terça-feira, 21 de janeiro de 2014

"Das verdades inconfessáveis" ou "Alguém me ajude se faz favor"



Aqui há uns 2 anos ofereceram-me um kit da Rituals, se não estou em erro, de sabonete líquido e creme para as mãos que, para além disso, trazia ainda uns pauzinhos de incenso e um pacote/saqueta com um chá. Não tive grandes dúvidas sobre o que fazer com o "lavante" e hidratante. Os paus de incenso já se devem ter esfumado mas e o chá?!... Se num primeiro momento me pareceu óbvio que era para beber, mal o pousei entre as saquetas do de camomila e do de menta fiquei na dúvida: "então e se isto não é para beber e é para pôr na água da maniqure ou do banho?" Vai de ler o invólucro e... nada! Diz que é chá! Desde esse momento até aos dias de hoje que a malfadada saqueta de chá (ainda por cima é só uma) tem alternado a estadia entre a cozinha e a casa de banho. Devo ser a única gaja do mundo que tem uma dúvida tão absurda quanto esta e pior, ainda não se decidiu a abrir a coisa para pôr um ponto final à novela. Mas a verdade é que tanto a ideia de beber um chá que é para fazer cenas zen na água do banho ou por um chá tranquilizante nas mãos me parece absurda... Dada a dimensão idiota da coisa não me estou a ver a ir a uma loja perguntar o que faço com o dito cujo. Além quer deixar umas luzes sobre este assunto?

3 comentários:

  1. Eu já bebi alguns chás da Rituals e não são maus. Acho que podes arriscar na coisa sem problemas. ;)

    ResponderEliminar
  2. A Rituals tem chás (dos de beber, mesmo) muito bons. Deduzo que o teu faça parte desse lote :) Beijinhos e saudades, miúda!

    ResponderEliminar
  3. Vai-se a ver e os pauzinhos eram para mexer o chá :)

    ResponderEliminar

Aviso à navegação: como sou eu que mando neste estaminé, quando não gostar dos comentários não os vou publicar. Temos pena mas é a vidinha. Todos os outros comentários são bem-vindos!