quinta-feira, 30 de julho de 2009

Criei um monstro!


Desde que cheguei dos Açores, o Bogas tem sido a minha companhia em 20 das 24h do dia! As 4h horas que restam têm servido para sair de casa e ver gente. Isto tem várias implicações sendo a maior delas o ciúme e a vontade de chamar a antenção!

Bastava estar mais próxima de alguém, para aparecer o bicho-peludo, com qualquer coisa na boca, que convictamente deixava entre nós criando um espaço que depois aproveitava para se deitar!



Também dava um ar da sua graça, quando conversávamos sobre outros assuntos que não Sua excelência! Bastava que a conversa durasse mais um bocadinho, para sair mais ou menos sorrateiramente, assaltar o cesto da roupa para lavar! Depois, passava à nossa frente com a seguinte legenda:
- acabei de fazer asneira e se não me derem atenção vou fazer pior ainda!!!
e fazia mesmo! Uma das vezes, tive mesmo que ir buscar umas cuecas minhas a meio da goela do desgraçado do animal!

Ainda assim, não há nada melhor que ver aquela cabeçorra gigante a vir com muito jeitinho* pedir festinhas e miminhos até adormecer!



* "jeitinho" é capaz de ser exagero... é que tenho um pé e um braço negros à conta do "jeitinho" do meu bogas

2 comentários:

  1. olha, tb tenho um monstrinho ciumento desses, mas o meu é miniatura (9kg) e para cão de rua adaptou-se muito bem à boa vida!

    ResponderEliminar
  2. No que toca aos feitios só mesmo o peso é que muda! mas ainda assim é mais fácil passear 9kg de cão do que 40kg... já considerei começar a passeá-lo com lastro, para ver se não vou a reboque!

    ResponderEliminar

Aviso à navegação: como sou eu que mando neste estaminé, quando não gostar dos comentários não os vou publicar. Temos pena mas é a vidinha. Todos os outros comentários são bem-vindos!