domingo, 3 de junho de 2012

Oi... tu queres ver?!...

Xoné - já aqui tenha falado dele - nos primeiros anos de existência. Fácil de identificar por ser o primata que não ostenta chupeta.

Que afinal o Xoné - boneco "suicidado" pela minha mãe depois de anos [perto de dez] ao serviço de sua cria mais nova - não morreu, apesar do enchimento lhe estar a sair pelos pulsos e pés, fenómeno que a fita adesiva colocada em camadas sucessivas ao longo dos anos não foi suficiente para travar! Pelos vistos o bicho conseguiu escapar do seu cruel destino e cruzar-se com uma Xoné e fazer pequenitos Monchichi (sempre foi um bocado piroso... tem que se lhe perdoar o nome da descendência). 

Não estou a alucinar, pois não? É o mesmo boneco!

6 comentários:

  1. Não imaginas o meu choque quando constatei no Japão (de onde é originário) que esse boneco ainda por lá faz sucesso! E com gente crescida...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. E eu que julgava que a minha mãe tinha arranjado o boneco numa loja/feira manhosa qualquer e que era a única com um boneco tão feio (mas que eu adorava!).

      Tenho ideia que os Japoneses são fofinhos mas são um bocado tolos... não são?

      Eliminar
    2. Pois, também eu cresci com a mesma convicção (o meu tinha o pêlo amarelo-gema-de-ovo), até começar a ver fotos de infância de outras gentes (como a que aí tens em cima) e sofri da Síndrome Principezinho.
      Depois vi senhoras com idade para ter juízo carregadas de peluches no metro, à ida para o emprego, etc. - entre eles, esse macaquito.
      São uns tolos, mas são muito fofinhos, os nipónicos.

      Eliminar
  2. olha eu que pensava que mais ninguém conhecia estes adoráveis macaquinhos! quando levava o meu para a escola (sim, eu levava-o a passear na mochila) e o tirava à hora do lanche para comer comigo e as minhas amigas, todas o adoravam... e ninguém tinha um igual! nunca perguntei à minha mãe onde o comprara! há cerca de 4 anos, a minha afilhada descobrio-o e durante uns 2 anos andou com ele para todo o lado... dizia que era muito velhinho (porque já tinha sido meu) e que era muito sábio (ela dizia que era feiticeiro disfarçado de macaco para ninguém o chatear a pedir coisas)! é bom saber que mais pessoas partilharam momentos com este macaquito!
    beijinhos da costa alentejana, Xana

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Lá se foi o mito! Também achava que tinha sido a única a ter tal boneco!! O meu, mesmo que o quisesse passar à descendência, já deve estar no céu dos macaquinhos...

      Beijinhos

      Eliminar

Aviso à navegação: como sou eu que mando neste estaminé, quando não gostar dos comentários não os vou publicar. Temos pena mas é a vidinha. Todos os outros comentários são bem-vindos!