sexta-feira, 9 de maio de 2014

May the 4th be with us!

 Antes da corrida

 Durante a corrida

 Depois da corrida

Maio é um mês cheio aqui por "casa" (entenda-se casa como família) mas este ano acrescentámos mais uma celebração: a minha maternidade. Então vamos lá fazer a revisão do que havia para comemorar no dia 4 de Maio: o aniversário da minha mãe, o aniversário da minha irmã, o dia da mãe da minha mãe e o meu dia da mãe. Para além disto havia ainda uma corrida que queríamos fazer - a primeira Wings for life world run* - num lugar que gostávamos de visitar - a Comporta. Eu e a minha irmã (que quase me dá a sensação que tem vindo a dispensar o aniversário dela) montámos a operação surpresa. Digo à minha mãe que preciso da ajuda dela durante o final da semana e fim de semana. A minha irmã marca viagem para estar cá dia 2 sem que Mãe Fatinha soubesse de nada e marcámos casa em Brejos da Carregueira de Cima (a uma dúzia de quilómetros da Comporta). Na sexta-feira quase à meia noite (depois de horas à espera do avião da mana que se tinha atrasado) lá chegamos as duas para espanto da minha mãe que segundos depois fica a saber dos planos de sair no sábado pela fresca para irmos para o Alentejo correr e alapar o rabo ao sol. Levou um bocadinho a perceber tudo mas pouco depois já tudo fazia sentido.

Lá vamos os 4 adultos, mais a pirralha e o cão (Mix). No sábado aproveitamos o calor, a casinha e a praia entremeados pelos meu gritos histéricos cada vez que sou abordada por um besouro ou escaravelho daqueles que falam, fumam cigarros e têm barba de tão grandes que são (abençoado ar do campo...). Dia seguinte, o tal dia de aniversário e da mãe, com alguns 50 graus à sombra, lá fomos nós correr. Mas as surpresas ainda não tinham acabado e desta vez eu não sabia de nada! O homem cá da casa arranjou um chef vegan para nos fazer o jantar em casa. Volta a pôr crescidos, garota e cão dentro do carro e rumar a norte! Já era dia 5 quando nos fomos deitar com a alma cheia de tanta coisa boa! Acho que o meu coraçãozito não aguenta tanta emoção! Para primeiro dia da mãe não está mal!

* não foi a melhor corrida de sempre no que respeita à organização e ficámos quase em último mas valeu pela experiência, pela companhia e pela causa!

Sem comentários:

Enviar um comentário

Aviso à navegação: como sou eu que mando neste estaminé, quando não gostar dos comentários não os vou publicar. Temos pena mas é a vidinha. Todos os outros comentários são bem-vindos!