque adormeço a meio - apraz-me saber que tirar a gordura do exaustor é bem melhor. Prefiro ler os livros e ignorar os filmes.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Acho boa ideia a de ler livros... mas o meu problema nos dias que correm é o oposto ao teu, leio uma página e deixo de conseguir aguentar os olhos abertos...

      Eliminar
  3. O melhor da "Teoria de Tudo " é o papel do Eddie Redmayne, Vai ganhar o Oscar.

    ResponderEliminar

Aviso à navegação: como sou eu que mando neste estaminé, quando não gostar dos comentários não os vou publicar. Temos pena mas é a vidinha. Todos os outros comentários são bem-vindos!