segunda-feira, 27 de outubro de 2014

Estou toda entrevadinha...








São várias as razões que dão origem ao título deste post mas hoje a razão da minha constatação está intimamente relacionada com as dores que me dão um andar semelhante ao dos jogadores da bola... aquela coisa meio coxa meio cowboy. Ontem foi dia de corrida. Nada de muito extraordinário! Já lá vão umas quantas que não mereceram destaque aqui na chafarica. Então porquê da nota que agora se escreve? Passo a explicar: há cerca de 11 meses, passados 4 ou 5 de ter parido, resolvi que era momento para começar a fazer alguma coisa pela minha saúde. As alternativas eram poucas: não há dinheiro nem gosto para me manter fiel a um ginásio e na capital para se frequentar uma piscina é preciso uma autorização especial do Papa Francisco (volta Coimbra, estás perdoada!) vai daí, resta pouco... Vai de comprar uma sapatilhas e seguir caminho. A primeira experiência, na prova satélite da mãe de todas as meias maratonas, foi engraçada. Corri (mais ou menos... porque andei muito) sete quilómetros em 1h20 e achei que tinha feito um bom tempo... até porque, atrás de mim vinham todos os alunos da universidade sénior, e eles ainda são bastantes, o que me dava a ilusão de que estava longe de ser a última. Nessa altura, invadida por uma onda new wave de cariz espiritual resolvi que na prova seguinte iria correr a meia maratona! Como se essa promessa, feita a alto e bom tom perante muitas testemunhas não fosse pressão suficiente, resolvi que seria um exemplo que tinha mesmo de dar à minha filha... Aquela treta pós moderna de que as mulheres podem ser mães, profissionais, jeitosas e o raio que o parta! Fosse como fosse, estava dito, estava dito! Como correr 21k é coisa para ser difícil arranjei um plano de treinos que fui cumprido razoavelmente bem até há coisa de um mês... Depois das aulas começarem começaram também as desculpas: tenho aulas às oito da manhã não dá para ir correr logo cedo, à noite também não porque também tenho aulas, à hora de almoço está muito calor ou então está a chover, ao fim de semana tenho de tratar da casa, da roupa, das refeições e preparar o trabalho da semana seguinte... Vai daí a preparação foi para o espaço! Até ontem... em que ao calor e depois de ter parado as corridas por quase um mês (mas só as corridas os treininhos de força continuaram) resolvi que era boa ideia fazer pernas ao caminho. Não sei se é das dores intensas ou não mas tive duas epifanias: vou precisar de uma maca para ir trabalhar e, caso no dia 9 consiga correr os 21k, é caso de ir a correr para a Cova da Iria porque muito seguramente a Nossa Senhora irá dar um ar de sua graça!

2 comentários:

Aviso à navegação: como sou eu que mando neste estaminé, quando não gostar dos comentários não os vou publicar. Temos pena mas é a vidinha. Todos os outros comentários são bem-vindos!