sexta-feira, 9 de dezembro de 2011

Lars Von-ali-e-já-venho



Durante este meu ano de reclusão não sentei o meu traseiro celulítico numa cadeira de cinema. Ver filmes (ou pelo menos os 5 primeiros minutos) foi acontecimento raro e sempre votado ao espaço do quarto. Quando no fim de semana passado vi que o novo filme do Almodovar estava no cinema não fui de modas e decidi que era desta que ia matar o celibato cinéfilo! O meu erro foi ter convocado o cônjuge a participar neste momento. "ah e tal... mas o Banderas é tão mau... e o Almodovar vê-se tão bem em casa... vamos antes ver o filme do Lar Von Trier... não sei do que trata mas a fotografia parece que está genial e tem sempre altas bandas sonoras..." Ora, a última experiência de que me lembro com um filme deste senhor, foi passada com a minha irmã a ver o "Dancer in the dark". Escusado será dizer que saímos as duas com lesões oculares de tanto chorarmos/soluçarmos. Depois de ler a sinopse deste Melancholia, não estava nem um bocadinho convencida... 20 minutos depois de ter começado e de ainda nenhuma alma ter aberto a boca na grande tela, pensei: "Estou f"#$dida!". Olho para o lado e vejo uns olhinhos reluzentes que se fazem acompanhar de um sorriso... Ao intervalo só queria que alguém tocasse na campainha de incêndios... mas nada. À pergunta: "Estás a gostar?" respondi um "Não! Acho pretencioso, chato e sem sentido." Resposta que, vá-se lá saber porquê, não mereceu concordância. Até ao final, não mudei de ideias. E é isto. Devia ter ido ver o do Almodovar... mas ao que parece (pediram-me para dizer) este também é bom... (ya right!)

2 comentários:

  1. Pois... lá está... se dissesse o principal motivo porque não gosto deste filme (ou de outro com temáticas idênticas) estragava a história a quem o quisesse ir ver... mas saí de lá com o coração tão apertado (tal como saí de todos os filmes que vi do Lar von Trier) que não me imagino a revê-lo. Mas isto sou eu que sou uma florzinha de estufa! :/

    ResponderEliminar

Aviso à navegação: como sou eu que mando neste estaminé, quando não gostar dos comentários não os vou publicar. Temos pena mas é a vidinha. Todos os outros comentários são bem-vindos!