quinta-feira, 27 de setembro de 2012

27. Love/Hate


Pois... é a minha única relação amor/ódio! Queria viver sem ela... mas não consigo! Sou uma fraca!

9 comentários:

  1. Por experiência própria, eu adorava tv e neste momento raramente vejo. É uma questão de hábito.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Espero lá chegar... mas não o imagino para breve!

      Eliminar
  2. Eu andei 6 meses em jejum, com todos os sintomas de privação de qualquer droga (dei por mim a olhar para a janela da vizinha em frente, mesmo estando ela um andar acima e não percebendo nada da língua em que os programas eram falados, só mesmo o "glare" e a estática da tv). Mega junkie. Isso e Internet.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É pá... 6 meses é de coragem! não me arrisco a tanto, a bem da saúde daqueles com quem me cruzo!

      Eliminar
    2. Não foi coisa de coragem. Simplesmente estava emigrada e a tv não era uma opção no apartamento minúsculo que partilhava com a mui «alternativa» cara-metade da altura. :)

      Eliminar
  3. Não é que seja viciada, mas gosto de ver :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pois... mas eu se não tiver a televisão ligada parece que vai acontecer alguma coisa má!

      Eliminar
  4. Vivi vários anos sem televisão em casa (mais de 4 ou 5 - Coimbra durante o curso e erasmus fora) e não me fazia falta nenhuma mas agora até vejo bastante e também não sinto que seja uma coisa má. Aprende-se muito e o facto de hoje podermos ver só o que queremos, parar, voltar atrás, passar a publicidade à frente, ir ver o que perdemos há 3 dias atrás... acho que melhorou muito a experiência. O meu inglês e a minha cultura geral não seriam os mesmos sem os filmes, séries e documentários que a TV me traz ao conforto do sofá nas horas que quero. Isso não pode ser uma coisa só má.

    ResponderEliminar

Aviso à navegação: como sou eu que mando neste estaminé, quando não gostar dos comentários não os vou publicar. Temos pena mas é a vidinha. Todos os outros comentários são bem-vindos!