sexta-feira, 3 de junho de 2011

Thank God, sou provinciana!!


Quem havia de dizer que por entre o mar de cimento que salpica a nossa capital, não há um cantinho que sirva para "nossa casa"! Nunca pensei que à partida, condições como, querer viver num lugar onde se possa realmente conhecer a vizinhança, ter vontade de sair à rua ou pelo contrário, voltar a casa e ter ao longo do mês dinheiro para comer, fossem tão constrangedoras! E nós a achar que já tínhamos feito concessões suficientes ao acordarmos em ir viver para a capital. A segunda cedência passou pelo preço da renda. (Mas está tudo doido!! €600, €700, €800 por um T1 ou T2?! por 60 a 80 m2?!? Mesmo sério?!?) Combinámos um tecto máximo que nos permitia escolher casas que tivessem quarto de banho (porque as há que não têm) e zonas em que os nossos rins não fossem cobiçados, e marcaram-se as visitas. Muitas. Eis uma eleita. Bairro bonito e calmo. Casa pequena mas inundada de luz! Tudo bem, tudo combinado. Há um fim à vista!! Ou então não! As entre-linhas lisboetas, ao que parece, são mais complicadas do que as da província. É que na terrinha, a malta, mesmo que tenha sarro nas unhas (em vez de Sacoor(es) aos ombros), sabe que é da mais rudimentar educação, depois de ter um negócio apalavrado, dar uma satisfação aos interessados... em vez de fingir de mortos. Vai daí, compram-se mais umas quantas fichas para podermos retomar a viagem... Desta vez vamos tentar fugir do "centro" mas sobre tudo, da falta de noção (da) capital.

5 comentários:

  1. Com muita pena minha, tenho que te dizer minha querida Guilhim, que isto nada tem a ver com o "centro" ou com a periferia... mas sim com a estupidez humana!!!

    Há pessoas boas e más em todo o lado... e depois há as parvas!!!

    Bjokas grandes

    ResponderEliminar
  2. Estas levam a medalha!! 1º lugar!! Que venham as próximas... casas... que gente parva já basta!!

    Beijinhos

    ResponderEliminar
  3. e depois a Troika quer que não compremos casa. Eu comprei porque as rendas eram muito mais altas do que podia pagar ou então ia dividir apartamento com montes de gente até ao fim dos meus dias. O meu namorado tem um T0/T1 em Santos, num páteo lisboeta para alugar...caso te interesse...bjs e boa sorte na procura :)

    ResponderEliminar
  4. krasiva: obrigada pela dica! mas já está! já temos cantinho! Ainda procuramos em santos (era uma zona que gostavamos muito) mas depois de uns quantos baldes de água fria resolvemos mudar de localização...

    O que eu dava para poder comprar uma casa...

    Beijinhos e muito obrigada!

    ResponderEliminar
  5. Quando tive necessidade de procurar casa/quarto em Lisboa, vi cada coisa que é melhor nem recordar...

    É complicado, mas há bairros onde ainda consegues ter um quotidiano simpático (Alvalade, Campo Ourique, por ex.), mas é claro que isso se espelha no preço... um pequeno balúrdio por um pequeno espacinho. :(

    PS - e viva o 'provincianismo', que eu também sou da província e muito orgulho tenho nisso ;)

    ResponderEliminar

Aviso à navegação: como sou eu que mando neste estaminé, quando não gostar dos comentários não os vou publicar. Temos pena mas é a vidinha. Todos os outros comentários são bem-vindos!