quarta-feira, 11 de fevereiro de 2015

Cenas da vida doméstica




Cá por casa há um filme com três cenas que se repete com alguma frequência. Acontece normalmente de manhã entre birras, papa a voar, sagas que implicam descobrir sapatos, chucha, saco da escola, chaves de casa, do carro, carregadores... e é assim:

Cena 1
Ele - Viste o meu telefone?
Ela - [Rosnar imperceptível seguido de olhar a deitar faíscas]

Cena 2
Ele - Viste a minha carteira?
Ela - [Rosnar imperceptível seguido de olhar a deitar faíscas]

Cena 3
Ele - Viste o meu telefone e a minha carteira?
Ela - [Rosnar imperceptível seguido de olhar a deitar faíscas]

Tendo em conta que já tenho o suficiente com que preocupar resolvi resolver o problema e pus-me a procurar soluções. Sabendo das minhoquices do gajo com quem partilho a cama a coisa não ia ser fácil. Mais eis que, depois de demoradas buscas na amazon, ebay e etsy com as palavras chave iphone+holder+wallet, descobri o presente de aniverário perfeito (a peça fez anos ontem)!! Uma capa de telefone que serve para guardar cartões e dinheiro... que não tapa o visor do telefone... e que não é grande demais... e que não tem cores... e que cabe no bolso das calças... e que muitos outros critérios macacos que só existem na cabeça do meu com-sorte (porque só com muita sorte encontrava uma tipa suficientemente avariada das ideias para se dar a este trabalho). Na pior das hipóteses as perguntas matinais resumir-se-ão a apenas uma!

(E sim, o Santo António está ali porque já lhe fiz vários responsos na procura do haveres pessoais do Homem...)

Sem comentários:

Enviar um comentário

Aviso à navegação: como sou eu que mando neste estaminé, quando não gostar dos comentários não os vou publicar. Temos pena mas é a vidinha. Todos os outros comentários são bem-vindos!