quinta-feira, 23 de fevereiro de 2012

Yogurt is the new black


Olá, o meu nome é Guilhim e sou viciada em iogurte grego. 
Sempre achei que sobreviveria e que seria muito feliz se tivesse "apenas" lactícinios e os seus derivados, frutinha, enchidos, azeite/azeitonas, alho e pão, mas afinal, acho que me fico pelo primeiro item. Ah, que acabei de acordar, vai um iogurtinho grego com cereais. A sobremesa é frutinha? Não tem que enganar: um pinguinho de mel e 30 litros de iogurte grego e está perfeito! Lanchinho: iogurte grego versão solo. A menina não enche o bandulho ao jantar... mas come um iogurtinho e uma tosta para ir contentinha para a cama! Ou dou rapidamente a volta a isto, ou prevejo que dentro de pouco tempo venha a ter impresso na testa um "consumir de preferência antes de".

4 comentários:

  1. "yogurt is the new black" é muito bom!
    hahahahahahha

    ResponderEliminar
  2. também posso ser fashionista, ou não?

    ResponderEliminar
  3. Eu tenho um trauma (ainda não totalmente resolvido) com iogurte, sobretudo natural... é que passei uma infância a levar com iogurte no infantário e demorava sempre aproximadamente 2h a deglutir um pacote. Depois estive anos sem comer iogurte, há uns tempos voltei... mas é coisa da qual posso abdicar ;)

    ResponderEliminar
  4. Também sou da geração do iogurte no infantário e da iogurteira em casa (e ainda não desisti da ideia de vir a ter uma minha)... mas eu era das que pedia mais um iogurte "para mais logo"... Nada a fazer! O problema é o colesterol... sempre no vermelho!

    ResponderEliminar

Aviso à navegação: como sou eu que mando neste estaminé, quando não gostar dos comentários não os vou publicar. Temos pena mas é a vidinha. Todos os outros comentários são bem-vindos!