domingo, 16 de janeiro de 2011

Do espaço

Sou uma rapariga portátil. Em caso de necessidade, consigo ocupar um espaço equivalente a um carry on (aquelas malas que cabem na cabine do avião). Apesar deste ser um dom, que optei por guardar para usar um dia em que alguém me queira levar a custo zero para um destino paradisíaco, a verdade é que dou por mim a recorrer a esta minha capacidade excepcional todas as manhãs pouco antes de acordar. Porquê? Porque existem dois monstros muito espaçosos na minha vida: um é loiro e outro é moreno. O moreno tem uma certa tendência para dormir na diagonal, não seria problema, não fosse o loiro gostar de se juntar ao repouso dos donos durante a madrugada e ocupar o espaço que tenho vago para as pernas, já que o tronco luta para não ir parar ao chão. 


Quando resolvo que o desconforto já é muito, está o Bogas de barriga para o ar a sonhar que está a correr... e eu estou a apanhar patadas na cara!


* apesar de não parecer, nas duas fotos o Bogas está mais contrariado que um perú em época de Natal... se há coisa que não gosta é de abracinhos... lá está... é uma questão de gestão de espaço...

Sem comentários:

Enviar um comentário

Aviso à navegação: como sou eu que mando neste estaminé, quando não gostar dos comentários não os vou publicar. Temos pena mas é a vidinha. Todos os outros comentários são bem-vindos!