sexta-feira, 13 de janeiro de 2012

Diário de uma provinciana #3

Imagem daqui

Já não bastava o malfadado o acordo ortográfico, aqui a pacóvia ainda tem de dominar o capitalês! É que aqui na grande metrópole, há todo um universo linguísticó-fonéticó-vocabular (?) que eu desconhecia! Crente que dominava razoavelmente bem a língua de Camões, sou rapidamente levada a repensar a minha presunção quando entabulo conversa com alguns dos meus convivas. Uma das primeiras descobertas - para além de ter descoberto que não estou em Lisboa, mas sim em Leshboah - foi a questão dos "R"... aparentemente são supérfluos em algumas palavras. Vejamos, em provinciano diz-se "porquê" e "surpresa" já em capitalês é "pêquê"/"poquê"  e "supêsa".

Já no que respeita à fonética, parece que a correcta pronunciação das palavras nestas latitudes, depende dum certo prognatismo a pontuar o final das frases, que devem ser entremeadas por um "ôça" sempre que o assunto é relevante.

E é isto. Continuamos a aprender!

[acabei de ouvir outra... o "sófá" que na minha terra se diz "sofá"]

5 comentários:

  1. Revejo-me tanto nesta "rubrica"...

    O "ôça" é flagrante!
    Este post soa mesmo a Lisboa...

    ResponderEliminar
  2. Depois de teres estado pela cidade onde se fala melhor português (Coimbra) foste parar à Capital, onde já tive grandes discussões à conta das pronúncias e das palavras adequadas... fui repreendida por chamar «a afiadeira» e não «o afia», por dizer «sapatilhas» em vez de «ténis» e «lápis de minas» em vez de «lapiseira»...

    Com as pronúncias a mesma coisa... e além disso ganhei um terrível hábito (que felizmente já perdi) de dizer «deve de ser» em vez de «deve ser»... os alfacinhas, que muito respeito, não têm como dar lições a este respeito...

    ResponderEliminar
  3. Dulce: Há de facto expressões muito bizarras, mas para mim, a pior (by far) é o "teni" que pelos vistos é o singular de "ténis"... Não entendo!!

    ResponderEliminar
  4. ahahahahahah :) Só tu para me fazer rir :)

    ResponderEliminar

Aviso à navegação: como sou eu que mando neste estaminé, quando não gostar dos comentários não os vou publicar. Temos pena mas é a vidinha. Todos os outros comentários são bem-vindos!