domingo, 30 de novembro de 2014

Sitiado













Hoje era dia de ter corrido muito... mas não foi... corri cinco quilómetros e depois tive de procurar o desfibrilhador mais próximo... Podia dizer que não sei o que se passa comigo mas sei... No sábado resolvemos que devíamos ir celebrar o fim de duas semanas infernais (noites mal dormidas, muito trabalho, muitos stresses no trabalho, febres, narizes entupidos...) com um jantarinho a dois e fomos onde sempre vamos quando estamos na Nazaré porque sabemos que garantia de uma noite bem passada: ao Sitiado. A questão é que uma noite bem passada é sinónimo de desgraceira ao nível das calorias, colesterol (e não estou a falar do colesterol do amor rá-tá-tá) e da alcolémia o que não se compadece com as aspirações de uma uma atleta wannabe. Mas vamos lá para o confessionário...

O Sitiado é uma taberna pequenina (30 lugares sentados) que fica no Sítio da Nazaré (daí o nome) mesmo ao fundo da saída do Ascensor. Está muitíssimo bem decorado e reflecte aquilo que o Wilson e a família são: gente da música e que se dedica com muito carinho a preservar a memória do passado. Confesso que quando ele nos disse, há uns dois anos, que ia embarcar neste sonho temi o pior... Estávamos no auge da crise, o Sítio no inverno não tem muito movimento e, basicamente, estávamos em crise e ainda havia a crise... Depois de passado este tempo é raro o Sitiado não estar à pinha! E porquê? Porque para além da simpatia com que somos atendidos, além do espaço original (pelo menos para a Nazaré) a ementa é do melhor! Já confessei que viveria feliz e contente com queijo, pão, enchidos e vinho, por isso, darem-me a escolher entre uma alheira com queijo de cabra, uns ovos rotos, bife coentrada, polvo panado e outras iguarias que andam ao sabor da época (seja do mar seja da horta) e dos chefs convidados, é o mesmo que me darem uma ideia do que será o paraíso. Se pensarmos que tudo isto pode ser muito bem regado pela fantástica selecção de vinhos que o Wilson tem vindo a fazer a coisa não poderia ser muito melhor! Tendo em conta este intróito, o facto não beber desde 1745 e de no segundo copo já estar de ressaca (o que não me impediu de ir ao terceiro), ainda não tínhamos saído pela porta e já estava a refazer os planos de corrida da semana porque os 17k me pareceram uma piada fraquinha...

Por isso aqui fica a dica: um dia que queiram dar um pulo à Nazaré com a certeza que têm um cheirinho daquilo que de bom se faz por lá passem pelo Sitiado. Depois, para desmoer a aquele que terá sido uma das melhores refeições dos últimos tempos, é dar um passeio pelo Sítio e, quem tiver pedalada, ainda pode dar um saltinho a pé ao Farol para ver as ondas gigantes ou só a Praia.

Agora vou a rebolar até ali para beber um cházinho...

2 comentários:

  1. Já estou rendida. You had me at "Hello". Eu nasci no Sítio! Sou sitiada.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Oh pá!! Então não pode falhar!! E acho mesmo que é a tua cara!! Liga é antes para garantires que há mesa e se puderes fazer coincidir com uma noite de música não vais desiludir!!

      Eliminar

Aviso à navegação: como sou eu que mando neste estaminé, quando não gostar dos comentários não os vou publicar. Temos pena mas é a vidinha. Todos os outros comentários são bem-vindos!