sexta-feira, 2 de janeiro de 2015

Projecto "Agarremos 2015 pelos cornos" - Ponto 0


Temos de começar isto... não faço ideia do que seja uma terapia de grupo (nem sem ser) mas vamos pensar que é assim e desta forma justifico a utilização da terceira pessoa que serve apenas o propósito de não me sentir tão parva... Ora, aquilo que fiz foi pegar nalgumas das ideias do livro de que já falei, dei-lhes uma volta à minha medida o que deixou a tradução um bocadinho marada...


'Bora lá então... É sabida a minha panca por caderninhos e por isso, fazer este exercício (que é longo e implica muitas linhas) foi uma óptima desculpa para estrear mais um. Talvez seja boa ideia arranjar uma páginas (reais ou virtuais) para ir anotando as ideias e as ir revisitando ao longo do próximo ano (idealmente...). Agora é aproveitar que o fim de ano está fresquinho e de certeza que, nestas últimas horas, já fizemos algum tipo de contas à vida... o truque é levar a coisa um bocadinho mais além. (Sim, isto vai dar trabalho... daí escolher o fim de semana porque sempre dá mais tempo para pensar na vidinha.)

O esquema vai ser o seguinte: nas próximas imagens aparecem questões relativas ao próximo ano sobre as quais pode ser útil reflectir. Deixei alguns exemplos de resposta (que não serão necessariamente as minhas) para se ter uma ideia do que se pretende mas, na minha opinião, cada um deve responder ao que e como achar melhor.





Juro que não quero passar a ideia de que sou uma tipa psico-hippie ou o raio... mas agora deu-me para aqui... É só mais um bocadinho!

7 comentários:

  1. Deixa lá, podia ser pior. Tu eras menina para achar piada a isto: http://www.susannahconway.com/2014/12/lets-make-some-magic-in-2015/
    Já escrevo este "livrinho" há 2 anos e é interessante ver o que concretizei e o que ficou para trás. Mais interessante ainda é poder parar para reflectir um pouco. Dá sempre jeito.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Analog eu acho que foi a partir do teu blog que cheguei ao livro e a verdade é que é importante perceber que vamos dando passinhos de uns anos para os outros!... De qualquer das formas obrigada pela nova dica! Já fiz o download das propostas do site que sugeres e já vi que tenho TPC... ;)

      Beijinhos e obrigada!

      Eliminar
  2. Eu cá acho que em cada resposta devias obrigar-te a mais. Sei que não realizaste só um sonho, nem aprendeste só duas lições, nem ficaste feliz só uma vez (e logo por futebol?!)... Não quiseste partilhar as restantes respostas com a comunidade ou ficaste mesmo assim pela rama? É que se é para mergulhares, mergulha em estilo - diria que, no mínimo, cada pergunta merece uma resposta com 12 itens, um por cada mês. E, ainda assim, num mês eu aprendo muito mais que uma só coisa! Todos aprendemos! Várias por dia, até! Boa viagem! (Isto promete!)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não, Raquel, estas não são as minhas respostas (como aliás disse no intróito) acho que há coisas que se devem manter mais reservadas. Sim, vou mais a fundo, mas procuro também não complicar demasiado... depois fico com a sensação que tenho de chegar ao átomo e não faço mais nada e acabo por não sair do lugar! Escarafuncho qb... Mas, sim, estou a mergulhar com algum estilo na coisa!

      Eliminar
    2. Mas olha que o Glorioso é sempre um motivo de alegria!! ;)

      Eliminar
  3. Verdade. Até eu, que venho de uma família de tradição verdusca, aprendi a ficar mesmo muito feliz com as vitórias do glorioso - principalmente por contágio, porque o homem cá de casa tem um barómetro temperamental mais influenciado pelas vitórias e derrotas do Benfica do que pela Lua! :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu ia acrescentar no comentário anterior que se tivesses vivido vinte e tal anos com o meu Pai (apesar de teres convivido com ele...), percebias que o Glorioso nos dá muitas alegrias... Mas sendo assim vejo que percebes o que quero dizer! Deve ser dos ares do Caramulo!

      Eliminar

Aviso à navegação: como sou eu que mando neste estaminé, quando não gostar dos comentários não os vou publicar. Temos pena mas é a vidinha. Todos os outros comentários são bem-vindos!