segunda-feira, 23 de agosto de 2010

Never judge a book by its cover...

Confesso que apesar de saber que os Diabo na Cruz iam actuar, não estava com grande vontade de os ver! É uma mania que tenho, que reconheço ser estúpida e preconceituosa: basta que qualquer coisa - neste caso, banda - passe a ser moda de um momento para o outro (e aqui o "de um momento para o outro" é a chave para a aversão), para não despertar em mim o mínimo  interesse. Foi com esse espírito que comecei a ver o concerto. Braços cruzados, cara de poucos amigos a procurar tudo que pudesse, para criticar! Encontrei mmmmuuuuuiiiiitttttaaaaaassss coisas que me fazem confusão nos meninos. Já lá vamos. No final, dei por mim danada por estar a abaricar-me ao som da música e a bater palmas verdadeiramente agradada e envolvida pelo som e pelo ambiente que conseguiram criar! Os tipos são bons!! Sabem puxar pelo público e as modinhas são engraçadas e dispõem bem!


Agora... não percebo o fenómeno B Fachada?!? Transcende-me! O tipo é girinho, é bem verdade  e toca bem. Mas como ele, ou até um bocadito melhor, consigo-me lembrar de mais de meia dúzia... mas vai daí, essa meia dúzia não manda beijinhos para o público feminino durante o concerto, levando o mulherio à loucura! E depois... tocar com a boca (não sei se com a língua, dentes ou tudo junto) não acrescenta muito! Aliás, nesses momentos, a braguesa nem se ouve! Além do mais, pode ser perigoso: as cordas podem ferir, um dente pode ficar preso e ainda há o risco de apanhar um ou outro choque! Tendo em conta tudo isto, parece-me mesmo, só parvoíce e depois de três incursões por este método, que inovador só o foi lá pelos anos 60, já me parece mania!! Para não referir aqueles trejeitos - e aí falo de todos - dão-me a volta ao juízo! Macacos me mordam, se um dia não me tiro dos meus cuidados, agarro um pelo braço e digo para se pôr direito e se fazer um homenzinho!!! É que a história de estarem a tocar com o joelhos apertadinhos, como quem tem mesmo que ir fazer xixi, ou a ter espasmos, irrita a vista e atrapalha a audição... pelo menos a mim que sou uma cachopa com os sentidos todos ligados! Fora isto, gostei do som! Animado e com influências do que há de bom na música portuguesa!


E porque raio estou eu aqui a mandar bitaites?!?! Porque sim! É a minha opinião e interessará muito pouco e a muito pouca gente, mas ainda assim insisto em deixá-la registada... e a bem da verdade, ao mínimo sinal de desconforto, podia ter virado costas e escusava de estar aqui a criticar... quanto a isto, só tenho a dizer, "nem sempre, nem nunca"!

2 comentários:

  1. Epá...também tenho esse preconceito... quando as coisas estão na moda irritam-me... mas passado algum tempo começo a perceber porque estão na moda...porque as vezes são boas e toda a gente gosta. Também tive neste concerto...e estava cheia de dor de cabeça e mal-disposta (grande disposição para um festival, não haja dúvida:/) e eles conseguiram-me animar...adorei o concerto.

    ResponderEliminar

Aviso à navegação: como sou eu que mando neste estaminé, quando não gostar dos comentários não os vou publicar. Temos pena mas é a vidinha. Todos os outros comentários são bem-vindos!