terça-feira, 12 de outubro de 2010

O plano

Eu não tenho via-verde, mas tenho um plano! Montado e estuturado há já uns bons anitos! E o que é que uma coisa tem a ver com a outra? Tudo!

Photo @ Flickr by doug88888

Quando sei que vou andar na auto-estrada, e porque não tenho via-verde, organizo-me antes de me fazer ao caminho: o cartão de débito está à mão, bem como tudo o que me possa fazer falta (óculos, água...). Quando é para tirar o ticket, tenho o cuidado imobilizar o carro deixando-o em 1ª. Desta forma posso:
1- retirar o talão com a mão esquerda;
2- logo a seguir iniciar a marcha;
3- ainda no início da marcha passo o talão para a mão direita e deixo-o no lugar dele, por cima do cartão de débito;
4- fecho o vidro com a mão esquerda;
No total estou parada, 2,5 segundos, mais coisa menos coisa.

Photo @ Flickr by hazelnharris

Quando me aproximo da portagem de pagamento, já tenho o talão e o cartão na mão antes de parar o carro e depois do pagamento, repito os passos 2 a 4. Não perco mais de 20 segundos a fazer tudo isto. Porquê, porque a vida é curta e é estúpido passá-la na portagem... mas aparentemente esta é uma preocupação só minha (o que me faz pensar que passo muito tempo a conduzir) e por isso tenho que gramar com minutos insondáveis de quem:
1- para o carro;
2- procura o talão;
3- entrega o talão;
4- vê o valor do pagamento;
5- procura as moedas e/ou cartão;
6- recebe o troco;
7- lembra-se de perguntar o caminho para um lugar qualquer;
8- arruma os talões;
9- regula o espelho (?);
10- deixa o carro ir abaixo;
11- arranca finalmente, depois de ter deixado uma Guilhim a ponto de fulminar alguém com os olhinhos!

Portanto, gente que anda na auto-estrada, das duas uma: ou arranjam via-verde ou arranjam um plano!

Sem comentários:

Enviar um comentário

Aviso à navegação: como sou eu que mando neste estaminé, quando não gostar dos comentários não os vou publicar. Temos pena mas é a vidinha. Todos os outros comentários são bem-vindos!