quinta-feira, 7 de abril de 2011

Já dizia a minha avó:

"Filha, a vida é como um corno, quanto mais para a ponta, mais retorcida!"

Photo @ Flickr by Nikonsnapper

Estando ainda longe da ponta, devo confessar que devo estar numa daquelas curvas que as hastes de marfim fazem para ganhar a sua forma. Assim sendo, a vontade para induzir um coma em mim própria é uma ideia que me agrada. Deixava uma nota a pedir para me acordarem depois de Outubro e pronto! Mas diz que não pode... Por isso, não me resta outra alternativa - e vamos manter a conversa circunscrita aos chifres - do que me pegar o touro pelos cornos e mentalizar-me que este estado de não-vida (por outro designado de estado tésico), é bom que prevaleça durante os próximos meses, mesmo com as insónias e mesmo com os pesadelos com a Sala dos Capelos...


Assim sendo, vou ver se encontro a minha casaca e barrete verde e ensaiar o meu melhor "eh toiro, toiro, toiro... é toiro lindo..."

4 comentários:

  1. Vai tudo correr (mais que) bem ... e depois de pegar o touro pelos cornos, 'o descanso' e a sensação de dever bem cumprido ainda vai saber melhor :)

    bjokas e forçaaaa :)

    ResponderEliminar
  2. Tenho a certeza que a "pega" vai ser das boas!!!

    ResponderEliminar
  3. Só para dizer que essa fotografia do forcado mostra o simbolismo que existe na festa dos toiros. Neste caso, ele olha para cima, para o céu, onde se encontram "os que já lá estão a olhar por nós". É uma forma de pedir protecção aos ente queridos que já faleceram, baseando-se na crença que lá no céu nos vão protegendo. Mostra a crença que se tem e a protecção que se precisa para o acto de coragem que se segue. Mesmo para quem não acredita....é sempre preciso acreditar em alguma coisa. Nem que seja que é possível e que vamos conseguir. Com protecção ou com esforço, de costas, ou até mesmo de barriga, o que é preciso é mesmo pegar o bicho pelos cornos....dá-lhe Falâncio.

    ResponderEliminar
  4. Olá Aficonado! Bem-vindo! Obrigada pelo comentário, mas com um avô Ribatejano e a tal avó também com o gosto pelas corridas (sendo que os dois já estão a "olhar por mim"), era difícil não reconhecer o simbolismo da imagem!

    Volta mais vezes!

    ResponderEliminar

Aviso à navegação: como sou eu que mando neste estaminé, quando não gostar dos comentários não os vou publicar. Temos pena mas é a vidinha. Todos os outros comentários são bem-vindos!