segunda-feira, 14 de julho de 2014

Bota cá p'ra fora!



Ontem uma das "notícias" do dia era o concerto de uma banda juvenil da tanga. Tudo bem... já começamos a estar habituados! Não há Britney, Bieber ou Miley que venha ao burgo que não tenha direito a passar à frente das novidades sobre a subida do desemprego, os novos cortes salariais e o resto das notícias (sem aspas). À conta disto parece que passou a ser moda o bizarro: tatuagens manhosas de adolescentes histéricas convictas de que encontraram o seu farol espiritual num rapazola bexiguento qualquer, gente pequena que não sabe onde tem os olhos mas que empenham o que for preciso para pagar um bilhete para ouvir playbacks macacos... e por aí fora. Acho parvo mas com as decisões dos outros posso eu bem! Agora!... Ouvir as mães das criaturas que fazem isto tudo dizer que é uma pouca vergonha as condições em que os rebentos estão há dois ou três dias... que não há condições de higiene e segurança na... FILA?! Ora vamos lá ver... uma fila NÃO TEM QUE TER condições de higiene! Se eu estiver na fila do supermercado para pagar não estou à espera que à minha volta apareça, para meu conforto, uma casa de banho, uma fonte de água, uma sombra e um banquinho... E não me vou por a reclamar por isso! Sei que no espaço de minutos a coisa se resolve ou então não e vou-me embora! Não é suposto as pessoas acamparem no espaço público, um espaço que, em primeiro lugar é de todos e, em segundo, deve ser de passagem! Aliás, se me apetecer montar arraiais no meio da rua o mais provável é que a polícia me faça sair e bem. As crianças estão dois dias na fila, sob o sol de Verão, porque querem, mas acima de tudo, porque as deixam!! Se passam mal é por responsabilidade delas e/ou dos pais. Não estão a marcar uma consulta, nem à espera de se registarem na segurança social (e aí não há volta a dar e é preciso ir para as filas de madrugada)... aliás, se alguém dissesse a um adolescente para ir às 6 da manhã para o centro de saúde provavelmente era acusado de maus tratos infantis, mas dizer "vai meu querido, vai para o meio da rua onde não tens onde comer, sentar, ir à casa-de-banho ou proteger do Sol durante três dias" já é perfeitamente razoável!  Se as mães estão preocupadas com o bem-estar das crianças não deixam que elas vão para lá! A menos que a lei tenha mudado as crianças e adolescentes, por "muito maduras que sejam para a idade" não podem tomar decisões sem o aval parental. Se já tiverem 18 anos, então que se aguentem à bomboca e que percebam que as decisões que tomam têm consequências! 

E pronto... já estou um bocadinho mais leve!

4 comentários:

  1. Onde é que se vota em ti para presidente de alguma coisa? Para isso sim, até eu "abancava" na fila!

    ResponderEliminar
  2. Concordo a 100% com tudo o que disseste. Ainda há muito boa gente que se acha que tem (ou deve ter) mais direitos que os outros... Devem viver numa sociedade à parte, digo eu. :)

    ResponderEliminar
  3. Raquel, eu como presidente deixava muita gente mal servida!! É melhor não!

    DuDu é bom saber que não sou só eu a "pensar ao contrário"!!

    ResponderEliminar
  4. Também penso o mesmo, tal e qual,....agora só quero ver o que faço quando a minha filhota crescer e ficar estérica quando vir uma banda qualquer e as amigas todas forem e sentir o fim do mundo por não ir, bla bla bla... vai-me detestar... mas os pais também estão cá para isso, não é...lol bjs

    ResponderEliminar

Aviso à navegação: como sou eu que mando neste estaminé, quando não gostar dos comentários não os vou publicar. Temos pena mas é a vidinha. Todos os outros comentários são bem-vindos!